Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Ser vegan

 

 

 

Olá,

 

sou voluntária desde os meus 15anos de associações de proteção animal. É algo com que me identifico, algo extremamente importante para mim, é uma grande parte de mim. Contudo, ao longo dos tempos tenho- me tornado ativista, não uso nada testado em animais, não compro acessórios ou roupas que tenham algo de animais (lãs e peles), não consumo nada que venha da indústria agro-pecuária. Este tema tem feito- me desistir de muita coisa na minha vida e tem afetado o meu relacionamento. Mudei de curso para veterinária, alterei tudo na minha casa e até deixei de conviver com certos amigos que não entendiam os meus valores.

 

O meu namorado não me apoia com este tema e tem sido terrível para o nosso namoro. Fora isto, eu e o meu namorado damo-nos muito bem, todavia sinto que me está a cortar as pernas na luta pelos meus ideais. O que faço, não sei se continue com o namoro. Tenho medo de chegar a hora de ir fazer voluntariado fora do país durante 2meses e ele continuar a achar que não o amo por não abdicar de certas coisas. Todos os meus familiares estão do lado do meu namorado e acham que estou a ir longe demais neste campo. Até o meu pai deixou de me falar por ter- me tornado vegan. Suplico-lhe que me aconselhe. Obrigada.

 

Cara leitora,

 

O veganismo é uma filosofia de vida que estabelece uma conduta prática de boicote para excluir do consumo do ser humano qualquer produto ou alimento que tenha origem animal ou utilize animais em testes durante sua fabricação.

A postura vegan exige uma transformação de consciência e uma mudança no estilo de vida moderno.

Ser vegan pode ser a sua filosofia de vida, a sua maneira de estar no mundo, baseada nas suas próprias convicções e crenças, embora não convém que se transforme numa atitude radical e preconceituosa contra todos os outros estilos de vida.

 

Ser vegan não pode se tornar uma obsessão e como tal perder todo o benefício de uma vida natural, saudável e confortável para tornar-se uma imposição, uma prisão controladora e limitante.

Cuide para que a sua vida não se torne limitada por essa imposição. O importante é ter consciência dos seus atos e contribuir para um mundo mais harmonioso sem descuidar de seu equilíbrio interior.

 

Quanto ao seu namorado, a prioridade é sua, mas penso que podem sempre dialogar e negociar um entendimento que satisfaça a ambos, sem ter que abdicar de seus ideais.

Tudo de bom

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.