Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Despersonalização

magritte27.jpg

 

 

Doutora, eu estive esse tempo todo tentando perceber o que se passava comigo. Eu tinha medo de falar com um médico pois tinha receio que ele me quisesse internar por estar maluca. Mas eu fiz algumas pesquizas na net sobre os meus sintomas e aponta a que eu sofra de despersonalização. Eu sinto minha cabeça vazia sinto me vazia parece que não estou presente. As vezes faço me questões tipo o que estou a fazer. Eu não tiro prazer do momento que estou a viver. Eu já não sei o que é sentir felicidade. Eu vivo frustrada com medos e com este problema. Que posso fazer doutora?

 

Cara leitora,

A despersonalização pode ser um sintoma de outras perturbações psiquiátricas

A despersonalização está intimamente relacionada com a ansiedade. Enquanto desordem isolada pode ser desencadeada pela vivência de uma situação traumática ou pode ainda despoletar-se no indivíduo se este atravessar um conflito interno insuportável: a mente passa por um processo inconsciente de dissociação - separa (dissocia) conhecimento, informações ou sentimentos incompatíveis ou inaceitáveis oriundos do pensamento (realidade) consciente.

 

Não tenha medo de falar com o médico. Para tudo tem remédio, o que é preciso é que tenha motivação para se tratar. Não é o caso de estar maluca, mas deve estar com algum problema psicológico, talvez relacionado com a ansiedade, ou com alguma grande tensão geradora de stress.

No seu caso há indicação de psicoterapia para trabalhar os conflitos e sua solução.

Procure ajuda de uma psicóloga para um diagnóstico preciso e inicio de um tratamento. Entretanto também pode ser que se trate de uma fase, uma de crise passageira. O importante é confiar em si própria e buscar uma ajuda efectiva.

Um abraço

 

 

3 comentários

Comentar post