Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

Teste de Depressão

 

Teste de Auto Avaliação da Depressão
( de Zung)

 

 


Responda rapidamente sem reflectir muito e assinale a pontuação numa folha à parte.

 

1=nunca

2=às vezes

3=frequentemente

4=quase sempre

 

1. Sinto-me desanimada deprimida e triste                            

 

2. De manhã é o momento em que eu me sinto melho         

 

3. Tenho crises de choro ou me sinto como se estivesse a chorar   

 

4. Tenho problemas de sono durante a noite

 

5. Continuo a comer tanto quanto comia anteriormente

 

6. Ainda tenho prazer em ter relações sexuais

 

7. Notei que estou perdendo peso

 

8. Tenho problemas de prisão de ventre

 

9. O meu coração bate mais depressa do que o costume

 

10. Canso-me sem motivo

 

11. A minha mente está tão lúcida quanto antigamente

 

12. Tenho facilidade em fazer as coisas que fazia anteriormente

 

13. Sou agitado(a) e não consigo ficar parado(a)

 

14. Sou otimista quanto ao futuro

 

15. Sou mais irritável do que o usual

 

16. Tenho facilidade em tomar decisões

 

17. Sinto-me útil e necessário(a)

 

18. Tenho uma vida muito intensa

 

19. Tenho a sensação de que seria melhor se eu morresse

 

20. Ainda gosto de fazer as coisas que fazia anteriormente

 

 

Some os pontos obtidos e verifique o resultado relativo à sua ansiedade:

Entre 20 e 31 : baixa
Entre 32 e 43 : média baixa
Entre 44 e 55 : média
Entre 56 e 67 : média alta
Entre 68 e 80 : alta

 

Publicado por Mariagrazia às 00:05
Link do post | Comentar | Favorito
779 comentários:
De joana a 13 de Setembro de 2007 às 22:00
ola, eu sou apenas uma rapariga de 14 anos, tenhu uma irma mais nova e vivo com os meus pais , que por sinal ainda nao estao separados! Encontrei este refugio para poder desabafar e adoraria que me pudesse ajudar! o meu pai trabalha muito e chega a casa por volta das 10horas e meia! nao janta em familia porque nos jantamos mais cedo e assim nunca jantamos com ele! Quando jantamos com ele, ele esta sempre a ver televisao e a pedir para nos calar-mos, para poder ouvir as noticias! Ele tem de ter sempre a razao e com 40 anos parece um homem velho de mentalidade! o meu avo (pai da minha mae) ve as coisas melhor do que ele e tem uma mente muito mais aberta! nao convivo com o meu pai pois ele mal chega a casa, janta sozinho e logo a seguir fuma e deita-se no sofa e acaba por adormecer a ver televisao! a minha mae sofre, pois trata de mim e da minha irma e faz a lida da casa! Ao fim do dia nao consegue conversar com o meu pai, porque ou esta a dormir ou entao muito ocupado a ver televisao! Eu ja pensei que o meu pai se apenas casou com a minha mae para ela lhe poder colocar a comida na mesa, e cuidar dos filhos! POIS NEM AO DOMINGO ELE ESTA CONOSCO!
Quando saimos com o meu ai ao domingo eu acabo sempre em discussao com ele pk ele nao aceita que eu lhe confronte com a verdade! uma vez eu i minha irma estavamos a dizer ao meu pai para ele deixar de fumar e ele vira-se com um berro 'EU JA DISSE QUE NAO VOU DEIXAR DE FUMAR' parecia que me queria bater! Ele diz que nao admite que os mais novos saibam mais do que ele! E se estivermos a jantar e ele disser que o pao que esta na mesa ]e uma pedra, temos de dizer que ]e uma pedra se nao o caldo fica entornado!

ESTOU FARTA DISTO, a minha mae ainda nao deixou o meu pai pk esta a tentar mudar a sua atitude, mas parece que ele esta cada vez pior! a minha mae nao tem emprego e o meu pai e que traz o dinheiro para casa!!! nao me posso queixar em questao de economias estamos bem! SE A minha mae o deixar VIVE DE KE!!!!?????? parece mesmo a moda antiga........... eSTOU FARTA, O QUE DEVO FAZER!!! ME DA UMAS DICAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1 pleasssssssseeeeeeee


beijos
De João a 22 de Setembro de 2007 às 13:21
Joana, sei que estás numa situação dificil, passei por algo semelhante ha uns anos. adiciona o meu mail, gostava mt de falar contigo mm863@ hotmail.com.
até breve bj*
De Rodrigo a 7 de Junho de 2013 às 23:43
Olá, meu nome é Rodrigo e tenho 18 anos. Eu não tenho amigos de verdades, eu fico em casa chorando desesperado, sempre pensei em me matar isso é desde de criança, as pessoas me magoam bastante, minha mãe não me entende, meu pai pior ainda, ninguém me entende, já me cortei(pouco), quase enfiava uma faca em minha barriga, vontade de morrer eu tenho, mas eu quero morrer para não sentir dor, eu tenho medo da dor e não da morte. Vivo sozinho, bastante solitário, e guardo isso só para mim e estou aqui desabafando para você, se você pode me ajudar. As vezes eu saio sozinho e faço de tudo para se alegrar, mas eu vejo pessoas com amigos e familia, e eu lá sozinho e começo a chorar, se eu tivesse uma moto e estivesse com a raiva, eu acelerava o bastante para minha dor sair toda, carro a mesma coisa. Mariagrazia, eu não estou aguentando, eu sinto que vou morrer cedo, morrerei sozinho, eu sinto isso. Eu odeio ser pobre, quero realizar os meus sonhos quero ser feliz, quero morar na Itália, quero fazer milhares de curso como Comissário Abordo, Psicologia, Detetive Criminal e etc, hoje estou fazendo Inglês, e eu amo muito. Então, ninguém quer me escutar, vivo sozinho, esses dias estou comendo bastante, acordo com mau humor, estou sem paciência estou sentindo falta de ar, não estou disposto a trabalhar, estou nervoso, estou triste, estou descontrolado. Espero que me ajuda, bjs.
De Anónimo a 9 de Julho de 2013 às 07:11
oI RODRIGO TUDO BOM? ME CHAMO BRUNA, AS VEZES EU FICO ASSIM TAMBÉM . SABE NINGUEM ME ENTENDE , MAIS EU SEI O MOTIVO É PORQUE TO SOLTEIRA E VEJO MINHAS AMIGAS NAMORANDO E EUU SOZINHA ISSO ME IRRITA MUITO ! PODEMOS CONVERSAR MELHOR... SE QUISER TE DOU MEU FACE...
De Rodrigo a 26 de Julho de 2013 às 23:37
Oi Bruna, tudo bom? Sim.
De matheus a 14 de Setembro de 2013 às 00:45
Oi Bruna e rodrigo eu sou Matheus tenho os msm problemas q vcs e estou a procura de Novas amizades se vcs lerem esse comentário me add no face matws@live.com
De Luis a 1 de Outubro de 2013 às 03:25
Oi Rodrigo Oi Bruna, seguinte https://www.facebook.com/luis.filipeii.1, me add, quero falar com voces, to com o mesmo problema
De Priscila a 1 de Agosto de 2013 às 04:45
Rodrigo,sei bem como é.
Tenho 13 anos e já estou assim,tenho alguns cortes no pulso...
Tenho vergonha até de usar blusas de manga curta por causa das marcas.Não sei se todos passam por isso nesta fase da idade.Porém,tem dias que tenho vontade de tomar 2 cartelas de paracetamol e acabar com tudo isso,acabar com essa dor.

De Nádia a 8 de Dezembro de 2013 às 00:17
Oi Priscila, quando eu tinha a sua idade também pensava em me suicidar, me cortava bastante todos os dias pois, eu achava que me fazia bem eu gostava daquilo, aquele sangue escorrendo, aquele corte, cheguei até fazer alguns cortes fundos depois que, fiz um corte super fundo parei de me cortar. Hoje tenho praticamente 16 anos, não me corto mais, não penso em suicídio. O meu mundo agora é bem realista sobre vida, crenças.. E acho que esse momento que você está passando pode ser só uma fase ou não!
De Raissa Oliveira a 15 de Agosto de 2013 às 01:39
Rodrigo,acontece quase a mesma coisa comigo, não sei o que fazer etc, me sinto uma grande inútil.
Queria conversar com você '-'
passa seu email ?
De Thais a 12 de Outubro de 2013 às 23:09
Olá Rodrigo, tudo bem?
Tenho a mesma idade que você, e eu me senti assim por muiiitos anos, quando criança eu era sociável e simpática, mas ainda sim o meu melhor amigo era meu pai, eu o amava muito, eramos felizes, minha mãe trabalhava o dia todo, e ele era alfaiate na frente de casa, então convivia mais com ele, aos meus 9 anos, ele faleceu!
Para mim foi o fim do mundo, tentei de cortar, só chorava, virei uma pessoa mal educada, ant social, odiava a tudo e a todos, tudo que me diziam eu me magoava, eu chorava por qualquer coisa, e isso aos poucos foi me sufocando, dando falta de ar, aperto e dor no coração, e dor na garganta, tipo uma bola querendo sair de tanta dor, até que um dia eu tive uma convulsão por conta do nervosismo, tomei remédios por 1 ano, o certo era continuar mas eu parei, tive uma mancha no cérebro que confesso nem sei se está lá ainda, não fui ver novamente.
Minha angústia melhorou pois com a convulsão as dores passaram, mas a angústia continuava, o choro também, com isso, eu sempre brigava com minha mãe, já cheguei a dizer que preferiria que ela estivesse falecido ao invés do meu pai.
Os anos se passaram, e quando eu tinha 16 anos, conheci um rapaz, eu não dava muita bola pra ele, ele era legal comigo, éramos amigos, mas algo me inibia de sermos mais, ele era evangélico, e eu era católica não praticante, eu achava isso tudo uma alienação... pois bem, aos poucos começamos a sair juntos, e começamos a namorar, dois anos depois nos casamos, eu me converti com um ano de namoro, as primeiras vezes eu fui obrigada praticamente a ir na Igreja, não queria, não gostava, eu gostava de ser assim, melancólica, depressiva, mas aos poucos ele foi me mudando, lógico com muitas brigas, e eu passei a ir sempre com ele, um ano e 4 meses depois de namoro, eu por vontade própria aceitei Jesus, amigo, te digo que foi a melhor coisa que eu fiz... hoje eu ainda não estou curada não, pra falar a verdade, eu até estava, mas minha melhor amiga que também era minha prima, faleceu há 1 mês, e tudo voltou, mas eu fiquei agressiva, mas estamos lutando pra que eu melhore, isso é coisa séria, procure alguém, de Deus de preferência, ele me transformou, eu virei uma pessoa muito mais alegre, feliz, em paz. Aceitei a morte do meu pai, fiz as pazes com a minha mãe que eu amo de paixão.
Sou feliz agora, entendo que Deus tem um plano pra mim, descobri qualidades em mim que eu achei que nunca teria, fiz amizades, aos poucos estou melhorando, aos poucos, estou sendo mais simpática, feliz, e estou realmente amando essa fase de melhorar,
Faça isso também meu amigo, se apegue em Deus, ele vai te ajudar, ele vai enviar a você um amigo[a] ou até uma namorada que te ajude a viver em paz.
Ele envia seus servos pra salvar a nós, pobres coitados que lutam diariamente pra ser felizes, ainda estou buscando meu lugar ao sol, ainda tenho complexo de inferioridade, não vou mentir pra você dizendo que depois que aceitei Jesus minha vida mudou em um passe de mágica, claro que não, mas depois de ficar 7 anos na depressão, em menos de um (me converti em dezembro/2012), já me sinto outra pessoa, as pessoas me veêm de modo diferente, sou muitoooooooo mais feliz!
Desejo o mesmo pra você!
Fique com Deus.
Até mais.
De Thamyres a 18 de Março de 2014 às 23:34
Olá Rodrigo,
entendo muito bem o que você está passando.
Sei como é dificil, eu passo por algo parecido.
Não tenho com quem conversar, desabafar
E há muito quero alguém com quem eu possa contar e alguem que possa contar cmg, que possa me escutar e que eu possa ouvir. É muito ruim estar sozinha, se sentir assim
Hoje estou muito mal e pesquisando achei esse site, se quiser conversar, este é meu email: thamyrespereiradasilva@hotmail.com.br
De Paloma a 11 de Abril de 2014 às 19:58
Rodrigo se vc quiser podemos ser amigos,eu também me sinto sozinha e triste. E se vc se interessar em ser meu amigo,me encontre no Facebook ou pelo email paloma.swant@yahoo.com.br
De Mariagrazia a 24 de Setembro de 2007 às 23:48
Cara Joana,
Às vezes as coisas parecem piores do que realmente são e nem sempre os pais correspondem às nossas expectativas, mas nem por isso nos amam menos. Procure relevar essas dificuldades e concentre-se na sua vida e nas suas obrigações de filha. Aproveite os pequenos prazeres do dia a dia e viva o possível na família. Verá que quanto menos espera tudo vai melhorar e lembre-se que a sua atitude pode ajudar a viver tudo de uma forma mais leve e fixe.
Entretanto dedique-se aos estudos, amigas, faça actividades físicas, frequente um curso, dedique-se a um hobby, etc.

