Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Perfil falso no facebook

eloy.jpg

 

 

Boa noite, me chamo Matilde. Tenho 24  anos e passo por uma situação  que me deixa bastante entristecida.

Sempre tive uma relação  difícil  com minha mãe desde a infância,  ela nunca teve muito carinho por mim porém sempre fez o melhor que ela pode dentro das condições. Tenho um irmão  mais velho  que ela já disse ser o queridinho já  que ela acha que sou a preferida do pai. Há mais ou menos uns dois anos descobri que minha mãe tinha casos na Internet não  contei para meu pai apenas para meu irmão. Logo após essa descoberta, ela sofreu um enfarto e passou por uma grande cirurgia cardíaca fiquei ao lado dela em todos os momentos larguei meu emprego para cuidar dela.

Recentemente descobri que ela tem um perfil falso no face com minhas fotos se passando por mim além disso peguei várias mensagens no celular dela falando besteira com homens de passando por mim venho sempre guardando  esse ressentimento pra mim pois mudei minha postura com ela hoje sou uma filha melhor mas isso acaba comigo não  saio mais o que fazer.

 

Cara Matilde,

 

A sua é uma situação delicada, difícil de gerir. Penso que o melhor é conversar com a sua mãe e dizer que sabe o que se está a passar (sem criticar) e só pedir que por favor não use as suas fotografias e nem o seu nome pois isso poderá trazer problemas futuros para si, pois tudo que colocamos on-line ou que mandamos por mensagens a desconhecidos, pode sofrer mau uso.

 

Talvez ela usa esse tipo de práticas para se “distrair” da rotina do casamento ou da solidão. Mas é preciso atenção pois todas as práticas que dão prazer podem-se tornar viciantes Há, também a questão do risco. Não o risco físico – esse é nulo, o que permite aventuras seguras com desconhecidos, mas o risco virtual, que se pode tornar “bem real”, com um desconhecido pode ser perigoso, pois não se sabe quem está do outro lado. As imagens podem ser gravadas, manipuladas e postas a circular pela internet e ainda se houver mais pessoas envolvidas, é necessário o seu consentimento para que as imagens possam ser difundidas, senão se está a cometer um crime. Os crimes de abuso de utilização e manipulação de imagens difundidas pela internet têm crescido de forma significativa, embora a maior parte das pessoas não apresente queixa. Trata-se de um crime semipúblico, o que implica a apresentação de queixa.

 

Entendo que não queira “estragar” a relação com a sua mãe uma vez que só agora é que voltou a retomar mas também não pode deixar que ela estrague a sua reputação. Penso que se falar com calma e clareza ela vai entender.

 

Para a sua mãe é indicado um acompanhamento psicoterapêutico, para que a ajude a ultrapassar alguns impasses devido aos problemas cárdicos e aos problemas afectivos, que podem prejudicar ainda mais a sua vida e saúde.

Tudo de bom