Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Conhecimento pela internet

Boa noite!
 
Eu tenho uma questão, e ao mesmo tempo um problema... É que eu conheci um rapaz pela internet... Mas não foi nesses sites que agora há próprios para esse efeito... Nós conhecemo-nos num site de vídeos... Eu sei que isto não é muito normal de acontecer, mas acontece... E quando menos se espera... Há uns cinco meses atrás, estava eu num site de vídeos, quando vi um vídeo que gostei bastante e resolvi subscrever-me aos vídeos da pessoa que fez esse vídeo, pois assim quando ela fizesse mais algum vídeo, eu seria avisada... No dia seguinte, deparo-me com uma mensagem recebida nesse mesmo site, dessa mesma pessoa, na qual ela agradecia por eu me ter subscrevido aos seus vídeos... Então, eu resolvi responder-lhe, pois pareceu-me simpático da parte dele, e disse-lhe que tinha gostado muito do vídeo que ele fez e que tinha muito jeito... E a partir daí, começámos a trocar mensagens quase todos os dias... E cada dia que passava, conhecíamo-nos melhor um ao outro e descobrimos que tínhamos imensas coisas em comum...
 
Com o passar do tempo, fomos gostando cada vez mais um do outro e já éramos grandes amigos, mesmo sem ainda ter-mos falado pessoalmente... Eu sei que muitas pessoas não percebem como é possível isto acontecer, mas é muito possível, tanto que aconteceu comigo, pois nós partilhámos todas as nossas experiências, falámos sobre nós, sobre os nossos medos, as nossas alegrias, os nossos gostos... Nós falávamos sobre tudo, só que em vez de ser pessoalmente, cara a cara, era virtualmente, através de mensagens... 
 
Passámos quase dois meses a falar por mensagens até que decidimos falar por msn, e mais tarde por telemóvel... Passado algum tempo, decidimos marcar um encontro para nos conhecer-mos pessoalmente... Eu estava muito mas mesmo muito nervosa mesmo, e ele também, mas o encontro até correu bem e nós demo-nos logo muito bem... Da segunda vez que estivemos juntos, ele disse-me que estava completamente apaixonado por mim... E perguntou-me se eu sentia o mesmo... Eu bloqueei, pois nunca ninguém me tinha dito aquilo com tanta doçura e ternura mas depois disse que também sentia o mesmo e tudo acabou com um beijo doce e apaixonado...
 
Namoramos há mais ao menos 3 meses, mas o problema é a minha mãe... Ela não se conforma com o facto de nós nos termos conhecido pela net, não compreende como é que isso foi possível... Já me chegou a dizer coisas horríveis, disse que eu devia estar desesperada para ter arranjado um namorado pela net e que devia estar muito infeliz na altura, mas isso não é verdade...
 
Eu já lhe tentei explicar como as coisas aconteceram, mas ela não consegue perceber! Ou então não quer perceber... E depois pergunta "Aonde é que eu errei como mãe?", eu digo-lhe que isso não tem nada a ver e que ela nunca errou como mãe, mas ela não me dá ouvidos...
 
Depois também diz que eu não me vou sentir bem com ele, por ser mais baixo que eu... Mas isso é assim tão mau? Esse facto não me incomoda a mim nem a ele... Claro que preferia que ele fosse mais alto, mas eu gosto dele assim, como ele é e nós amamo-nos muito um ao outro... Isto será assim tão mau? Ou é a minha mãe que está a exagerar só para ter outro motivo para discordar desta relação? E será assim tão mau termo-nos conhecido pela internet? Eu já não sei o que fazer para que a minha mãe mude de ideias em relação a isto tudo e aceite, de uma vez por todas, o nosso namoro... É que eu gostava mesmo muito que isso acontecesse... Será que me poderia ajudar?
 
Obrigada, A.
Cara A.,
 
Se vocês se amam muito não tem o que temer, continue com ele sempre com muito cuidado até conhecê-lo melhor e sempre num clima de compreensão e de autenticidade. Convide-o para ir à sua casa, assim que a sua mãe também possa conhecê-lo melhor. A altura não é problema quando há amor!
 
Não se preocupe demais com o amor. Viva-o simplesmente. Cuide de si. Goste de si o suficiente para ser capaz de gostar do amor e poder fazer o outro feliz.
 
Verá que a sua mãe com o tempo não falará mais assim e compreenderá que namoros pela internet acontecem, assim como casamentos e separações....é a nova tecnologia e o reflexo do nosso tempo.
 
Fique bem
Mariagrazia


2 comentários

Comentar post