Um abraço grande
Mariagrazia
De Julio Cesar Alem a 17 de Março de 2008 às 18:56
É engraçado como a vida se apresenta de formas tão semelhantes a pessoas tão distintas... seu caso não é diferente do de milhões de pessoas, que tem pais em casa, mas ao mesmo tempo ausentes. Diria que o que seu pai sente é cansaço. Cansado da vida, do trabalho, sem perspectiva, fadiga, de uma forma acredito que ele esteja sentindo ou já se encontra em um estado de depressão, não muito incomum a pessoas da faixa etária deste.
vc e sua irmão irão pagar o pato sempre que tentarem uma solução, pois não cabe a vc´s terem esta solução e sim a ele mesmo. aconselharia que vc´s fizessem uma terapia em família, discutindo os pk´s da vida e qual seria a solução que todos concordem.
é muito difícil trazer pessoas de tal idade a esta realidade, pois muitos se julgam sem solução ou simplesmente não acreditam que possam melhorar.
desejo-lhe que tenha muita paciência e carinho ao tratar deste assunto com seus familiares, pois atitudes tomadas neste momento, podem trazer consequências para o reste de suas vidas.
Paz
De marlene a 31 de Julho de 2008 às 22:22
joana, n penses k és a única a passar por uma situação tão complicada,eu chamo-me Marlene tenho 16 anos´e o meu pai é mt parecido com o teu. Durante a sema a vida dele é o trabalho,apenas vem a casa para almoçar e jantar pk lg de seguida vai para o café, onde passa parte do seu tmp e chega a casa tarde. há dias em k nem seker fala para mim,faz como se eu n existisse.Ao domingo passa a tarde toda no café.nem se lembra k tem familia.odeio-o.Mas um dia ele vai acabar por fikar só,pk me faz sofrer mt a mim e à minha mãe.bj
De Rosa maria souza faria a 4 de Abril de 2012 às 12:43
o meu marido também é assim, pior ainda , pois nunca passa fim semana em casa com a familia , a noite chega toma seu banho e deita la na cama assistindo tv esperando a janta ficar pronta. pois não da atenção devida os filhos a mim que sou esposa dele. e acha que sempre esta certo em tudo, num me ajuda em nada a cha que mulher é pra ser empregada e servir ele na cama , fico muito triste com essa situação, vejo que meus filhos sentem muito com isso. já pensei dar um jeito na minha vida mas ando tão pra baixo que num tem animo pra nada, num tenho animo pra comer , trabalhar , minha vida é só chorar , procuro desfarçar pra q meus filhos não perceba meu sofrimento. mas as vezes ele percebem por verem o pai deles me xigar, nem meus filhos mesmo tem coragem de pedir alguma coisa o pai pois eles verem que o pai me nega ajuda eles acham que negará a eles tbm , mas eu converso com eles digo q nao é assim,eles tem de aprender a pedir as coisas o pai pois são de menores, eles verem o api me negarem as coisas e ficam com receio. as vezes não sei mas o que fazer, fiz até o teste de depressão e resposta foi quase tudo as vezes. fico treiste por essa situação, tbm pelo fato de minha filha ter seguido o rumo dela com apenas 17 anos. meus filhos não sente liberdade com o pai. tudo eles vem amimj, pois eu compreeendo cada passo deles , tenho medo de sair de casa e la fora minha vida for pior isso me da medo. num sei oque faço da minha vida , ando muito triste , vivo chorando. não acredito no amor de homem algum mais , pra mim é como se fosse todos as mesmaas coisas ,. meu esposo me condena acha por eu não querer ter relação com ele , é porque eu tenho outro , mas ele não enxerga que ando muito triste e magoada com oque ele me faz , só me faz raiva e me magoa muito, sempre q agente conversa é só discurssões ele nunca me entende ,só ver o lado dele é egoista ,tudo q faz é pensando nele , nunca me da satisfações de nada do que faz , me critica quando falo que estou muito triste e magoada com ele.. as vezes penso que não tem mais jeito a não ser da um fim na minha vida, mas penso nos meu filhos me dão força pra viver. minha vida parece ser feita em cima de ilusões. to muito triste não tenho animo pra nada , nada nessa vida. a não ser pro meus filhos que são tudo pra mim. ele hoje achou um caderno a qual eu quando estou muito triste começo a me desabafar escrevendo minhas magoas numa folha de caderno ,sempre falo isso pois nessa hora um amigo que encontro é a folha é o caderno e dali despejo tudo que to sentindo me alivio um pouco,as vezes até faço ums versos doido pra me destrair , ele vai encontra o tal caderno e me critica pelas coisas que ali me desabafo , pensei pow não tenho nem privacidade de escrever , ele é assim se mete em tudo q faço, ele começou ame criticar pelas coisas que ali esta escrito, e me magoa ainda mais , pensa pelo lado errada da coisa e me julga de esta com outro homem , isso me magoa ainda mais pela desconfiança , não sabe ele que aquele caderno é o meu cantinho desabafo. eu que pensava que seria feliz um dia ,sou um infeliz . se pudesse tivesse grana iria embora com meus filho pra bem longe, viver minha vida somente eu e meus filhos ,
De Maria de Fàtima Pereira de Oliveira a 24 de Abril de 2012 às 23:17
Minha querida, ore a Deus todos os dias para que seu marido mude de atitude, só Deus pode mudá-lo, mas você precisa impor também. Como está sendo sua postura diante disto? Não permita que ele fale ou faça o que quer, mostre que você tem suas vontades, desejos, mostre que você é um ser humano também. E em primeiro lugar se ame muito, se valorize como mulher, como ser humano e saia com sua filha passeie e distraia sua mente com coisas boas, não fique só pensando nele. Beijos e abraços.
De alberto a 4 de Abril de 2013 às 17:44
eu sou brasileiro e sou assim como o marido da Rosa, infelizmente naum consigo entender o pq as coisas mudaram tanto, sinto que afasto as pessoas de mimm me isolo no quarto achando q a tv me distrai, ela apenas bloqueia a minha mente de pensar em algo melhor para mudar essa situacao que vivo, estou disposto a mudar pelo bem da minha familia, cansei de acordar e passar o dia inteiro de cara amarrada, quero voltar a sorrir e me sentir uma outra pessoa, sobre orar, sendo sincero, ajuda, ate acho que ajuda, mas uma mulher na situacao da Rosa precisa de decisoes e ajuda mais efetiva, apenas entregar nas maos de Deus nao sera a solucao, Deus noa criou isso e certamente noa resolvera, somos nos humanos que nos tornamos o que somos, e o livre arbitrio, eu vou mudar e voce Rosa mude tambem, ore faca o que quiser, mas principalmente, nao tenha medo e se crie de coragem para tomar atitude, seja ela para ficar com o seu marido ou para seguir em frente sozinha com seus filhos, abs e boa sorte.
De rita a 29 de Setembro de 2008 às 21:16
Desculpa, não tenho uma soluçao para ti. Adorava ter. Tenho 17 anos e uma situaçao parecida com a tua. nunca tive a coragem para dar forças a minha mae para que ela saisse de casa. Tambem não sei como me sustentaria, nem a ela. Ponho-me muitas vezes a pensar se não seria melhor passar fome q viver assim...
Tenho tentado mentalizar-me de que é esta a melhor forma, vai-se vivendo, aproveitando o q de bom há e quando as coisas estão mal, é pensar q é tudo uma má fase, que irá passar e que com ela só posso crescer. Ajuda-me pensar q de todo o sofrimento pelo q as pessoas passam, todas as perdas, pode haver um lado positivo nem q seja para aprender algo com o q se passou...
porque será q as pessoas sao tao complicadas...? Espero sinceramente q alguem te compense.bejo, rita
De marlon a 11 de Abril de 2009 às 01:58
uma dica de quem ta na mesma situação que vc arrume uma pessoa que te ame acima de tudo e que tenha algum dinheiro e vá viver a sua vida pq se vc for ficar batendo a cabeça com o teu pai vc vai acabar com depressão eu sei como e ter depressão e ñ e uma coisa muito boa
pq de tanto eu brigar com meu pai acabei entrando em depressão profunda
se quiser discutir mas meu msn e icmex2@homail.com
De anonimo a 13 de Abril de 2009 às 03:52
Se achas que isso é mau queria ver como passavas um dia na minha pele...
De josé a 30 de Abril de 2009 às 21:31
Olá joana.

Bom para começar. ao que li. sei que é dificil a vida. eu tenho 47 anos. ja fui novo. tenho 2 filhos. sou imigrante..
Eu gostaria que um dia você leia esta mensagem.
Sei que a sua vida não é facil. pelo seu Pai nao ser mais aberto com você e sua irmã e com a sua mãe.

Mas tem de ver o passado . do seu pai. qual o motivo ele ser assim. não culpe seu pai. nem se culpe vocês todos.

Mas o sistema de vida que ele levou. acho nao foi facil vir ao mundo no tempo do seu pai..

Hoje tudo é mais facil temos televisão a internet . a vida agora é mais facil. em tudo

Só que esta mais complicada todos jovens tem tudo ou qurem mais na vida.
Isso é querer liberdade na forma de ser..

Mas eu . posso ajudar em algumas palavras..
Porque nao tentas deixar o teu pai no lugar dele.
não falar que ele fuma..
Tentar ficar + perto dele. falar e ver o que ele é mesmo no outro lado da vida que você diz ele ser como seu avõ.
Um dia vais ver que o teu pai tinha razão..
Um dia vais ver que ele vinha cançado de trabalhar.. ou mesmo muitas pessoas tentam passar por cima dele no trabalho..
Todos essas pequenas coisas. pode ele ser assim..

nem todos os pais são iguais. eu sei por mim mesmo
corri meio Mundo.. nem vi meus filhos cresçerem.. quando reparei neles ja estavam grandes..

Mas numca tiver quem me ajudar.. a construir uma vida sem problemas. ter casa Carro dinheiro e saúde

Vai joana.. senta ao lado do seu pai fala com ele. pede ajuda. fala . o que sente sem criar problemas

vais ver que ele tb muda
abraço e espero que leia

Viver nao custar. o que custa é manter. a vida e criar familia..
De alguem a 10 de Dezembro de 2009 às 22:42
ola joana a vida e komplicada.. mas realmente existem coisas bem piores do k ixu.. mas cada problema tem um significado sendo o noxo.. repara tenho 24 anos,aos 20 sai de casa por pensar k tinha o amor da minha vida a minha frente... e repara so,para mim era o meu princepe encantado,e ele tinha 29 anos axei k iria dar certo pk era mais velho.. eu cm sou da cidade e ele da aldeia optamos por ir viver pa terra dele e sabes o k aconteceu??? andamos ao relento,paxei fome,droga.. a seguir ele traiu-me,depois veio a violencia tanto fisica como verbal. depois de paxar a fase da violencia fisica ate ao dia de hoje continua a violencia verbal... ja se paxaram 4anos e o k vejo é k tou a perder os melhores anos da minha vida a ser rebaixada por um ser humano igual a mim,k se axa melhor do k eu por ser mais velho.. é triste,xoro todos os dias.. e o pior é k nao cnsg proxeguir a munha vida... sou bastante sencivel e tou tao desencorajada k nao da... e o pior é nao ter ninguem com kem falar.. 4anos de silencio.. por ixu pensa,tens tanto pela frente... aproveita a vida.. foi bom desabafar um pouco..
De Anónimo a 10 de Maio de 2010 às 20:42
Ola querida,

Todos nos temos uma historia.. Uns com historias mais alegres que outros.
Eu tambem tenho serios problemas com o meu. alem de ser alguem que nao passa umas horas sem alcool, é uma pessoa muito egoista, em que a coisa mais importante é ele. Dito assim nao parece muito mal. Mas a verdade é que chegou a ponto de colocar a sua vida e as nossas em risco, querendo pegar nos fogo, ameaçando-nos com facas, enre outras situações, que levaram a minha mae e a minha irma à depressao de tal forma que tentaram por fim as suas vidas. E alem disso tenho um irmao pouco mais novo k tu, que apesar de ser um excelente miudo, com boas notas, acabou por se tornar violeto com as minimas coisas. O meu pai nunca posso faxer conta dele, a verdade como podes ver, so prejudica, a minha mae trabalha a cuidar de uma pessoa idosa, passando uma a duas semanas sem vir a casa, e quando vem, e so por algumas horas. Reumindo, tenho esta familia as costas... Tudo, desde os assuntos escolares, pagamentos de dividas, limpeza da casa, compras, sao tudo por minha conta.
Apesar disto tudo, sou feliz.
Confesso te k muitas vezes desejo coisas menos boas ao meu pai, ou k simlesmente desaparecesse, mas mesmo assim sou feliz, porque simplesmente olho mais para aquilo que me faz feliz,porque penso k ha alguem sempre sofrendo mais do que eu e principalmente, porque sei k kem eu amo precisa de mim.
Nao tenho muitos amigos na verdade, mas o que tem chega, e normalmente nunca lhes falo dakilo k mais me aborrece. Falo so com o meu namorado, que tb é o meu melhopr amigo, o que tambem me da grandes dicas para sorrir ou mais simples ainda, brinco com o meu cao! Que é um dos melhores momentos do meu dia. Seja como for, nao esperes k a alegria va ate ti. Procura-a nas coisas mais bonitas ou mais simples.

