Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Timidez exagerada

Amedeo Modigliani

 

Tenho 20 anos, desde muito pequeno fui uma pessoa muito tímida, desde que tenho 18 anos tenho tido bastante experiencia em vencer meus medos e de lá pra cá percebi que muito desses medos são totalmente irracionais e anormais.
 
Geralmente me sinto envergonhado em fazer coisas em lugares novos, com pessoas novas e a maioria delas são coisas triviais; por exemplo:
- apesar de hoje eu conseguir ir ao mercado normalmente, quando tinha 18 anos eu sentia muita vergonha de passar no caixa do supermercado
- até a pouco tempo eu simplesmente não conseguia comprar um produto que não fosse habitual .
 
 A lista de coisas se segue:
- Eu sinto vergonha de comprar roupas,
- Tenho vergonha de contar dinheiro em público,
- Em três anos de faculdade nunca fui na lanchonete por pura inibição,
- Não vou ao cinema por vergonha,
- Tenho vergonha de ser apresentado a pessoas novas ,
- Nunca vou a festas ou eventos - mesmo quando sou convidado ,
- Tenho vergonha de fazer exercicios em publico. Apesar de conseguir caminhar para ir para casa ou o trabalho, quando eu vou especificamente para fazer exercicios me sinto constrangido .
- Eu simplesmente nunca tive nenhum tipo de relacionamento afetivo - nunca namorei , nem mesmo "fiquei" .
 
Muitas dessas coisas eu efetivamente faço - por força de vontade ou necessidade , mas geralmente a experiencia é terrivelmente desconfortavel - tanto que meu comportamento se modifica, eu falo mais baixo e mais rápido e fico mais retraido (só perrcebo depois que a situação passa). Geralmente eu procuro evitar ou tornar a situação mais curta, em determinados casos eu acabo prejudicado... já comprei coisas que não queria simplesmente por não querer sair da loja sem nada, também ja deixei de fazer coisas porque medo de ir a algum lugar, e quando sou convidado a falar em público para pessoas que conheço a pouco tempo, eu simplesmente não consigo pensar logicamente - tive uma péssima experiencia em uma reunião recente de trabalho.
 
Recentemente li sobre Ansiedade social e fobia social me identifiquei com algumas historias, mas vi também casos onde a pessoa não conseguem arranjar um emprego ou estudar, por medo. Eu consigo fazer muitas dessas coisas, tenho um emprego e fiz faculdade, falo e me comporto naturalmente com pessoas que conheço a um bom tempo . Mas por outro eu tento evitar ao máximo coisas normais devido a meus medos irracionais.
 
Eu sei que é dificil responder por um simples e-mail, mas eu tenho duvidas se meu problema é simplesmente timidez ou ansiedade social ou fobia social. não sei se existe diferença entre "ansiedade social" e "fobia social". Tenho essa duvida porque a maioria das pessoas que foi efetivamente diagnosticada apresentam medos muito maiores que os meus, e a maioria deles não supera essas coisas sem ajuda - o que em alguns casos eu ja fiz. Mas também percebo que meus medos são irracionais e que me impedem de viver normalmente.
 
Apesar da simples idéia de atualmente ter de falar com um médico sobre isso me deixar nervoso. Eu estou disposto a procurar ajuda , mas eu preciso ter uma idéia melhor do que falar.
 
Se for de seu interesse , adoraria ver minha questão publicada para ajudar outras pessoas com meu problema, mas peço por favor que omita meu nome e email - também tenho vergonha que alguém próximo a mim leia e me reconheça , pelo menos até eu admitir e buscar ajuda.
 
Nas situações em que a ansiedade, perante situações sociais, se torna intensa, incapacitante e paralisante prejudicando as actividades do dia a dia e os relacionamentos interpessoais, com grande sofrimento psíquico, fala-se em fobia social. Parece que o seu caso seja somente de timidez excessiva.
 
De qualquer maneira é um desconforto limitativo e o melhor é buscar ajuda, no sentido de fazer uma psicoterapia onde possa entender e mudar as crenças, por ventura, erróneas que tem de si mesmo e que o ajude a enfrentar as situações que lhe causam ansiedade, bem como "treiná-lo" em adquirir um melhor desempenho social.
 
Vá a uma consulta de psicologia e fale sobre as suas dificuldades assim como falou comigo. Verá que com a terapia vai conseguir se libertar da timidez pouco a pouco e vai conseguir sentir-se mais seguro e independente.
 
Entretanto aqui vão algumas dicas:
 
O início exige empenho, dedicação e determinação. Mesmo que a princípio pareça desajeitado, tente fazer novos amigos, ouse "iniciar" uma conversa com estranhos, participar de festas e reuniões, convidar alguém para um almoço, expor suas opiniões frente aos colegas de trabalho.
 
Antes de apresentar uma palestra ou participar de uma reunião, treine o tempo que for preciso, em frente ao espelho, sozinho ou com familiares e amigos, até que se sinta preparado.
 
Não tenha medo de errar, é assim que se aprende e diminui a ansiedade.
Certamente para superar seus receios só há uma maneira: é enfrentar o "inimigo".
 
Tudo de bom
Mariagrazia


 

4 comentários

Comentar post