Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

O casamento acabou

 

 

 

 

Boa tarde!

 

Meu nome é C., e estou querendo separar. Mas não vejo possibilidade pra isso.

Tenho um filho de 1 ano e 5 meses, não trabalho desde que engravidei. 

Cuido do meu filho e da casa.

O meu casamento acabou faz tempo, antes mesmo do neném nascer, antes eu tentava continuar, pra manter a família, nao ter que voltar pra casa dos pais, e ai depois veio meu filho, e pelo filho eu fui tentando, mas não estou aguentando mais.

Quero separar pq nem suporto mais, e me preocupo como será nossa vida quando ele sair de casa, pq financeiramente dependemos dele. E eu sair pra trabalhar, meu filho vai ficar com quem? Não tenho parentes aqui.

Vejo a maneira como meu marido quer educar meu filho e discordo, de tudo, a maneira como ele fala com a criança, tudo vai me irritando, e eu calada.

Estou tentando arrumar emprego, mas é difícil, e quando chego em casa, tá aquela bagunça. Menino sujo, sem tomar banho, sem fazer as refeições direito, pula refeições, não tem hora nem disciplina pra nada, o ap numa bagunça só, roupa pra todo lado, comida, brinquedo, até arroz já encontrei na cama, lençol sujo de toddy, enfim um zona. 

Isso me dá nos nervos. E eu, não tenho mais forças pra aguentar. 

Cansei de ser empregada dele, e sair catando e organizando tudo.

Quanto ao sexo, já não temos tido contato físico há bem mais de 2 anos. E só temos 4a de casamento.

Foi uma luta pra eu conseguir que ele aceitasse eu procurar emprego. 

Mas tô na busca.

 

Eu dependo financeiramente, preciso de ajuda dele pra cuidar do filho e ao mesmo tempo vejo que não é assim que eu queria que fosse.

Não sei mais o que fazer, já pensei em até em suicídio, pq não tenho mais forças pra continuar.

 

Cara C,

 

Penso que esteja esgotada com a criança pequena, com a organização da casa, com os conflitos com o marido e é por isso que se sente assim desesperada.

 

Pensar em suicídio não é solução, pense em como resolver seus problemas.

Conflitos acontecem facilmente quando um casal quando tem um filho pequeno e é preciso não desesperar mas tentar resolver. Porque é que não coloca seu filho num infantário e procura um emprego?

Será que seu casamento acabou ou são essas dificuldades de ter filho pequeno e diferenças de ideias de como educar que perturbam a vossa união? Procure conversar com ele e tentem juntos buscar novas soluções. Sempre é melhor tentar investir no casamento antes de pensar em separação.

 

Se continuar a se sentir assim perdida procure a ajuda de uma psicóloga para que a acompanhe nesse momento difícil.

 

Beijinhos

 

 

1 comentário

Comentar post