Sofia
De Anónimo a 23 de Março de 2012 às 14:34
gostei muito de seu comentário Sofia. Encontra o lado positivo numa situaçao mais dificil. fez-me abrir os olhos. obg. O modo como encaramos a vida,é escolha nossa.
De solange maria aguiar a 3 de Agosto de 2010 às 16:44
joana parece que vi minha historia, ja vivi essa vida que vc vive, meu pai era do mesmo jeito seguido de espancamentos que minha mae fazia com os filhos devido a vida que ela vivia ao lado do meu pai.Mas mesmo com tudo isso nao dixamos de estudar, hj sou professora e meus irmaos todos tem uma vida boa.ou casada com2 filhos sai de casa com 22 anos e fui morar sozinha e logo me casei, meus irmaos tiveram a mesma situação.Mas nao desanime respeire sempre ele pq é o seu pai e seum dia ele faltar vc sentira mta dor e estude pois so assim vc tirara sua mae dessa vida minha mae so nao saiu pq gostava dele e ele mudou ao ver os filhos com estudo e um esclarecimento melhor acho que ele ficou com medo da gente denuncialo pelas as agressoes em minha mae. hj ele é falecido mas assim mesmo sinto falta dele,pois ele era honesto e do jeito dele ele nos criou honestos hj tenho 35 anos me add para a gente poder conversar sobre isso e para vc ter uma amiga.tenha fe em DEUS. UM GRANDE ABRAÇO SOL
De kariolane thayse de oliveira a 18 de Agosto de 2010 às 15:07
ola pessoal vim aqui falar com a dra e tanbem pedi uma forca a voces,eu tenho 18 anos me chamo thays ,tenho</a> uma irma tanbem de 19 anos e me sinto deprimida as veses sozinha mesmo tendo muita gente a minha volta,sou casada e moro com meu marido mais estou tendo dificuldades de ser feliz,tudo porque sofri muito na minha infancia e apanhei muito do meu pai,fui criada com pais separados e me mae nao tinha condicoes de me sustentar porisso me deixou com meu pai eu e minha irma ,meu pai sempre foi muito violento comigo me fez muita maldade ja </a>me pegou pelo pescoço e ficava batendo em mim as veses sem motivos e eu nao tinha como pedir ajuda porque so tinha ele para nos criar,ainda por cima minha mae tornou-se alcolatra e bebe muito ate hoje,eu fugi de casa para nao apanhar do meu pai e presenciei minha mae bebada querendo matar minha irma pegou ela pelo pescoco,e muitas veses nos acordava de madrugada so para nos bater,na escola os meus coleguinhas riam de mim e da minha irma porque nao tinha-mos roupas bonitas e porque repetia 2 veses a merenda,meu pai uma vez me abrigou a conhecer uma mulher que seria nossa madrasta e como nos nao queriamos conhece-la apanhavamos muito muito mesmo ate com pedaço de banboo e sem poder pedir ajuda nem a policia e nem a ninguem sem o apoio do meu pai e nem da minha mae ,o restante da familia ja nao falava com ele e so que vinha nos socorrer as veses eram os visinhos quando ouviam eu e minha irma gritanto e ja nao aguentava mais de tanto apanhar,ate se quebrace uma loica,resultado hoje tenho 18 anos fugi de casa desdo 14 anos tenho um filha de 4 anos e fiz dela e do meu marido a minha familia mais nao conssigo ser feliz,as veses quando vou dormir me lnebro do meu passado e tenho crises de choro fico me perguntando porque eles faziam aquilo comigo e com a minha irma ,isso me tira o sono e me transformei nunha pessoa nervosa e muito chorona,ate quando meu marido briga comigo eu lenbro de coisas e simplismente choro e choro nao entendo porque isso acontece comigo e porque nao conssigo esquecer deste triste passado, hoje em dia o meu pai as veses vem a minha casa janta tenta conversar comigo mais sou muito fechada e ele diz que é meu amigo,mais nao consigo ve-lo como amigo depois de tudo que ele me fez.o pior e que eu amo meu pai e minha maezinha e nao entendo porque eu nasci pra sofrer tanto assim afinal eu e minha irma naquela epoca eu so tinha 8 anos e ela 9 anos..por favor doutora me der umas dicas e me diga o que uma pessoa no meu lugar deveria fazer para consseguir apagar isto da memoria e ser feliz por completo.eu amo muito meus pais apesar de tudo mais nao consigo esquecer isto e me tornei uma pessoa depressiva e que tudo me magoa. agradeco se me ajudarem...obrigado ass , thays !
De ñina a 17 de Fevereiro de 2011 às 01:10
Olá
Não sei como começar a minha conversa pois tudo isto para mim é muito complicado falar. Pois a vida ultimamente não me tem corrido nada bem!
Eu não sei como soprar isto a dor. A dor da perda. Pois perdi todas as pessoas que eram queridas.
Umas morrer outras abandonaram-me.
Vim para uma instituição onde foi criada, mas como deve imaginar não e a mesma coisa. Foi bem tratada nunca me faltou nada. Mas ouve uma coisa que me faltou o amor de uma família. o amor da minha família. Coisa que nunca existiu, discussões atrás de dicções pancada a trás de pancada. E minha família sempre me culpou, sempre disseram que a culpa da família estar a sim era minha era eu que fazia com que a família se odeia-se. Tantas vezes mo disseram que eu me culpo cada vez mais de tudo que aconteceu de mal na minha família foi foi minha. o meu único irmão que me restava meteu-se na droga pois minha família me acusa de eu não fazer nada para o ajudar. não se mais para onde me virar. estou cansada disto. pois com isto estou de tal maneira perturbada que não consigo falar directamente com alguém. pois não consigo ouvir as pessoas a falar para mim. pois só de ouvir as vozes me da nervos. por isso prefiro escrever do que propriamente falar. também para mim e uma maneira melhor para expressar o que sinto. pois cada vez mais me estou a isolar , não tenho vontade de fazer nada só a pensar como irei fazer para ajudar o meu irmão a sair desta. isto e muito complicado para mim, ainda por cima não tenho ninguém do meu lado para que me possa dar força para eu ajudar a resolver os problemas da aquela família. Mas não estou sozinha e como tal vou estar até morrer. Pois não deve faltar muito tempo. ta a ser difícil muito difícil ter que levar com tudo para cima de mim.
Eu sei que há pessoas piores do que eu mas já nem isso me da jeito primeiro ainda acreditava e de pensar dessa maneira dava-me força para seguir em frente. Agora não já não consigo pensar assim. A vida foi muito madrasta para mim.
O que eu elide fazer ?
De gabriely cardoso a 2 de Maio de 2011 às 06:50
sei muito bem o que vc esta setindo pois to passando por isso um tempão e a minha mae acha que é ferscura tudo isso mais sei como isso é doloroso.Pois so quem passa sabe como é dificil.
Tive que passar por varias perdas e ate hj eu anm me recuperei a mais recente foi a morte do meu pai...
...mais vou a luta para sair dessa pois acredito muito em deus...bjs tchau siga en frente pois vc tembem vai conseguir ta
De f a 26 de Junho de 2011 às 00:50
Lindinha,já parou pra pensar que teu pode estar cansado?Pois sustentar a familia ñ é facil,o strss do serviço,os problemas com finanças,a preocupação com vcs.Antes de reclamar de barriga cheia pare e pence,pois tu ñ tem nada com o que se preocupar és apenas uma menina querendo chamar atenção.
De Patricia Madureira a 19 de Junho de 2012 às 10:28
Bom Dia ,

Bem hoje passei aqui e decidi ler o que aqui desabafaram , é o seguinte: por vezes a vida não é fácil , nada fácil ... mas ainda assim peço a todos para não deixaram que pessoas com menos sensibilidade vos critiquem, pois uma coisa é certa independentemente da vida ser má , ninguém tem o direito de ser menos correcto , vejo aqui algumas pessoas a tentar desculpar a maldade e falta de sensibilidade de outros e isso não está certo porque Ex : eu posso estar muito cansada , posso ter discutido no trabalho posso até estar com dificuldades financeiras mas isso não implica que tenha de ser infeliz e fazer os que me rodeiam infelizes também , isso é egoísmo , querem respeito , respeitem os outros 1º , para tudo tem de haver uma simples troca tudo o que se dá , mesmo o amor tem de ter retorno . O cansaço não é desculpa para nada , e depois á aquele ditado , se eu não gostar de mim quem gostará !! Joana fico com pena de teu pai, por ser assim e também com pena de pessoas que defendem estas ... dizendo que é cansaço etc. , espero que tudo mude , ou que já tenha mudado , tenta passear , brincar ouve musica tenta alegrar a tua mãe dizendo-lhe o tanto que ela é especial e motiva-a para mudar enfrentar a situação , ela é um ser humano como teu pai , não reparei se tem ou não mas se não tiver convence-a a arranjar trabalho depois disso tentem mudar a situação , e depois é : ou mudas ou vou-me embora ! ninguém deve viver numa situação menos boa . A mudança tem de vir de nós para que os outros se apercebem e caiam na realidade ,

beijos desde Portugal , e outra coisa já passei pelo mesmo mas tudo melhorou hoje em dia tenho 27 anos e estou de bem com a vida ;)
De Ines a 3 de Agosto de 2011 às 06:56
Joana, eu tenho 15 anos e aqui a 3 ou 4 anos passei pelo q estas a passar agora. A minha mae quando eu nasci deixou de trabalhar e ficou completamente dependente do meu pai porque ele e que trazia o dinheiro para casa. Nós eramos 3 e durante muitos anos a minha mae aguentou a situação até que eles se divorciaram duma vez. Não acredito sinceramente q o teu pai ou a tua mãe continuem a querer estar juntos e acho q apenas o fazem por ti e pela tua irmã porque acham q é a melhor solução porque voces ainda são muito novas mas mais tarde ou mais cedo vão-se aperceber q tu já és mais crescidinha e que ja te apercebes das situações e por mais que eles mantenham essa fachada, tu sofres na mesma.
Se isso realmente acontecer e os teus pais se divorciarem, apenas tens de te consciencializar de uma coisa, economicamente as coisas tornam-se piores porque a tua mãe não trabalha a muitos anos e hoje em dia está dificil para qualquer pessoa ainda para mais quando se é mulher e se está condicionada por filhos. Depende tambem da atitude do teu pai e do quanto ele se preocupa com o vosso bem-estar. Se assim for, irá acordar com a tua mãe uma boa pensão de alimentos e continuará tudo mais-ou-menos nos mesmos parametros. No meu caso, o meu pai decidiu vingar-se da minha mãe dando uma miseria de 500€ de pensao de alimentos para 3 filhos quando na altura ganhava para mais de 3500€ por mês. Também deixou de pagar a moradia em q vivemos e obrigou-nos a sair de lá. Hoje vivemos num pequeno apartamento em q pagamos 500€ de renda mas apenas os conseguimos pagar porque a minha mãe se juntou com o meu padrasto e pagam a renda a meias caso contrario, os 500€ de pensao mais alguns trabalhos de limpeza que a minha mae faz nao davam para nada.
Eu sei que é complicado, principalmente nas nossas idades mas tens de ser compreensiva e tentar proteger a tua pequena irma ao maximo porque tu já és maior e já vais compreendendo mas na cabeça da tua irmã isso é tudo estranho e confuso. Acredita que nestas alturas os irmãos são quem mais nos apoia e quem nos dá força para fazermos alguma coisa para melhorar aquilo que está errado :)
De nany a 28 de Dezembro de 2011 às 06:59
caramba isso parace horrivel,nunca passei por algo tãããão barra assim,mas meu pai é das antigas e sempre estar certo e eu nunca posso discutir com ele(por isso sempre fui taxada de rebelde e atrevida),e eu só tenho opinião própria,é tão injusto que chega a ser revoltante,ele acha que por ser mais nova não tenho o direito de estar certa,mas nunca passou do complexo de eucentrismo dele,acho que num chega aos pés do que você passa ai!
se quiser conversar,o Email tá ai!
nanybrieli@yahoo.com.br
De Narita a 5 de Janeiro de 2012 às 23:07
olá, li todos os comentários e gostei de saber k naio sou a unica passar por issi mas o meu problema nao é com o meu pai é com a minha mae, ela e uma pessoa mto explusiva e com isso vive sobrando pra mim, meu pai é mto, ou melhor totalmente ausente e minha mae e k cuida de tudo sou filha única e pra falar a verdade tenho udo o k todos keriam ter mas tbm me sinto como a pessoa mais triste do mundo minha mae vive me espancando por tudo e por nada as vzs smplesmente por nao trazer a pasta dela no momento k ela keria parece maluca vive gritando e xingando. meu pai nao liga as vezes lhe ralha mas nao da em nada, ela me faz se sentir muito mal.
De bibiana a 2 de Abril de 2012 às 15:43
ola joana li o que escrevestes e se esta assim tao mau a tua mae so tem uma coisa que arranjar trabalho e separar se dele pk ele nao que mais relaçao com ela. pelo que escrevestes o teu pai ja nao a ama e esta a fazer de tudo para que aja confusao. e tu sai mais vezes e diverte te mais e deixa o para traz. ainda es jovem e precisas de aproveitar a vida. beijo by
De bibiana a 2 de Abril de 2012 às 15:45
ola li o que escrevestes e se esta assim tao mau a tua mae so tem uma coisa que arranjar trabalho e separar se dele pk ele nao que mais relaçao com ela. pelo que escrevestes o teu pai ja nao a ama e esta a fazer de tudo para que aja confusao. e tu sai mais vezes e diverte te mais e deixa o para traz. ainda es jovem e precisas de aproveitar a vida. beijo by
De margarida a 4 de Julho de 2012 às 13:18
Gostava de te ajudar! Já passei por isso! Felizmente acabou... um dia o meu pai saio de casa porque tinha arranjado outra pessoa! muito bem.... (bem fez ele) , pk ele é um monstro... bateu na minha mãe várias vezes, discutia sempre com ela quando chegava a casa. era um nojo! chegávamos a querer comer e não ter mas felizmente os nossos amigos e os familiares da parte da mae ajudaram nos muito e nós conseguimos ultrapassar essa situação e hoje estamos bem melhor na vida... a minha mae trabalhava quando aparecia mas como isto agora está muito mau e não há trabalho a minha mae pediu o rendimento minino e apesar de ser muitissimo pouco e de se n se poder comer lá mt bem estamos bem e felizes! temos paz na cabeça em relação a isso! o resto tudo vai aparecendo, dia melhor , dia pior! e eu posso dizer que TENHO A MULHER MAIS LINDA, MAIS FORTE, MAIS MARAVILHOSA DO MUNDO NA MINHA VIDA, A MINHA MAE, QUE É TUDO PARA NOS (FILHOS)

