Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Falar de sentimentos

 

niki15.jpgBom dia,

Vi no seu blog algumas situações que levam as pessoas a ficar em baixo e como tal, decidi também desabafar. Pois bem, sou o Daniel e tenho 22 anos. Em 2012 quando concluí o 12º ano decidi ir trabalhar e desde então tenho um trabalho fixo. Mas o que quero realmente falar é sobre sentimentos.

Sempre fui um rapaz extremamente tímido e como tal, nunca desenvolvi daquelas amizades que são para a vida ou mesmo das temporárias nas escolas. A situação piora se falar em relações com o sexo feminino, se para mim arranjar amizades com o sexo masculino foi sempre algo extremamente difícil, com o sexo oposto nem se fala. Tanto quanto já percebi, eu funciono por recaídas. Estou bem comigo mesmo mas há alturas em que tenho as tais recaídas e sinto-me mal com tudo na vida, quase como uma depressão mas não acho que o meu problema seja uma depressão.

No momento em que escrevo isto é o momento de uma dessas recaídas que ocorreu após a visualização de um filme. Em todos os filmes há relações amorosas e pronto, foi essa a parte que mais me afectou. Recentemente comecei a jogar um jogo que funciona por GPS no telemóvel e esse jogo já me fez conhecer algumas pessoas na vida real mas a verdade é que em pouco ou nada muda no meu estado espírito. Enquanto jogo, estou distraído e não me "lembro" de ficar em baixo mas no trabalho por exemplo, estou sempre mal disposto e tenho consciência que isso é péssimo, principalmente sendo no atendimento ao público. Irrito-me com muita facilidade e sempre que tenho tempo fico em baixo.

Já tenho consciência disto tudo mas a resistência à mudança é mais forte que eu e não consigo estar bem humorado no trabalho. Perto das pessoas que gosto disfarço bem e ninguém sonha que no meu interior esteja mal. Para finalizar este longo texto, não sei, sinceramente, que respostas procuro eu. Quero sim acabar com este sentimento de tristeza, irritação e por vezes até raiva mesmo.

Agradeço a leitura de todo o texto e caso tenha tempo para devolver alguma palavra, fico à espera. Cumprimentos, D.

 

Caro D.,

Se está frequentemente com mau humor, irritado, mal disposto e triste poderá estar com depressão. Procurar ocupar-se para esquecer a depressão e se esforçar para aparentar bem-estar, é uma luta que mina as forças já abaladas pela própria depressão e aumenta ainda mais a irritabilidade e a impaciência.

O primeiro passo é procurar uma terapia para tratar do seu problema, que, provavelmente está relacionado com a sua timidez e dificuldades de exprimir seus sentimentos.

O ser humano precisa conviver e se relacionar para se sentir seguro e resolvido. Conviver não é um ato facultativo em nossas vidas. É vital, seja no ambiente familiar, seja no profissional.

Procure mudar alguma coisa na sua vida, só assim é que vai poder sentir-se mudado.

 

Pode começar por tentar procurar fazer amizades no trabalho e organizar alguns encontros para conviver e fazer algum esforço para vencer a sua timidez.

 

No entanto outras coisas podem fazer com que se sinta melhor e também diminuir o seu mal estar. Procure dedicar-se a algo que lhe dê prazer, como estudar, ler, fazer desporto, etc.

É preciso entender o poder das suas emoções e preparar-se para algumas mudança de vida positiva bem como acreditar que vai conseguir.

 

Tudo de bom