Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Esposa ciumenta

 

Dra. solicito que informe como proceder com o ciúme, desconfiança, implicação, cobrança de minha esposa.

Quando o ciúme aparece, as perguntas que podemos nos fazer são:
 
"O que está me levando a sentir este ciúme agora?"
 
"O que posso fazer para diminuir o desconforto que ele me causa?"
 
"Qual a maneira mais produtiva de conversar com meu parceiro, ou parceira, sobre meu sentimento?"
 
"Como modificar minha relação amorosa para parar de sentir ciúme?"
 
Deixar predominar o pensamento sobre o sentimento e a reflexão sobre a acção.
O importante de entender é que o ciúme é uma reacção natural, mas é uma emoção e, portanto, nada tem de racional. Não devemos deixar que uma emoção estrague a nossa vida e a possibilidade de ser feliz.
 
Talvez ela precise de ajuda de uma pessoa especializada ou ela está diante de fatos reais que provocam ciúme? Tenho poucos dados para responder, mas a orientação é direccionada para que ela procure reflectir sobre o que está a sentir. 
Dialoguem sobre o assunto. Um diálogo franco e aberto no sentido de esclarecer algumas dúvidas ou mal entendidos será útil.
Implicar, cobrar, desconfiar, pode estragar a relação e diminuir a liberdade e o espaço próprio necessário a cada um.
 
Fique bem
Mariagrazia
 


 

1 comentário

Comentar post