POR ISSO, se decidires por fim a essa vida, vais ver que tudo se compoe!
De Man El a 4 de Dezembro de 2012 às 20:52
Joana minha cara, meu pai é um CLONE do seu! Sempre tem que ter razão em TUDO! Uma vez ele nos disse que comer e ouvir rádio logo em seguida era prejudicial à saúde, discordei dele e a resposta dele foi: E VOCÊ, QUE NÃO FAZ NADA, QUER DAR UMA DE SABIDO PRA CIMA DE MIM? O QUE VOCÊ É HOJE? (Eu não trabalho e parei de estudor por motivo de problemas emocionais decorrentes DELE mesmo). Não tive outra opção a não ser responder: Nada. Ao contrário dele, não gosto de faltar com a verdade mesmo que isso me convenha ou que eu queira agir como um sábio, que claramente não sou. Tem esse EXATO problema de priorizar as últimas notícias do futebol na TV, ou começar a falar sobre determinado assunto não deixar ninguém dar a sua opinião além dele (pior que às vezes ele se perde no assunto e começa a falar diversas baboseiras) e se contrariá-lo, prepare-se para levar um esporro! Tem visões EXTREMAMENTE preconceituosas e lineares, e trata as pessoas pelo valor monetário de cada um. Se você não tem dinheiro, não trabalha ou tem um serviço que não pague tão bem, você foi preguiçoso. Pior que me falta força pra sair dessa situação, pois não tenho ânimo nem mesmo pra retomar meus estudos. Te entendo PERFEITAMENTE. Boa sorte em sua jornada, daqui do Brasil! ;)
De joana a 23 de Novembro de 2013 às 18:16
vce nao e uma rapariga se da valorisa
De anonima a 2 de Novembro de 2007 às 21:13
ola...estava aqui a perquisar na internet, e vi este blog e achei bastante interessante e preciso mesmo k alguem me ouça e k me ajude...eu asou uma pessoa repleta de amigos por toda a parte, dou-me bem com toda a gente, tenho tudo para ser a rapariga mais feliz deste mundo inteiro..á cerca de 1 ano, namorei com um rapaz, que, foi uma pessoas muito especial para im mesmo acreditem...nunca consegui esquece-lo..e por vezes isolo-me muito, e choro, porque sozinha eu não consigo enfrentar tudo isto..eu ao pé das outras pessoas tento sempre mostar que sou forte mas ca no fundo estou a partir-me em pedaços...
só não compreendo porque é que as coisas tao simples podem ser tão dificeis e complicadas...só queria uma ajuda, uma saída, uma solução..por facor....
De Mariagrazia a 6 de Novembro de 2007 às 00:45
Cara Amiga,

Para esquecer um amor, só um outro amor. Parece que ainda não fez o luto daquela relação.

Procure divertir-se com os amigos/as e descontrair e verá que quanto menos se preocupar mais cedo se sentirá bem e livre para voltar a amar. Leia no blog o artigo : "Fim de um amor” e sinta-se feliz por ter a capacidade de amar.

Fique bem
Mariagrazia
De carla cristina moreira a 2 de Maio de 2011 às 06:56
Bom um grande amor a gente nunca esquece pois sou completamente apaixonada pelo o meu namorado sei que ele tambem me ama muito....
....Mais afinal ficar longe da pessoa que amamos ou ate ser regeitado por ela deve ser muito triste...mais acredite levante a cebeça e de uma nova chance para vc,pois o outro passou e vc nem...
De Fabricio a 24 de Novembro de 2011 às 23:31
Me sinto exatamente como a colega à cima.... Amo um graaaande amigo e nao consigo me livrar dele. Sempre estou com ele e nao consigo deixar de deseja-lo, ter ciúmes... até ja ficamos, mas agora nao dá mais, chegamos em um ponto muito delicado e nao quero perder sua amizade, apenas deixar de ama-lo e viver feliz com alguem q me queira por inteiro. o q faço??? :´(
De Ana a 25 de Maio de 2008 às 19:11
quem te disse que esse era um assunto simples? é simplesmente o motivo da tua tristeza, e para ti não é um assunto simples, isso é que é importante!
Há 12 anos atrás também eu vivi o amor que eu imaginei que seria para sempre. Na alegria dos 17 anos pensei que aquele amor jamais terminaria. Mas terminou 3 anos depois. não interessa o porquê nem por culpa de quem. A mágoa levou-me a uma depressão. deixei de comer e de viver. Vivi escondida do mundo, não saía á rua e quando o fazia tinha medo. Emagreci, chorei até deixar de ter lágrimas, entreguei-me ao destino e conheci a tristeza das tristezas.
Tive os melhores pais do mundo que me levaram ao psicologo e durante meses fiz psicoterapia no Hospital Miguel Bombarda. Não terminei o acompanhento e 8 anos depois voltei a recair gravemente. Voltei a levantar a cabeça e hoje sei que ninguem tem nada a ver se o nosso problema, à vista dos outros, é simples ou complicado. nada disso importa, o que importa é que é o nosso problema!

Mas uma coisa te posso dizer, um dia voltarás a amar, a amar como se fosse a primeira vez! (nem que seja 10 anos depois como eu!!!) O passado até poderá ter deixado marcas, mas não deixes que o teu coração se feche para o mundo e para os outros. não deixes de sorrir nunca, não cura a tristeza, mas alivia!

De Anónimo a 17 de Setembro de 2009 às 22:17
Minha cara, estamos então numa situação muito semelhante, a única diferença é que o meu namoro foi de cerca de dois anos e estavamos tão bem, como sempre estivemos, que certo dia, uma qualquer decide meter.se entre nós. Aí desmoronou tudo, ele era a base de tudo e para tudo, era o alicerce e caiu-me tudo em cima, até que passados uns longos meses, decidiu voltar, eu aceitei por gostar muito dele, hoje vejo que não é igual, alias mudou tudo, mudou muito. E independentemente de estarmos juntos de novo sofro muito quando relembro o passado e tudo por que passei, sofro como se estivesse a reviver todo aquele momento e sofro mais ainda quando penso que um dia poderei voltar a sofrer... Bom mas de qualquer modo, quero apenas deixar uma mensagem que espero que ajude, o importante é levantar a cabeça, nunca olhar para o chão, porque isso é sinal de vergonha e nós apenas devemos ter orgulho por aquilo que somos e pelo que sentimos. E aproveita ao máximo para te divertires também... há-de ser bom... e não penses muito, deixa as coisas acontecerem por si... nunca dar demasiada importância, quanto mais lhe damos, pior é para nós...
qualquer coisa e se por algum caso estiveres interessada em conversar mais é so deixares mensagem por aqui.
Espero que as coisas melhorem.
De rafael a 26 de Maio de 2011 às 03:30
desculpe minha cara não sei se essa é a resposta certa, mas sempre que lembrar dessa pessoa lembre dele como uma boa pessoas e sempre diga que o ama talvez vc esteja se trancando por não querer lembra-lo e toda vez o lembra, se vc o fizer talvez vc consiga viver mais em paz e sabendo que realmente vc admitiu que o ama e que ele te faria bem a qualquer momento é so isso desculpe se eu estiver errado desculpe
De daniela a 27 de Abril de 2012 às 19:10
minha querida eu entendo-te muito bem eu sempre fui uma rapariga muito sonhadora sonhava encontrar o amor da minha vida e casar-me virgem mas hoje tenho 28 anos e vejo que a vida não foi aquele sonho que eu tive. antes de mais os meus relacionamentos não passam de um mês , e o meu ex namorado mandou-me uma mensagem a dizer que não da para continuarmos porque vivemos distante um do outro embora me tenha proposto ir ter com ele ele alegou que precisa de espaço ir ao ginásio, ir a competição com os seus cães , em suma justificações e nos que somente nos víamos aos fins de semana , não esta a ser fácil ontem não consegui dormir e mal consigo comer e hoje ele telefona-me a dizer tudo aquilo que disse acima , o pior é que eu gosto dele , não sei como será a noite de hoje mas quero apenas guardar os bons momentos, e tentar dedicar-me nas coisas das quais gosto o que mais me doí é que eu abri mão de certas actividades que fazia aos fins de semana para estar com ele ,e para que? por vezes sinto uma dor quase que física no coração tento ter força mas não esta a ser fácil só me apetece chorar , as minhas amigas estão a dar-me muita força mas não esta a ser fácil. por isso querida o que eu te digo é que não tente forçar a esquece-lo o tempo é o melhor remédio para tudo ora a Deus e pensa em ti na tua saúde mental ok? que Deus nos ajude!
De Ellen a 27 de Novembro de 2007 às 22:28
Eu me corto todo dia,nao sei oq fazer choro toda noite,acordo a noite,tenho vontade de morrer,desaparecer,ja cortei meu pulso sangrou de pingar!!!Oque eu faço por favor me ajudem.
De Mariagrazia a 27 de Novembro de 2007 às 23:02
Cara Ellen,

o cortar-se é uma maneira de sentir um alivio no sofrimento mental que passa a ser sentido no corpo, mas o sofrimento mental volta em breve e a tendência é voltar a cortar-se e ficar cada vez mais triste e deprimida. Você precisa de ajuda. Mande seu email para mariagrazia@sapo.pt que responderei particularmente. Para tudo tem remédio e não vale sofrer inutilmente.

Um abraço e até breve
Mariagrazia
De Ellen a 27 de Novembro de 2007 às 23:52
Acho que isso me alivia msm,quero morrer para parar de sofrer mais nao consigo parar,eu me corto,eu choro toda noite,eu me sinto sizinha no meio de todos,me sinto rejeitada,hoje mesmo chorei na escola dois horarios inteiros sem saber o motivo e por isso me corto mais ainda,seu conselho é muito importante para mim.Nao posso procurar a ajuda minha mae diz que é bobeira,entao nao posso fazer nada alem de sofrer e sofrer..Me ajude!
Obrigada Ellen
De Mariagrazia a 2 de Dezembro de 2007 às 15:38
Cara Ellen,

Fale com a sua mãe sobre esses sentimentos e conte tudo. Explique-lhe o seu sofrimento e peça-lhe que a ajude a procurar a ajuda de um psicólogo/a. Certamente ele compreenderá.
Não desista.

Se quiser, pode vir falar comigo no meu consultório para que eu a possa orientar melhor.

Um abraço
Mariagrazia
De Eliane a 30 de Janeiro de 2008 às 00:22
Oi Mariagrazia..
faço psicologa ha 1 ano...jah obtive resultados..
mas ainda choro muito..
Namoro uma menina, e enfim.
ainda n me aceito ..
choro muito...sofro muito..sozinha..pois
nao tenhu dialogo com minha mae..
vc acha que um psiquiatra seria melhor pra mim?
De Mariagrazia a 19 de Fevereiro de 2008 às 00:59
Cara Eliane,
Continue a sua terapia com a psicóloga que certamente a ajudará a se entender e a aceitar a sua identidade sexual.
Fale com a sua mãe, ela entenderá e também poderá ajudá-la.
Goste de si e confie em si própria.

