Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Rapariga com depressão

Fernando Botero 

 

Sou A. R. de Peniche e tenho 19 anos.
 
Acerca de um pouco mais de um ano andava a sentir umas dores de cabeça insuportáveis, passava as noites sem dormir e com muitos pensamentos negativos, dos quais k ia morrer, ou k tinha uma doença mt grave, e também estava sempre a chorar, chorar. Tudo o que me diziam era motivo para irritação e mau estar, e uma angustia mt mt grande mas acho que ninguém me compreende muito pelo contrário ainda me chamam doida.
 
Foi então k decidi ir ao medico contei-lhe o que se passava. Foi então que ele m diagnosticou uma depressão... eu fikei a pensar: " mas como e que e possível, eu tenho tudo, uma família, a minha escola, esta que me estava a correr tão bem... Tive durante um ano inteiro a tomar medicação para a depressão e acerca de uma mes consegui fazer o desmame desta, hoje não m sinto de novo nos meus conformes e sinto k não estou novamente bem.... mas porque será que isto acontece, nada me corre bem!! Não sei mais o que fazer por isso estou aqui para pedir a sua ajuda...
Eu acho que sou um pouco hipocondríaca pois quando me falam numa doença começo a imaginar-me com ela ou penso que um dia posso vir a te-la, e e isto que muitas vezes não me deixa dormir. E também na altura que apanhei a depressão andava muito com a mania dietas...
 
Esta é a minha breve história.
 
Espero que m possa ajudar ou que m aconselhe qualquer coisa para me poder curar, se isto tiver cura claro...
 
Muito obrigada,
A.
 
 
 

Cara A,

 

A psicoterapia é o melhor tratamento para curar a depressão e reconquistar o amor-próprio e a segurança interior. Procure ajuda de uma psicóloga capaz que a compreenda e que proporcione um auto-conhecimento que a leve a se sentir melhor e ter a força para fazer mudanças apropriadas e desejadas.

 

De qualquer maneira precisa confiar em si própria. Goste de si. Viva com naturalidade e espontaneidade, enfrente as suas dificuldades e lembre-se que a mudança está em si.

 

Um abraço

Mariagrazia