Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Abandono

 

Boa tarde,

 

Vivi um relacionamento amoroso durante 3 anos, sempre com dificuldade do outro em assumir a relação e que por esse motivo vivemos de Setembro de 2010 a até fins de Fevereiro do presente ano, num vai e vem, e por fim entendi que deveria dar uma oportunidade que ele tanto me pedia e mantivemos a relação. 

Acontece que desde o passado dia 26 de Junho, deixou de atender o telemóvel, de responder às minhas mensagens, de me abrir a porta do seu apartamento. Apenas me demonstrou no último dia que falamos que não gostou de uma resposta que lhe dei.

 

Tenho mantido o silêncio depois de perceber que ele não quer mesmo qualquer contacto mas estou a sofrer imenso porque não sei de que forma posso e consigo lidar com um final assim. 

Não consigo encontrar explicação para o facto de ele não me ter dito que queria terminar; mesmo com uma desculpa esfarrapada.

Neste momento mal como e durmo e não sei se aguento mais este sofrimento.

Quero, até porque sei que é o caminho, ultrapassar este abandono e seguir em frente mas não sei como fazê-lo nem tenho forças para tal. 

Parece que aguardo um sinal dele, uma explicação, uma justificação, sem a qual não consigo avançar.

 

Peço a sua ajuda para que eu consiga entender-me e conseguir ultrapassar esta dor imensa que sinto.

Obrigada

Abraço

 

Cara leitora,

 

O sofrimento que sente é normal, devido a situação não resolvida. Procure falar com ele, para poder entender e avançar. Nada melhor do que um diálogo aberto e franco.

 

Pode ser que ele precise de um tempo de afastamento para repensar a relação, mas é importante falarem e esclarecerem tudo para que não fiquem traumas injustificados.

 

Procure superar essa dor com paciência e verá que vai resultar.

 

Um abraço e tudo de bom

 

9 comentários

Comentar post