Fique bem

Mariagrazia
De Ella Magno a 28 de Fevereiro de 2008 às 01:17
Bem eu fazia tudo isso que a Ellen descreveu no 1º comentário...Eu me cortava e amava fazer isso, eu parei, acho que, porque me sentia com vergonha quando as pessoas viam minhas feridas, apesar de eu me cortar também em lugares como perna que não dá pra ver, num lembro direito porque eu parei, talvez pelos meus amigos que ficavam tristes. Fiquei muito tempo sem me cortar, acho que uns 4 ou 5 meses, mas agora estou voltando a me cortar de novo, não dou mais valor pra minha vida, acredito que se eu morresse amanhã não fosse fazer diferença pra mim. Não que eu vá causar minha morte, mas admito que já pensei nisso. Mesmo não me cortando sempre como antes, levo minhas giletes pra todo lugar que vou. eu quero parar, mas não consigo.
Não me sinto nem um pouco a vontade pra falar isso com meus amigos, e muito menos com meus pais, e eles só desesperariam e ia ser pior. Então é isso, eu quero parar, esses dias estão horríveis, eu fico me segurando, mas não consigo, amanhã é meu aniversário, 17 anos. Por favor me responda logo.
meu email: brunamagno@msn.com
De Mariagrazia a 28 de Fevereiro de 2008 às 16:55
Cara Ella,

A urgência em se cortar é subjacente a um mal-estar mais profundo que fica assim visível. É a procura de um alívio à uma dor psíquica interna e traz uma “espécie” de alívio, é uma maneira usada para exteriorizar a própria dor.

Você prefere sentir uma dor física para não sentir uma dor psíquica mais profunda e dolorosa.

O que faz não resolve o seu sentimento interior e só piora os sintomas.

Para poder melhorar precisa:

 Não se isolar, mas falar com alguém que confia assim como os seus pais, que certamente a entenderão e procurar ajuda de um especialista: psicóloga/o o quanto antes. A sua dor interior tem cura.
Entretanto nos momentos em que se manifesta a crise aguda procure:
 Desenvolver essa mesma actividade mas voltada a um objecto externo , assim como apertar, bater em algo macio, para descarregar o seu -estar e a zanga.
 Saia imediatamente de casa.
 Exprima o mal-estar e a zanga em formas artísticas como por exemplo pintar e desenhar.

E principalmente não deve sentir vergonha em admitir que se corta por medo de não ser compreendida, de ser considerada negativamente ou de ser considerada”louca”. Não há motivo para se julgar assim, você não é “louca” e esse é um fenómeno muito mais comum do que possamos imaginar.
Tente reagir com força e coragem assim como escreveu aqui fale com os seus, desabafe e procure ajuda.

Fique bem
Mariagrazia
De thais a 23 de Abril de 2008 às 23:44
Oi Eu Tenho 15 Anos Sou Nova Já tenho Depressão
Eu Preciso De Ajuda !!
Eu ja tentei mim matar varias vezes
Meu pai so sabe mim chigar, falando que eu nei fazer nada e mim sinto mal
pareçe que minha vida não vale nada
Eu preciso de que mesmo?
Pode Mim ajuda
Beijos
De fernanda rodrigues a 18 de Março de 2009 às 04:07
ola me chamo fernanda tenho 19 anos moro aqui em sp !!! olha estou dizisperada me ajuda alguem por favor ! ninguem me endendi nao sabem como e ruim ter depresao sinto mal mal mesmo sabe sençasao que eu vou morrer que tenho medo de correr tendo medo de subir escada tenho sensaçao que tudo vai acabar qeu eu vou morer a qualquer hora meu corçao despara sinto ancia muito mado mais um medo que me tremo toda que meus sentidos some furmigamaento em todo corpo anjustia!!!!!!! por favor me endenda sabe oque olhar pro sol e odiar a luz pq no meu coraçao ta entrevas pq meu choro nao mais suficiante para expresar minha dor !!!!!!1 e meu sorrizo ja nao escondi pq nao consigo mais desfaçar minha depresao lagrimas ja nao tenho mais ja joro sangue um presente ta nojo !!!!! um amor da odio!!!!!!! me ajudem sou uma moça de aparencia boa mas com alma duente xeis de pessoas por merto mais parece que ninguem esta presente ! se alguem puder me ajuda ou ate mesmo me ligar se vc tb tem esse problema e quer falar comigo pra nos nus enterdemos !!!! me ajudem seja quem for deus vai ta abençoa me ajuda
De Mariagrazia a 19 de Março de 2009 às 19:50
Cara Fernanda,

Entendo o seu desânimo mas tem que ter paciência, fale com seus pais, com seu médico ou com alguém de sua confiança para ajudá-la a ultrapassar esse momento. Vai ver que com o tempo vai se sentir melhor.

Procure planejar coisas novas, que sejam de seu interesse: estude, faça cursos, pense na sua formação, ajude as outras pessoas, sinta-se útil e principalmente não se desespere, tenha pensamento positivo e confie na sua força interior.
De rafael a 26 de Maio de 2011 às 03:56
vamos fazer assim vc esquece do negativo e lembre-se do positivo e procure Deus ele pode te ajudar ele sempre ajuda, sabe o que acontece se vc morrer não ne ??
como ira ficar seus pais seus amigos as pessoas que vc no fundo sabe que as ama e vc quer jogar a vida fora vc sabe o quanto nossas vidas são valiosas pra Deus certo ?
todos nós nascemos apenas um vez e é apreciavel e adoravel pra fazer tudo aquilo o que mais quisermos mas é lamentavel que vc tenha que pensar assim sobre a vida e alem do mais vc só consegui enxegar a vida material veja a vida mas profundo em seu coração veja o quanto é bom viver veja a vida no lado espiritual ai vc vai ver que a vida é tudo te cuida
De Rogério a 2 de Fevereiro de 2013 às 16:08
Aulas de português podem ajudar na sua depressão.
De Luana a 28 de Abril de 2011 às 15:46
Ola minha querida , nossa vc é muito nova ainda tem tanto para viver , sei que minhas palavras não vao fazer a difereça mais um dia tb ja passei por isso .
Sei que te pedir calma nao vai ajudar pois quem fala " tenha calma " não sabe o quanto é dificil , calma não é como ter uma dor de cabeça que a agente toma um remedio e em 20 minutos no maximo ela desaparece ,.
So te pesso que pense no seu futuro linda vc ainda vai viver mais , vai passar por coisas muito boas e ruins ainda que isso é uma pena mais é assim a vida :-)

Fica com Deus .

Se quizer conversar .
luanamarquesagm@hotmail.com
De rafael a 26 de Maio de 2011 às 03:48
olha minha cara amiga vc não precisa de nada
vc ja tem tudo só que ainda não consegui ver
mas com o tempo a gente aprende a viver e descobrimos o pq nossos pais fazem o que faz
mas acredite não acho que vc deve se preocupar com essas coisas embora te machuque muito mais na vida todos sofrem, procure não brigar com seus pais e tbm ingnore algumas coisas que te machuque se seus pais falar faça algo complicado um algo divertido se ele disser que vc não presta, faça como se ele estiver-se dizendo vc é a pessoa mais maravilhosa pra mim vc só precisa ver as coisas positivas que vc ira alcançar tudo de bom em sua vida te cuida
De Effy a 12 de Setembro de 2012 às 02:44
Quer ser minha amiga, talvez eu possa te ajudar .
Meu gmail e : belaroute@gmail.com
De Anônimo a 8 de Dezembro de 2013 às 01:09
Oi Thais! Não deixe que as pessoas sejam pessimistas (com a sua pessoa). Ah, aconselho-te a de vez em quando pensar na morte. É, sim! Pensar na morte! E também nas pessoas que lutam pra viver. E você aí querendo desperdiçar a sua vida!? Por enquanto que, outras lutam pra viver. Aos 13 anos eu pensava em me suicidar, mas nunca tentei comete-lo. Me cortava, alguns cortes fundos.. Hoje aos 15 anos não faço mais isso, não tenho pensamentos suicidas.
Também não levar a vida a sério faz bem e pense na morte.
De Nani a 24 de Maio de 2009 às 20:21
Preciso de ajuda, ando em completo desespero quase todo dia, não me suicido porque gosto de espiritismo e sei que seria um mal sem volta, não tenho com quem falar, me sinto muito infeliz, por favor me ajude.
De Mariagrazia a 26 de Maio de 2009 às 23:30
Cara Nani,

Procure um centro espírita perto da sua casa e fale sobre seus sentimentos, verá que será de grande ajuda. Fale com as pessoas à sua volta, abra seu coração. Força e coragem e aposte sempre na vida!

Um abraço
Mariagrazia
De Luana a 28 de Abril de 2011 às 15:49
Oi , mais o que acontece com vc qual o motivo da sua tristeza ???

Se quizer conversar pode me add luanamarquesagm@hotmail.com

Tb estou muito mau ate quem sabe eu tb posso te ajudar pelo menos lhe ouvi .

Abraço
De rafael a 26 de Maio de 2011 às 04:10
se tem medo é pq ama alguma coisa e se ama pq tem medo de perde-la se tem medo de se machucar então lute siga em frente se tem medo que as pessoas te machuquem então aprenda a se defender pra quer vc não se machuque, se vc lutar vai aprender a não se machucar novamente, se vc protejer vai aprender a não se machucar então ame, viva com prazer amor e tudo que for de bom, amar é algo que vc se expressa em algo, como sua familia seus amigos acredite nesse mundo existe amigos de verdade fique perto dos amigos e amigos não so fazem a gente rir mas tbm nos fazem chorar não so nos mostra alegria mas tbm tristeza dessa vida mas no fundo sabemos que gostamos delas sabemos que amamos e por nossos orgulhos as vezes perdemos muitas pessoas importantes não deixe que o seu orgulho faça vc sofrer se cuida
De dario a 2 de Abril de 2009 às 18:25
bem eu nao sou psicologo mas , o que aacho é k voce devia cagar para as aceitações se voce gosta dessa menina ande com ela aproveiten-se uma á outra porque o amor e lindo de kualker maneira, eu aceito e axo muito cool duas meninas juntas acho que sao de um afecto diferente muito mais queriadas uma pa outra....e boa sorte ...e n desista dessa menina...bjuxgrandes
De valquiria Rossi Santiago a 1 de Junho de 2009 às 14:58
Ellen eu sei que é dificil não saber o verdadeiro motivo que tefaça sentir assim,mais vc não pode se sentir rejeitada desse jeito .sabepor que tem algú que te ama muito e deu a vida por vc e quer que vc se valorize por que e ama muito...................Jesus por isso não se torture mais...................não é facil ,mais piro e vc continuar esse sofrimento e não ver que Deus esta te dando mais essa oportunidade...........fika com Deus e força ,por que a um Deus que te ama e tudo pode transformar e ele tudo fará tudo fará..................beijos .................
De hnfgjh a 7 de Outubro de 2009 às 09:27
boas férias...
De Beatriz Spangenberg a 25 de Setembro de 2009 às 16:30
Cara amiga Ellen, estou aqui para tentar te ajudar, já passei por situações pare cidas com a tua, por favor envie-me uma mensagem ao meu e-mail, assim tentarei te ajudar da melhor forma, quem sabe daqui a um tempo podemos ser grandes amigas??!!! bjinhuss
me e-mail: bld_bia@hotmail.com
De rafael a 26 de Maio de 2011 às 03:41
então se vc vai se corta todos os dias de sua vida ?
por quanto tempo vai fazer isso ?
existe varias formas de se resover esse problema e varios problemas não tem coisa melhor do que vc procurar Deus ele é o unico que alivia nossas dores
Deus é a solução para todos busque a DEUS procure ficar cada vez mais junto de Deus e so Deus pode te ajudar e nos ajudar é so isso se vc ficar se cortando não vai adiantar em nada chegara um dia que seu sangue estara bem fraco e não resultara em nada mas se vc procurar Deus vc vai parar de se corta e vai ser feliz ao lado dele e com varias pessoas tbm te cuida
De catia a 5 de Dezembro de 2007 às 20:45
Boa noite
Preciso de ajuda para uma amiga e não sei o que fazer, nem como o fazer.
Neste momento está internada em psiquiatria num hospital publico, mas como os doentes não podem estar mais de 30 dias consecutivos internados, o médico vai manda-la para casa na sexta feira.
Ela diz que está assustada, e em panico por vir para casa, porque não se sente bem nem com capacidade para vir para casa. No fundo, acho, que ela tem consciencia que não esta bem mas vem para casa porque tem que vir e nao porque queira vir.
Fez uma tentativa de suicidio, com comprimidos, 1mes e meio antes de ser internada.
Tem uma situação complicada no emprego, porque é a mais nova, e o trabalho cai todo em cima dela, e sente-se revoltada, porque esta tudo sem fazer nada e ela a trabalhar sozinha.
O filho mais novo tem 8anos e quando ele nasceu ela teve uma depressao pos parto, na altura esteve internada, mas desde ai, umas alturas melhor outras menos boas, mas la tem andado, assim nunca a tinha visto e ate eu estou assustada e com medo por ela vir para casa e estar sozinha em casa.
Uma coisa que sempre me fez muita confusao é o facto de ela nestes anos todos nunca ter ido a um(a) psicologo(a), diz que o psiquiatra nunca falou disso.
Sera possivel ajudar-me???
Agradeço a sua atenção
Catia - cfspaulino@gmail.com
De Mariagrazia a 5 de Dezembro de 2007 às 23:19
Cara Catia,

Certamente ela irá para casa medicada e não necessita ficar mais tempo no hospital, pois retomar a sua vida normal e as responsabilidades a ajudará a voltar ao normal.

O que ela precisa é de um acompanhamento psicológico e penso que o seu médico psiquiatra deverá sugerir. e indicar. Um psicoterapeuta poderá ajudar a lidar com os problemas presentes e ensinar a desenvolver métodos e estratégias para lidar com problemas futuro.

