Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Pseudolalia

 

 

 

 

Dra.,

Meu marido tem 43 anos e sofre de pseudolalia há anos! Está insuportável!

Ele mente e acredita em suas mentiras, quer me convencer totalmente de absurdos que sempre cria, histórias, personagens, e até foi capaz de falar sozinho no telefone!

 

Tem uma mente criativa, mas maligna, usa isto pra me convencer que sempre tem algo a esperar de bom na nossa vida, mas que sempre nunca acontece!

 

Fica extremamente violento quando duvido e falo que já sei que ele está mentindo. Nunca fez nenhuma terapia, mas acho que já está muito sério pois parece uma mistura de psicopatia pois nunca fica nem com remorso quando tenho que implorar pra que ele confesse que tudo não passou de histórias!

 

Isso acontece todos os dias! Eu estou muito abalada e depressiva por isso. Sei que não posso confiar nele de forma alguma!

Temos uma filha de doze anos que acompanha tudo, e nem na frente dela ele poupou suas mentiras ridículas!

 

Não sei o que fazer! Por favor: existe cura ou remédios para isso? Mesmo quando a verdade aparece ele não tem atitudes de arrependimento, e isso que é meu maior medo!

Agradeço e aguardo resposta

 

Grata

K.

 

Cara K.,

 

O indicado para ele é uma psicoterapia, mas para isso deverá se sentir motivado para encerrar essa fase e recomeçar outra autêntica e sem mentiras.

Com a psicoterapia ele poderá compreender a origem e identificar as situações em que surge esse distúrbio e ao mesmo tempo trabalhar e reforçar a sua autoconfiança e a sua auto-estima.

 

O vício de mentir é um ato inconsciente. Pode funcionar como um mecanismo de autodefesa ou ser o resultado de uma profunda insegurança emocional, além de traumas de infância. Pode ser uma fuga à verdade, causando uma repetição compulsiva. Podem ser pessoas vítimas de uma educação julgadora, imposições, disciplinas rígidas e que por vezes vivem dominadas com autoritarismo.

 

A pseudolalia provoca distúrbios de personalidade, fazendo com que o indivíduo acabe perdendo a sua individuação e viva num mundo real criado imaginariamente, comportando-se de uma forma que dificulta o contato humano.

 

A família é muito importante nesse momento. Deverá procurar um especialista, inicialmente um psicólogo que fará a avaliação. A família não pode mentir à respeito da doença e nem encobrir as mentiras da pessoa.

 

De qualquer maneira ele precisa confiar, acreditar em si próprio e na necessidade de se curar para ter uma vida normal e psicologicamente saudável.

 

Tudo de bom

Mariagrazia

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.