Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Dicas para viver o Natal

 

 

Se estiver distante das pessoas queridas: aproveite para se ocupar com atividades diversas que lhe dão prazer.

 

Se não tem família: confraternize com amigos ou aproveite para por em dia projetos adiados como: fazer uma viagem, ler um bom livro ou assistir um filme tranquilamente em casa.

 

Se não tem dinheiro para gastar: faça uma comemoração ao seu alcance, pequenas lembranças podem ser muito significativas. O importante é o afeto.

 

Se trabalhar na noite da Consoada: trabalhe com ânimo, sinta-se importante e insubstituível.

 

Se terminou o seu namoro: lembre-se do parceiro com carinho e não com tristeza. Não se isole, participe das comemorações, confraternize e dedique-se à família.

 

Se está doente: aproveite o Natal para descansar, descontrair e repor as energias. Pense em todas as coisas que poderá fazer quando estiver sarada.

 

Se não gosta do Natal: invente novas maneiras para celebrar: faça uma viagem, participe num trabalho de voluntariado, numa creche ou numa instituição de crianças desamparadas, ou num asilo de idosos, ofereça o seu “trabalho” com amor e verá que se sentirá muito “recompensada” e feliz.

 

Se optar por ficar em casa: comemore, junto com a pessoa amada, com um jantar romântico, à luz de velas.

 

Participe, celebre e procure conviver sempre respeitando seus limites, dentro de suas possibilidades económicas e psicológicas. É importante se permitir estar triste ou nostálgico. Esses são sentimentos normais da época de Natal e se sentir uma depressão de Natal saiba que ela é passageira.

 

Viva o Natal com naturalidade, descontração, sem idealizar e com expectativas reais: um Natal Possível!

 

 

1 comentário

Comentar post