Quanto à você, procure ficar próxima dela afectivamente para que se sinta protegida, apoiada e cuidada.

Algumas dicas para ajudar

Leve a sério conversas e ameaças de suicídio!

Se detectar alguns sinais de alerta ou suspeitar que alguém pode estar a considerar o suicídio como solução, não abandone essa pessoa e procure de imediato ajuda profissional.

Se estiver perante a eminência do acto suicida, aja de acordo com as seguintes regras:

1. Leve a pessoa a sério.

2. Mantenha-se calma/o e escute.

3. Não sub-reaja.

4. Envolva outras pessoas.

5. Chame o 112 se necessário.

6. Contacte o médico dessa pessoa.

7. Revele interesse.

8. Mantenha o contacto visual

9. Se apropriado, utilize a linguagem corporal, por exemplo, movimentando-se para perto da pessoa ou segurando a sua mão.

10. Faça perguntas directas.

11. Tente saber se a pessoa possui planos específicos e qual o método de suicídio que está a ser considerado.

12. Não prometa confidencialidade. Poderá ter necessidade de falar com amigos, familiares ou técnicos de saúde.

13. Reconheça os sentimentos da pessoa.

14. Seja empático/a e não crítico.

15. Ofereça confiança.

16. Realce o facto de o suicídio constituir uma solução permanente para um problema temporário, lembrando a pessoa de que existe ajuda e que as coisas irão melhorar.

Se precisar mais esclarecimentos volte a me escrever.

Um abraço
Mariagrazia
De vanda a 29 de Dezembro de 2009 às 00:55
olá achei interessante os seus conselhos e parece que entende do assunto, eu tive uma depressao ha 2 anos atras e depois disso melhorei, encontrei uma pessoa que me fez voltar a acreditar na vida e em como podia fazer sentido, com o passar do tempo as coisas mudaram e sinto muitas vezes vontade de me suicidar porque sinto que era a melhor soluçao para mim e que assim deixava de sofrer e acabava tudo isto... nao sei se sabe o que hei de fazer e se nestas situaçoes existe alguma coisa a fazer... eu com a depressao passei mal, tomei muita coisa e fartei-me de ser um vegetal, experimentei psicoterapia e parece que volto ao mesmo com facilidade e ja tenho vergonha de falar com amigos até já perdi a maior parte deles, as pessoas acham que nao tenho razao para estar assim mas só eu sei o que vai cá dentro e de facto é apenas a ausencia de amor que me faz sentir assim, e por mais que eu fale este sentimento nao passa...
gostava de saber a sua opiniao

obrigada
De Mariagrazia a 23 de Abril de 2010 às 20:52
Cara Vanda,

Não pode depender de outra pessoa para ser feliz. Busque a felicidade dentro de si. Experiência não é o que nos acontece, mas o que fazemos com o que acontece. Felicidade para mim é um estado de espírito interno que não depende do que acontece à nossa volta. Podemos ser felizes mesmo quando estamos tristes, pois a tristeza é causada pelo que acontece enquanto que a felicidade está dentro de nós, pelo facto de estarmos vivos e usufruindo, de maneira possível a vida.

Se não conseguir sozinha procure a ajuda de uma psicoterapia e vai ver que vai conseguir.

Um abraço grande
De Ashley a 5 de Janeiro de 2010 às 21:43
Ola, em primeiro lugar gostaria de agradecer por este blog fantastico!
Tenho 18 anos uma rapariga normal,com uma vida normal gosto imenço de socializar e conhecer o mundo.Tou aqui porque nao sei qué feito do meu ãnimo!
Ha 5 meses para minha rotina mudou...
Era uma mernina que ia para a escola diariamente de manha á noite, estava com os meus amigos...mas de ha 5 meses para ca apenas tenhu de ir as aulas 3 dias por semana e os restantes passo os em casa.
ao inicio pensei k seria bom pois teria tempo pra mim propria e para os outos pois antigamente era demasiado ocupada e raramente tinha tempo para mim, mas tornou-se horrivel o que supostamente iria ser bom!

-passo os dias em casa so me aptece durmir, nao me aptece arranjar para sair, nao tenhu apetite mas como á mesma para manter o peso, nem grandes prespectivas de futuro, choro facilmente, nao estou feliz com nada,perdi peso,a noite tenhu dificuldades em adurmecer, nao me sinto util para nada, nao me aptece fazer nada do que tenhu para faser pois tudo me parece aborrecido!
estou a viver numa pequena aldeia e para ir para a cidade fica caro os transportes so saio neses tres dias de aulas para a cidade, ou excepcionalmente com a minha mae mas como ela trabalha muito e esta quase sempre ocupada e mais o tempo que fico em casa!

Drª ajude-me...que devo de faser para ocupar meu tempo e isto melhorar, que se passa cm o meu animo????tou me a sentir desmoralizada!!!
De Mariagrazia a 23 de Abril de 2010 às 20:56
Procure dentro de si algo que a entusiasme, como aprender uma língua, fazer trabalho manuais, fazer voluntariado, enfim tudo que possa trazer um complemento à sua vida monótona.

Dê asas à sua imaginação.
De maria a 9 de Junho de 2010 às 20:06
Olá!
Desde que perdi os meus pais 2 irmãos e o meu avo não fique nada bem foram perdas de pessoas muito chegadas a mim. Sinto perdida num beco sem saída. Não partiram todos junto foi tudo em anos diferentes. Por motivos diferentes.
Muitas vezes pergunto-me porque a mim. Porque que deus levou as pessoas mais importantes da minha vida? Pois não encontro resposta. Sinto-me desiludida com tudo e com todos. as vezes penso que só a morte tem sentido. Mais nada na vida tem mais sentido para mim. das mortes que mais me custou foi a da minha mãe não consigo aceitar que ela não esta aqui comigo. Talvez porque o resto da minha família me culpa. Talvez eles me escusa-me de me acusar eu própria me sinto culpada da morte dela. e seja por isso que eu não encare a morte dela como encarei a do meu pai e dos meus irmãos. Com isto perdi o ânimo de viver, perdi o ânimo de fazer coisas que adorava fazer. Perdi muito o meu ritmo. Era uma jovem cheia de vida hoje não sou nada. Sinto-me cansada por tudo e por nada. Não durmo direito, perdi 8 quilos, não tenho vontade de comer, não sei mais o que fazer, para mim só a morte tem sentido. so tenho pena que de tantas vezes que tentei não tivesse ido de uma vez por todas.
De Mariagrazia a 22 de Junho de 2010 às 16:03
Cara Maria,

Provavelmente está a passar por uma depressão, daí a incapacidade de sentir prazer pela vida que resulta na falta de vontade de viver.

Procure reagir positivamente, pois só assim vai conseguir superar a dor da perda e investir no seu futuro. Se não conseguir sozinha procure a ajuda de um apoio psicológico e lembre-se de que sempre vale a pena lutar pela vida e que é muito importante a sua atitude e empenho.
De susana a 4 de Agosto de 2010 às 13:26
maria. sei o que tens passado. mas nem sei cpmo te ajudar. nunca passei por nada a sim e espero nunca passar porque vejo o que tu sofres. apesar de ser uma grande amiga tua tenho-te a dizer que podes comtar comigo para tudo. mas pessote que procures um psiquiatra mas rapido que possival. vai e segue o que o teu psicolgo disse. nao
mentalisaste que a gente pior de que tu, como o dizes sempre. olha por ti. o teu mal e que tu a frente de todos te fazer de forte e apresentas sempre um soriso mas no fundo isso nao passa de uma grande farça. como tua amiga ja te conheço. e sofro por te ver sofrer. isso chama-se uma verdadeira amisade. tu nao mareçias estar a passar por metade disto nao fazes mal a ninguem. mas a vida te castigou.mas tu nao o marecias. gostava que continuaçes a mesma maria que eras a uns anos atraz. uma jovem cheia de vida. sei que muita gente de abandonou precipalmente alguns amigos teus e por isso digo-te que esses nao eram teus amigos vedadeiros . nao fassas nada que te venhas a repender mais tarde. nao te deixes abater mais ninguem merece uma das tuas lagrimas. ninguem merece o teu forer. nao sei mais o que fazer comtigo gostava muito de te ajudar mas nem eu sou capaz. por favor maria procura o psiquiatra. beijos susana
De patricia a 11 de Agosto de 2010 às 19:25
olá!
Vim parar a este sai-te porque. Quero muito ajudar uma amiga minha. mas na sei como faze-lo!
ela pensava que o pai dela tinha morrido a 17 anos atrás ela agora tem 18 anos. e descobriu que o pai esta vivo. ela tem um esgotamento e depressão ao mesmo tempo. pois foi dotada e um dia os pais dela atiram-lhe a cara que ela não pertencia a família ela fugiu de casa. não atendia o telefonemas a ninguém. eu pensei ate que ela teria cometido uma vesteira . o pai dela veio aflito a pedir-me para eu o ajudar. e disse que cometeu o pior disparate da vida dele que lhe tinha dito. eu tentei mais uma vez e ela atendeu-me e pediu desculpa por não ter atendido antes!
mas que precisava do momento. quando ela atendeu quase não conseguia falar. pedi-lhe que me dissesse o lugar onde ela estava e encontrei-a num estado que só eu sei. foi horrível. não tive outra solução chamei o inem e levei-a imediato para o hospital onde ficou um ano e meio internada. saiu nem a pouco de um mes mas tem que se apresentar a um psiquiatra todas as semanas. Mesmo assim eu gostava de a ajudar mais. o pai adoptivo quando ela saiu do hospital pediu muitas desculpas. mas ela disse não entende como foram capaz de esconder uma coisa dessas. ela não era assim. enegreceu muito ela engordou muito no inicio ela chegou a pesar 70 quilos agora ela pesa 55 quilos. e muito pouco para ela. os médicos disseram que se ela nao recuperar o peso ela será internada novamente. Ela não come só bebe agua e come maças quando tem fome. eu ate avisei a mãe adoptiva para estar atenta porque isto pode não ser so derivado ao esgotamento e depressão. pode ser derivado as manias das gorduras dela. ela sempre teve essas manias. apanhava muitas anemias e levava muitas transfusões ela só no ano de 2010 apanhou quatro. na altura que ela foi internada nem visitas podia receber foi mesmo mau ver uma amiga minha assim. não sei mesmo o que fazer tou mesmo a ver a minha amiga a ir para o abismo. ajudem-me por favor! o que ide eu fazer para a ajudar?
De Mariagrazia a 9 de Setembro de 2010 às 22:35
Ajude-a com o seu apoio, ensinando-a a se cuidar, a se tratar, a encontrar o seu caminho e a sua maneira de ser.

Fique bem
De cataria a 11 de Novembro de 2010 às 23:00
boa noite.
estou aqui para poder desabafar um pouco em especial a minha melhor amiga morreu no dia 17/10/10. esta a fazer um mes e lembro-me como se fosse hoje. as imagem nao me saim da cabeça. foi uma pessoa que eu ademirava muito e de um momento para o outro comete a loucura de se suicidar.na minha vida e 2ª caso de 2 pessoas que eu adorava. duas pessoas que eu nunca penssei que me abandonassem. mas aconteceu e tame a custar muito. mas eu nao jugo nem uma nem outra porque ambas eram muito espessiais para mim tanto a ana como a minha mae quelaro. elas eram a unica familia que me restavam. mas a morte da ana veio-me abrir fridas que estavam a ser curadas. e quelaro que eu nunca esqueci ,mas ja estava a mentalizarme que tinha que comtinuar sem ela. mas com a morte da ana fez com que tudo volta-se do passado. neste momento vou todos os dias ao cimiterio porque tenho nessecidsade para falar com a ana e no cimiterio e onde tenho esse momento sou capaz de ester a passar tardes la. e onde me sinto melhor. e se nao for ao simiterio parece que tudo corre mal. sinto que tenho que ajudar a mae dela mas como? a minha cabeça esta comfusa que nao sei por onde começar. a mae dela nao para de me chamar filha, mas eu nao quero isso, alias eu nao asseito isso porque nao conssigo sobstituir a minha mae por ninguem e muito menos pela mae da minha melhor amiga. nao sei mais como vou lidar com a situaçao. como ja estou tao canssada desta situaçao toda mas nao posso deixar a mae dela neste momento sozinha tenho medo que ela fassa o mesmo que a filha. mas tambem nao posso asseitar que ela me chame de filha. se ela me comtinua a chamar de filha eu nao comssigo me aprocimar dela. mas o que e que eu eide fazer numa situaçao destas? a minha vida deu um vira volta 190º gaus que eu nao sei por onde me virar. depois ando canssada,durmo pouco e o pouco que dumo, durmo mal.ando sem passiencia, de tao canssada que nao conssigo estar em establecimentos com muito barunho. faz-me comfusao estar com pessoas. e deminui muito o meu ritimo. mesmo que eu nao esteja sem fazer nada fico muito canssada igual ao se estivesse ocupada a estudar. nao sei se vou comsseguir me erguer novamente.
De Mariagrazia a 20 de Novembro de 2010 às 18:08
Cara Cataria,

Perder pessoas queridas é sempre muito triste, mas vai ver que com o tempo vai superar e vai voltar a se sentir melhor.
O cansaço também não ajuda. Procure descansar e viver a sua vida normalmente.

