Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Metabolismo acelerado

 

Tenho 29 anos e preciso da sua ajuda.

 

Há cerca de 11 anos a esta parte, após a morte do meu pai, comecei a perder peso. Até esta idade (17 anos), sempre tive um peso estável entre os 50/52 Kg.

3 anos depois, com 21 anos, perdi a minha mãe, e desde então tive alguns altos e baixos (entre os 45 e 50kg) mas nunca mais estabilidade de peso.

 

Meço 1.68m e peso 45kg. Tal facto não me assustaria se não tivesse perdido 7kg no decorrer deste tempo.

 

Sei que não tenho qualquer tipo de doença tiróidea pois já fiz análises para confirmação. Contudo, sou uma pessoa muito ansiosa/nervosa, mesmo perante situações de pouca importância, ou diria mesmo, de insignificante importância.

Tenho momentos de falta de apetite, mas tenho alturas em que como muito bem. No entanto não assimilo a alimentação que ingero, continuando gradualmente a emagrecer.

 

Este emagrecimento causa-me transtorno, visto que me sinto fraca, sem forças e começo a não "reconhecer" o meu próprio corpo, consequentemente sinto que este facto me esta a causar complexos uma vez que nada me assenta bem, tudo me fica grande, largo, pingam, sendo os tamanhos mais pequenos das lojas.

O que é que posso fazer para tratar este problema?

 

No ano passado fui a um Médico endocrinologia que me disse para não me preocupar com isso, sem sequer me mandar fazer qualquer exame.

Apenas avaliou as minhas últimas análises.

Sou acompanhada por um psiquiatra à 9 anos que também acha que não é relevante.

Para ser sincera não consigo desvalorizar este assunto e viver bem com isso.

Há alguma solução para isto?

Agradeço desde já a sua disponibilidade.

Os meus cumprimentos,

S.

 

Cara S.,

 

Se fisicamente está tudo bem, a sua perda de peso pode ter origem psicológica e estar relacionada com o seu estado emocional ainda em decorrência da perda de seus pais talvez por um luto não resolvido, stress, sentimento de desamparo, solidão, etc. O melhor para si e fazer uma psicoterapia para tratar a origem do seu problema.

 

Entretanto é importante que tenha uma vida saudável com 8 horas de sono regular, alimentação equilibrada e atividade física adequada para que possa ajudar a reagir e retomar o seu peso normal e para que ultrapasse essa fase e volte a ser uma pessoa plenamente saudável.

 

Confie si própria e verá que vai conseguir reverter a situação.

Fique bem

Mariagrazia