Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Esposa decepcionada

Emiliano Di Cavalcanti

 

Olá Doutora,

Boa tarde? Como vai?

Hoje estou muito triste.

Sou casada pela segunda vez.
Conheci meu marido pela internet em 2005. E começamos a ter uma grande amizade, ele foi ao Brasil e apaixonamos no primeiro encontro.
Deixei toda a minha vida, inclusive profissão para segui-lo.
Nos casamos e temos uma vida muito satisfatória, apesar da saudade que sinto da minha família e mudanças que tive que fazer, quando vim viver em Portugal.
Neste último Domingo tive uma triste surpresa encontrei informações no nosso computador que ele havia feito um anúncio em um site, a procura de uma aventura e sexo.

Fiquei muito triste e decepcionada.
Ele confessou que havia feito aquilo, chorou, pediu-me desculpas....disse que foi atitude impensada.

Entretanto, eu decidi que precisa de um tempo. Não briguei, não gritei, somente disse-lhe que aquele facto havia criado um buraco entre nós.
Hoje, estou tentando entender a situação, mas está sendo muito difícil. Ando triste e não gosto que ele chegue perto de mim.
Olho para ele e sinto traição, mentira, e aquelas palavras imundas que ele escreveu.
Ele está a tentar de tudo para me alegrar e pede desculpas o tempo todo.
Eu não quero punir, mas acabo por fazer.
E ainda existe a dúvida de que poderá acontecer novamente, porque eu perdoei desta vez.

Preciso de ajuda, estou muito triste e decepcionada


Entendo a sua decepção mas o melhor é controlar-se e não deixar que isso perturbe a estabilidade da sua vida e do seu relacionamento.
 
Existem muitos homens que procuram aventuras platônicas na internet, para se distrair, por curiosidade ou como estimulo sexual. O seu não é um caso isolado. Tenha paciência, mas não se force para ultrapassar e esquecer. Há que dar tempo ao tempo para voltar a confiar nele. Se ele encarou o sucedido como um acto impensado, como uma experiência negativa e se arrependeu, provável mente, não irá repetir.
 
Um abraço
Mariagrazia


 

10 comentários

Comentar post