Para ajudar a mãe da sua amiga, viste-a de vez em quando e falem sobre tudo, embora não deve aceitar que a chame de filha pois não é sua filha.

Fique bem
De Inês a 18 de Janeiro de 2008 às 15:25
Olá, vim ter a este blog por acaso, pois ando interessada no tema " depressão" e principalmente na depressão bipolar. Isto porque eu ultimamente tenho-me sentido estranha. Tenho imensa dificuldade a adormecer, como muito mais que o normal e muito rápido , quase sem mastigar, penso imensas vezes na morte, e como seria se eu morresse, tenho imensa vontade de chorar mas não consigo!, sinto-me constantemente cansada, o stress dos exames e da escola faz-me imenso mal, sou boa aluna, mas sinto-me inútil , e sinto que tudo o que aprendo não vale nada e que não irei ter um futuro melhor só por estudar, sinto que estou a perder o tempo da minha vida, quando posso morrer amanha e não vivi. Afinal para que serve a vida?! Neste momento sinto-me terrivelmente má e com vontade de gritar e chorar mas não consigo, parece que estou presa.
O meu outro lado, se assim se pode dizer é quando de um momento para o outro começo a rir sem razão , começo a rir, mas estando muito triste e começo a ser sarcástica para toda a gente e sinto-me capaz de tudo e começo a divagar e não paro de falar nem de me mexer.
Eu não me sinto bem comigo, sinto-me estranha, porque estou bem num dia como no outro estou tremendamente mal. Quando o despertador toca eu sinto vontade de chorar e de partir tudo porque sinto que ai vem mais um dia monótono e igual a todos os outros.
Tenho grandes amigos, tenho muito amor familiar, amo a minha família , mas não sei se é stress ou da adolescência ... Eu não estou bem, estou diferente e não consigo lidar comigo, muitas vezes tomo acções que me arrependo porque não estava normal, no meu estado natural.
Eu em plenas aulas começo a mexer-me muito e a ficar com os olhos cheios de lágrimas , porque fico a pensar que me estão a tirar tempo de vida e que a vida é monótona e inútil .

Gostava que me ajudassem, me dessem uma palavrinha, talvez um palpite do que eu tenho, se é normal ou não, e o que devo fazer para tentar recuperar...

Obrigada
De Mariagrazia a 22 de Janeiro de 2008 às 20:34
Cara jovem ,

Pode ser normal se sentir assim em algumas ocasiões durante algum tempo.
A adolescência é um período de grandes mudanças e questionamentos e é normal haver variações de humor e necessidade de discutir e reavaliar os seus valores.

O importante é não levar muito à sério os seus sintomas que hoje podem estar assim e amanhã de outra forma.
Entretanto se não se sentir bem consigo própria e se esses sintomas persistirem por muito tempo, o melhor é fazer uma psicoterapia para através de uma ajuda especializada, se conhecer melhor e ultrapassar suas dificuldades.

De qualquer maneira confie em si própria, goste de si e procure pensar positivamente na vida e lembre-se que a mudança está em si.

Fique bem
Mariagrazia
De Carolina Coelho a 1 de Abril de 2009 às 01:20
preciso de desabafar, não aguento mais :(
a minha vida está um inferno, nao consigo mais n-ao consigo! eu tento mas não consigo :(
Quando andava no 6ºano os meus pais divrciaram-se, eu tinha 10 anos, foi complicado, o meu pai andava com outra senhora, deixou-nos de um dia para o outro, teve 3 meses e tal sem me ligar, sem dizer eu estou aqui e estou bem! O meu pai para mim era um exemplo, era o meu idolo, mas de um momento para o outro passou a ser a pessoa que mais desrespeitava! assisti e ouvi várias discussoes entre eles, ouvi o meu pai a dizer a minha mae que queria sair de casa! tudo acpnteceu muito rapido, era nova, para mim foi um choque! Passado, 6 anos o meu pai separou se da mulher, e agor quer tentar reconquistar me mas eu mudei, mudei por ele, ele fez com que eu me tornasse uma pessoa fria, tornei me numa pessoa agressiva como ele diz, continuo a sorrir, mas é tudo teatral, por vezes dou por mim a chorar, a pensar se é melhor estar viva ou morta! Para melhorar as coisas estou pessima na escola, estudo estudo estudo e as notas nao sobem, os professores dizem que consigo, mas por mais que estude as notas no sobem, passo horas, madrugadas a estudar, passo noites sem dormir por vzes a pensar como será o meu futuro.
A minha vida está um inferno, cada vez estou uma pessoa mais fria, mal-criada, nao me apetece fazer nada, o meu maior interesse e a musica, por vezes nemmusica me apetece ouvir, algo que me costuma acalmar, os meus amigos mais proximos estao a começar a afastar-se de mim, tudo esta pessimo x(
De Mariagrazia a 11 de Abril de 2009 às 22:55
Caro Carolina,

Se tem consciência de que precisa mudar alguns comportamentos: força!

Mude para melhor e viva o seu futuro com convicção de sucesso e pensamento positivo.
Se não conseguir sozinha procure uma psicóloga para ajudá-la a superar seus conflitos emocionais.

Felicidades
Mariagrazia
De sara a 27 de Janeiro de 2008 às 01:10
sou a sara, tenho 13 anos, os meus pais separaram-se quando eu tinha uns 6 meses,..a minha mae era/é toxicodependente, eu nasci quando ela tinha 18 anos, como se deve calcular a minha nascença não foi nada planeada... como a minha mãe era toxicodependente, e os meus avos maternos tinham bastantes dificuldades de dinheiro naquela altura, eu fui viver com o meu pai e com os meus avos, que naquela altura estavam bastante bem, em termos de dinheiro.
eu ia 1 vez por semana á casa da minha familia materna, a minha mãe quase nunca l á estava, ela estava sempre fora...a drogar-se.
quando eu era bébé o meu pai também era toxicodependente, mas eu não me aprecebia de nada, pois, o meu pai sempre foi muito ausente, devido ao seu trabalho, e tambem porque para alem de ser muito pequena para reparar em tais coisas, os meus avós paternos faziam sempre o possivel para que eu não me apercebece ...
entretanto o meu pai curou-se, a minha mãe sempre se manteve na droga, o meu avo materno morreu num acidente de automovel,devia eu ter uns 6/7 anos, logo a minha avo materna com a herança do meu avô, ja podia ajudar a minha mãe, pondo-a em clinicas de tratamento e isso...
quando eu tinha uns 9/10 anos os meus avos paternos separaram-se,porque a minha avo tinha outra pessoa, ai.. sim, o meu mundo se desmoro-nou , a minha base de felicidade..o meu avo para me animar, e a minha avo para cuidar de mim,..os meus dois apoios, perdi completamente a minha "base de equilibrio "...a casa e as coisas mais valiosas eram do meu avo, por isso fiquei a viver com ele, enquanto a minha avo estava em casa de uma amiga, o meu avô sofreu/sofre tanto,tanto com esta separação, lembro-me que eu devia ter uns 11 anos +-, e o meu avo ia a chorar no carro, enquanto conduzia, ele chorava/chora p'los cantos da casa,.. doí tanto ver uma pessoa que nos amamos a sofrer, especialmente se esta a sofrer por causa de outra pessoa que nos tambem amamos muito, entrentanto a minha avo comrpou uma casa, e eu fui viver com ela, porque ela tinha uns horarios muito mais estaveis dom que os do meu avô, passado uns meses a minha avó pos la emm nossa casa a pessoa que estragou o casamento dela e do meu avo (a pessoa com quem ela andava), que ainda por cima é alcoolico ! ele uma vez ate ja bateu na minha avo,...entretanto, a minha mãe matem-se tooxicodependente , expulssa de todas as clinicas e algumas foi ela que desistiu...no ano novo ela ligou-me a desejar me um feliz ano novo, e eu disse llhe que estava chateada com ela, e ela agiu com uma grande indifrença ,..disse tipo:"h á ok.."e depois desligou...
enfim..
a minha vida agora, esta completamente destruida,eu sinto que não tenho casa, não tnho familia , sinto que estou sózinha !
..a minha avo organiza a minha vida,..como sei l á .nem sei explicar,..um fim de semana vou para casa do meu avo, no outro a seguir vou para casa da minha familia materna, depois vou para o meu pai,e assim sucessivamente, e é quando não tenho testes, ai não vou fim de semana para lado nenhum...
...as minhas notas sempre foram pessimas devido a estes acontecimentos, os meus colegas na escola que não sabem nem metade dos meus problemas, tomam-me por burra, e estão sempre a gozar com o facto de ter muito m á s notas...e ate eu ja me começo a convencer disso...
a minha avo paterna esta sempre a chatear-me por causa das minhas m á s notas, a dizer que sou perguiçosa .
eu ja tentei explicar h á minha avó paterna a minha situaçao de sofrimento..e ela diz para eu não arranjar desculpas...
não sei como lidar com isto tudo..
talvez se h á 13 anos tivessem optado pelo aborto, talvez tivesse sido melhor para todos!
De Mariagrazia a 30 de Janeiro de 2008 às 11:40
Cara Sara,

Para uma ajuda efectiva, preciso falar contigo. Deixe o teu email em mariagrazia@sapo.pt, que lhe responderei pessoalmente. Eu aguardo o seu contacto.

Um abraço
Mariagrazia
De shane a 8 de Dezembro de 2009 às 00:33
eu tenho um problema...

me apaixonei por duas pessoas que eram casadas e começamos a fazer uma vida a tres, onde havia muito amor, carinho e sentia-me amada como nunca me senti a vida toda.
meu pai descobrir o nao gostou porque diz que vida a tres nao e politicamento correcto e que deus fez o mundo para ser vivido a 2 e nao a tres.
como esse casal tem uma filha ameaçou ir na segurança social para tirarem a filha se eu continuasse a visita-los. lhe garanto que nao havia nada de sexual na frente da criança e a criança me adora e me ve tambem como uma mae ou madrinha.
meu pai me fez jogo sujo e eu quis sair de casa as me ameçou e com medo para as pessoas que amo nao quis sair. tenho 20 anos e sempre tive ma relaçao com os maus pais. ja tentei muitas vezes sair de casa mas nao da coragem.
ainda namorei com eles algum tempo mas meu pai me vigiava e me ameaçava. tiro notas ecelentes na escola, trabalho, quase nao saio a noite mas meu pai me trata mal psicologicamente, agora tou muito diprimida comecei a cortar os pulsos. para alem disso acabei a relação pk fiquei com medo para a menina deles. quero mesmo muito muito sair de casa e viver com eles mas faltam a coragem e tenho medo. me ajuda
De Mariagrazia a 8 de Dezembro de 2009 às 10:18
Cara Shane,

Viver com eles não é solução, precisa ter calma para encontrar a pessoa certa para formar a sua família e viver a sua vida. Enquanto isso, já que é tão jovem, precisa ir se aprimorando nos estudos e viver uma vida construtiva e deixar a autodestruição de lado. Se não conseguir sozinha procure a ajuda de uma psicóloga mas comece o quanto antes a fazer mudanças no sentido de crescer como pessoa e fortalecer a sua personalidade no sentido positivo para vencer na vida.

Tudo de bom
De Tânia a 31 de Maio de 2009 às 01:03
Sara...estava (como muitos aliás neste excelente blogue pesquisando sobre essa "doença silenciosa" assim a chamo pois vai nos matando por dentro e aquando leio o teu desabafo e, deixa me que te diga com apenas 13 aninhos e já passaste por tanto és uma lutadora! É uma triste história de vida que, infelizmente muitos se revêem nela. No meu caso específico tenho 22 anos, e infelizmente já pensei várias vezes no suicídio também! Penso que o meu caso não será tão grave como muitos que já aqui li mas fiz o seu teste Sra. Dra. e deu me Depressão Média. A minha família não é muito dada a se sentar e conversar pois nunca fomos habituados a isso o meu pai teve um problema e foi detido, minha mãe só cuidando de 4 filhos, sem ajudas eu na minha infância deparando me com o sentimento de impotência ao vê-la muitas vezes sem forças para lutar, meus irmãos mais velhos sempre fora de casa, eu cuidando do mais novo, só com massa para comer sem mais nada, recentemente apaixonei me por um homem do qual eu amei imenso e sofri muito por ele pois não era fiel e acabava dando por mim noites e noites às claras chorando já ultrapassei o que sentia por essa pessoa e encontrei uma outra que é muito carinhoso e gosta de mim mas ultimamente só brigamos e por minha culpa pois penso que o facto de já ter passado pelo que passei ainda não ultrapassei os meus medos. não tenho vontade para nada, não tenho emprego, choro muitas vezes só na cama, enfim não desabafo com ninguém pois sei que ninguém me compreenderá..Sara: dou por mim a pensar: Quem me dera nem ter vindo ao mundo!
De sara a 27 de Janeiro de 2008 às 01:19
(sou eu outra vez, a sara)
eu tenho bastantes problemas em dormir, tenho tido imensas insonias, há partes do dia em que me apetece sorrir para a vida, outras que só me apetece chorar,..expludir, acabar com tudo isto..ou simplesmente acordar como se estivesse a nascer, e tudo ser difrente, e tudo isto não passsar de um terrivel pesadelo!
De Emanuel Miranda a 31 de Janeiro de 2008 às 21:39
Sinto-me muito deprimido...sinto-me só e choro muitas vezes,,,,perco as forças...por certos momentos.
Agora que é carnaval adorava sair com amigos para a noite e beber uns cpos..o problema é que no fim de contas não tenho amigos...só tão perto de mim por interesse......mando mensagem a este e aquele...e uns não dizem nada outros dizem que não podem......e no fim de contas nao tenho ninguem para sair comigo..ir passear ir ao cinema ..conversar.....

