Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Perseguição

 

Boa noite, tenho 16 anos e estou a viver uma situação um pouco complicada e vim por este meio lhe pedir a opinião sobre o que devo fazer.

Todos os dias, para ir para a escola tenho de apanhar um autocarro que vai até uma vila, e lá tenho de estar cerca de 30 minutos à espera do segundo autocarro que me levará então até à escola.

 

Acontece que, nesse período tempo há um homem nas paragens (que é num café basicamente) que há algumas semanas eu noto que ele está sempre a olhar para mim, e não impressão minha porque eu viro-me de costas e tento me afastar do campo de vista dele mas acontece que ele arranja sempre maneira de me perseguir e me pressionar com aquele olhar nojento. Eu no início pensei que era só um homem tarado que bastava ignorar e estava tudo bem. Mas agora estou num ponto em que não consigo ignorar mais, e estou a ficar com medo, medo de abalar de casa e saber que todos os dias logo pela manhã o tenho de encarar. Isto é uma zona pequena, e ele certamente sabe de onde sou e quem sou e qual a minha rotina e isso assusta-me. Não sei o que deva fazer, deverei falar com os meus pais, ou com um professor? E como devo agir na sua presença?

 

Muito obrigada, espero receber resposta em breve.

 

Primeiro de tudo precisa falar com seus pais e com seu professor e contar que está a viver uma situação de assédio. Peça para que um homem adulto o acompanhe alguns dias e que além de dar um suporte, fale com ele para que não repita esse comportamento. Se ele continuar poderá sempre pedir uma escolta policial.

 

Provavelmente se trata de uma pessoa "mentalmente doente", mas em princípio deve ser considerada como possivelmente perigosa.

 

Não tenha medo de partilhar os seus sentimentos, certamente todos irão colaborar para que essa situação termine bem. 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.