Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Filha e mãe

niki4.jpg

Tenho 20 anos, quase 21, fui criada sempre com a minha mãe, meu pai sempre foi ausente, sou filha única. Sempre fiz tudo que minha mãe dizia para eu fazer, sempre escutei muito ela e a respeito muito! Hoje faço engenharia, com grande apoio dela, e moro a 100 km da minha cidade natal, e de onde ela mora, moro sozinha e só estudo. Eu quero muito trabalhar, porém minha mãe quer que eu apenas estudando e quando surgir uma oportunidade de trabalho boa, aí sim posso trabalhar...

Ultimamente tenho tido muitos conflitos com ela, como moro sozinha, me acostumei a manter a casa do meu jeito, e quando ela vem pra cá, ela só me critica só pelo jeito como eu deixo o escorredor de louças na pia, de como eu recolho a roupa, de onde eu guardo as coisas, sacolas de lixo, enfim, tudo! Ela vem pra cá e muda todos os móveis de lugar, muda os tapetes de lugar, isso me cansa! Estou esgotada de ser criticada por ela, tudo que eu faço está errado, se eu faço de uma forma diferente da dela, está completamente errado e ela briga muito comigo, faz piada do jeito como organizo as coisas! Ela me trata como se eu tivesse 10 anos!

Eu não sei se isso acontece porque sou dependente dela, mas eu não suporto mais ela me falando tudo que eu tenho fazer da forma como ela quer!

Peço que me dê um conselho do ponto de vista profissional, por favor!

Obrigada!

 

Cara filha,

 

Procure compreender a sua mãe que a ajuda a se organizar e pretende o seu bem, embora ao mesmo tempo tente discriminar o que está bem para si e o que não está, sugerindo sempre mudanças. Fale ela sua mãe com racionalidade e maturidade, explicando que há coisas que prefere organizar à sua maneira, o que ela certamente vai entender. Se houver lógica e paciência já é um caminho para solução.

 

Acontece que para as mães, muitas vezes, é difícil  aceitar a independência da própria filha o que leva a conflitos  e incompreensões. Cabe a si saber encontrar seu equilíbrio e a sua independência.

 

Um abraço

2 comentários

Comentar post