Ultimamente tenho pensado muito nisto e por vezes ponho-me a chorar e a pensar como seriam as coisas se não existi-se e fecho os olhos a imaginar o meu caixão ou os meus pais receberem a noticia da minha morte e tambem ver os meus "amigos" no funeral.....
Mas não penssei que ao pensar nisto, penso em matar...longe disso quero uma vida longa....apesar das desilusões e desgostos.
Tenho 19 anos e ainda não consegui arranjar uma namorada...sou timido mas ao mesmo tempo quero uma rapariga como deve ser e não qualquer uma......quero uma rapariga..bonita trabalhadora.sincera carinhosa atenciosa.....e muitas outros atractivos que aprecio.....
Ajude-me o que ei-de fazer????????

Bjs e Abraços...Emanuel


MirandaEmanuel@hotmail.com
De Eliane a 1 de Fevereiro de 2008 às 01:16
Oi Emanuel...poxa...tava lendo seu desabafo..
e poxa me sinto numa situação +/- como a sua...
eu jah tenhu agm d vdd..como eu sempre kis...mas eh uma garota...espero q vx n tenha preconceito...
namoro a 3 anos sabe?..mas ainda n me aceito e n entendo tantas coisas q acontecem em minha vida..
me sinto sozinha...perdida...e jah desejei por mts momentos morrer, sumir..sei la...
tenhu medo de td...to tao deprimida e n aguento mais xorar...

bom..axo q acabei desabafando tb....desculpe-me..
De Emanuel a 4 de Fevereiro de 2008 às 16:23
Oi...Eliane
Bem podemos falar melhor no msn..se quiser adiciona-me......

MirandaEmanuel@hotmail.com

Bjs
De Dalila a 2 de Fevereiro de 2008 às 02:10
Se amor e paixão são coisas diferentes (coisa que eu tambem concordo) eu posso dizer que tive sorte, primeiro veio a paixão e depois o amor, neste momento o que sinto por ele são as duas coisas ao mesmo tempo: amor e paixão quase que posso dizer que seria o homem ideal para mim. Acontece que levamos um tipo de vida muito diferente, ele vive de noite para os amigos e quer que eu esteja com ele, porque sei que gosta de mim e consequentemente da minha companhia, eu vivo de dia. Quase nunca dormimos juntos, ele tem a casa dele e eu a minha, ele deita-se tarde (às vezes já o sol está a nascer) e eu não posso levar esse tipo de vida, que chega a ser degradante...e parece que não há tempo pra estarmos juntos, pelo que disse nem mesmo à noite na hora de dormir, eu sei que ele gosta de mim, já me deu provas disso, mas sofro com isto, só ainda não coloquei um fim porque gosto muito dele e somos bastantes compatíveis em termos de feitio, nunca tinha encontrado uma pessoa tão parecida comigo, excluindo o tipo de vida, claro!!!! No fundo sei que ele nunca vai mudar, por isso não será certamente a pessoa ideal para mim, mas esquece-lo e partir pra outra vai ser muito complicado, e vou esquecer uma pessoa por quem consigo sentir ao mesmo tempo amor e paixão??? Desculpem o desabafo mas não sei muito bem o que fazer...
De Mariagrazia a 3 de Fevereiro de 2008 às 13:19
Amar é de uma generosidade e uma paciência infinita.

Se realmente sente amor e paixão procure se ajustar para viver feliz com ele.

Quando existe amor tudo é mais fácil.

Fique bem
Mariagrazia
De jessica a 10 de Outubro de 2008 às 04:08
Tenho 14 e já passei por situações pior meu pai estva sempre em casa cedo ,eu ficava direto com ele resumindo viviamos juntos mais quando dava sexta feira eu dava tudo pra sair de casa pq sabada meu saia cedo pra jogar volei,jogava volei e quase sempre depois do volei ele ia encher a cara e chegava em casa só 23:00 pra lá isso quando ele vnha pra casa e quando ele chegava minha vida era um inferno ele pertubava muitoo já chegou até a tentar bater na minha mãe, isso eu era pequena e presentiava tudo e tipo eu era uma criança esperta sabia tudo oque estava aconteçendo ,eles se separaram uma porção de vezes mais no final eles voltavam e era sempre a mesma história meus sabados era um inferno eu e minha mãe acreditamos que um dia ele ia parar de beber tinhamos nóis chegamos a conclusão que não dava mais pra viver assim ai em via de alguns acontecimentos falamos pra ele que ele tava acabando com a familia dele e que nóis já estavamos consadas de tudo isso ele percebeu que akilo eu tem 1 ano que ele não bebe e que eu e minha familia somos muito feliz
tenha fé seu pai ou mãe pode mudar isso só depende de deus e deles!!!
De gabriela oliveira a 16 de Março de 2009 às 13:19
doutora desculpe-me o encomodo .
mais umavez venho le pedir ajuda
estou ficando canssada sem animo paramais nada
ando novamente pensado em mim matar acho q isso resouveria meuproble e o problema de muitos.
mas mimfaltam forças e coragem,
trabaho de recepcionista vejo muita gente falo com muita gente pra cima alto astral mas continuo com minha tristeza e o pior é q eu consigo fingir para eles q estou bem e muito feliz mas por dentro a um coração q chora toda noite esperando q Deus possa mim levar. como avia le dito eu acho.
eu sai de casa to morando mais meu noivo achei q minha tristeza iria acabar mas estou na mesma
só q agora eu to ficando muito cansada sem vontade de nada para mim ir trabalhar eh uma novela vou pq é o jeito ,ñ saio ñ viajo ñfaço nada q uma garota normal gosta de fazer eu ñ adoro quando chega a sexta feira ,vc deve perguntar para sair parabalada??
ñ eh para eu poder durmi edescansar mas ñ consigo toda seguinda eh uma tristeza pra mim, meu noivo ñ sabe mais o q fazer ,eu tbm ñ sei
acho q meu fim é mesmo amorte !!!!!!!!!!!
espero sua resposta anciosamente
obrigado !!!!!!!!!!!!!!!!!!!
De Mariagrazia a 17 de Março de 2009 às 11:11
Cara Gabriela,

Diante desses seus sentimentos é indicado que busque ajuda, fale com seus pais, com seu noivo ou com uma pessoa que confie muito, de preferência com mais idade e experiência, ou de um profissional, no caso psicólogo(a), para que a possa orientar de maneira adequada.

Não desista e lute sempre pela vida!

Um abraço
De anonima a 30 de Setembro de 2009 às 02:49
oi,eu naum sei c tenho depressão mas choro frequentemente,sinto desanimo de fazer qualquer coisa,sempre estou triste,naum quero q ninguem q eu conheça fique sabendo q sou extremamente triste,quando estou na escola tento mostrar o máximo de ânimo,felicidade,mas so eu sei o que eu sinto.Uma vez eu tava tão triste,tenho alguns motivos para estar,mas creio q existam motivos piores para se estar triste,eu estava tão triste na escola q eu naum consegui segurar o choro ,ai eu corri pro banheiro ,fiquei controlando meu choro por um tempo,quando cheguei na sala eu tava no meu limite,naum sei como aconteceu,comecei a tremer,chorar,foi então que eu desmaiei.Por favor me ajudem.
De catia a 6 de Fevereiro de 2008 às 04:58
ola , meu nome é catia tenho 19 anos moro no estado da bahia, tenho um grande preblema nao quero comentar mais é muito grave e isso ta me deixando meio louca, to fora de casa a quase 2 meses e sinto muita falta de todos eles mais sinto que nao posso voltar pois isso seria uma guerra. to meio em depressao nao sei o que fazer, se tiver alguem que possa me ajudar eu to prescisando.
De rafael a 26 de Maio de 2011 às 04:35
pq tem medo de sua familia ? este mundo é feito de guerras principalmente quando não sabemos nossa localização, encare seu medo e volte pra sua familia la é o seu lugar e peça ajuda a Deus que te der forças pra que tudo fique tranquilo na sua familia mas as vezes pensamos de um jeito e quando chegamos no certo lugar é outro nada é o que parece minha cara amiga vc tem tudo pra ser feliz, so não esta feliz por causa do medo vença o seu medo da sua guerra enfrente o medo e a guerra junto e vença e seja feliz se cuida
De Mafalda a 10 de Junho de 2011 às 10:45
olá, o meu nome é Mafalda tenho visto os vossos comentários e acho fantastico que haja iniciativas como estas. Estou a passar uma fase má , ou melhor já algum tempo que não dla. Quando era criança fui violada e isso acabou por mexer com tudo até agora. Tenho um namorado fantastico que me tem ajudado imenso mas tambem nao tive muita sorte com a minha familia. No inicio da minha adolescencia a minha mãe resolveu ir para a faculdade e o meu pai sendo militar teve de estar ausente com alguma regularidade durante os primeiros 3 anos de faculdade da minha mãe.Eu com 12 anos ficava com o meu irmao mais novo fazia o jantar e ajudava-o a fazer os tpc tal e qual como se fosse mãe dle. Mais tarde o meu pai regressou e eu como até ali tinha de fazer jantar na mesma e ele não me ajudava , com a agravante de que nao passava os serões comigo o normal era eu chegar a casa fazer o jantar e voltar para o quarto para estudar(Tudo isto durante 2 anos). Passado isto tudo a minha mãe acaba o curso , mas como tem de ir fazer um exame as ordem e tem muito trabalho não dá a devida atenção aos filhos e o meu pai também não quer saber. A minha mãe tem ciumes de o meu irmão ser mais agarrado a mim do que a ela e nem entende que foi por causa da ausencia dla naquele periodo de tempo. O meu irmao tem 15 anos e eu 19 e ele tendo o quarto dle não consegue passar uma semana no quarto dle a dormir sozinho até hoje ele ainda dorme comigo. Com isto tudo penso que devo ter apanhado alguma depressão a minha vida desde cedo não foi facil e tive de amadurecer mais cedo do que as outras meninas da minha idade. Acabei por não conseguir acabar a matematica A do secundario e tive de ficar mais um ano, ano esse que terminou agora e consegui fazer a matematica e parece que finalmente irei entrar na faculdade. Mas como nem tudo foi facil agora também não é , fiquei este ano em casa e não consegui arranjar emprego então os meus pais acham que tenho obrigação de limpar a casa sozinha antes de fim-de-semana, passar a roupa a ferro e fazer almoços e jantares.Só saiu de casa quando o meu namorado vem ter comigo e quando peço alguem ca de casa para irem dar uma volta a pé comigo nunca podem estão sempre muito cansados. Sinto-me sozinha e farta desta vida , começo a pensar que isto não e viver a minha vida parou um ano e não vejo um futuro muito risonho para mim
De Aline a 4 de Dezembro de 2012 às 16:26
Olá
Meu nome é Aline,tenho 23 anos.
Tenho alguns sintomas e gostaria de saber se são de Depressão.
Hj ao me deparar com pessoas desconhecidas dentro da minha casa.
Desconhecidas pra mim,mais meu padrasto as conhece.
Comecei a chorar do nada,como se elas fossem me fazer algum mal,sendo q não representam perigo algum.
Quase sempre não consigo tomar decisões sobre pressão.
Me sinto solitária,fico mais dentro de casa.
Sinto muita dor de Estômago e sou nervosa.
Se puderem me ajudem ok!
Desde já!Obrigado!

Comentar post

Drª Mariagrazia Marini Luwisch
Psicóloga - Psicoterapeuta

Licenciada em Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil.
Equivalência, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa.
Membro Sociedade Portuguesa de Psicoterapias Breves.
Membro Efectivo da Ordem dos Psicólogos nº 8372

Consultório:
Av. Luís Bivar 93, 6ºandar E
1050-143 LISBOA
Marcação de consultas:
213 146 274
914 749 474
ou
por email: E-mail

| Site Oficial

email:mariagrazia@sapo.pt

Parcerias e Acordos

ADSE
ADM
SABSEG
AXA
Cruz Vermelha Portuguesa

Visitas Online

Pesquisar

Perguntas recentes

Morte do filho

Dificuldade em engravidar...

Dispareunia - Dor na rela...

Por que trazer uma crianç...

Medo e imagens de morte

Avaliar namoro

Sindrome de Down

Apaixonada por outro

Medo sa solidão

FELIZ DIA DA MULHER!

Temas

relacionamento

depressão

traição

amor

sexo

medo

ansiedade

ciúme

separação

adolescente

casamento

psicologia

mãe

namoro

auto-estima

filho

infidelidade

sexualidade

trabalho

desejo

todas as tags

Artigos

Psicologia
Testes
Saúde
Exercícios
Dicas
Pensamentos

Citação do dia

Tradutor

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger

Arquivo

blogs SAPO