Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Corar

 

 

Boa tarde, Dra.
 
Espero que me possa ajudar.
Tenho 28 anos e sou bastante tímida... O que me acontece e que me faz sentir muito embaraçada, é falar com pessoas com quem tenho pouco à-vontade e ficar sempre corada, mesmo vermelha. Isso incomoda-me, porque não significa nada, e parece que sim, e toda a gente vê. Eu penso não vou ficar corada e de repente sinto o calor na cara. Normalmente é quando me sinto exposta de alguma forma.
Como posso ultrapassar uma coisa que não consigo controlar??
 
Obrigada pela atenção
A.

 

Cara A.,

 

Ruborizar é uma reacção que está relacionada com o mesmo sistema que desencadeia a reacção de luta ou fuga.

 

Nas relações sociais, o rubor ficou associado às emoções como culpa, vergonha e embaraço o que coloca as pessoas em desvantagens, porém ruborizar também pode deixar a pessoa mais atraente e socialmente desejável.

 

O corar está provavelmente relacionado com a sua timidez. Lembre-se que quanto mais tentar controlar pior. Aceitar a sua timidez é o primeiro passo para se sentir melhor. Pessoas com uma ligeira timidez são consideradas mais bem preparadas e responsáveis. Não se envergonhe, faça disso uma vantagem e um charme!

 

Um abraço

Mariagrazia

 

 

 

 

 

 

9 comentários

  • Sem imagem de perfil

    AC 28.01.2009 19:07

    Olá! Eu sou mais uma mas com 34 anos e pensando eu não ser tímida. Mas quando fico exposta como dizia a A. começo logo a corar e vai aumentando. É terrível porque realmente ás vezes são situações sem importância mas quem vê pensa que não, já para não falar nesses que adoram aproveitar o momento. Bom, problemas maiores existem! lol
  • Sem imagem de perfil

    Teresa Pereira 17.06.2010 18:04

    olá, chamo-me Teresa e tenho 34 anos, e tb sofro do mesmo "terror" que vocês sofrem!
    Considero-me uma mulher realizada em todos os aspectos, mas tenho este imenso drama, que é roborizar!! é horrível senti-lo! Eu sinto-o em público, qdo falo com alguém, qdo me falam me abordam na rua, qdo desaparece uma caneta eu fico insegura e penso que os outros pensam que fui eu, qdo o meu colega fala da esposa em público, qdo uma sobrinha fala das boas notas que tem, eu não sinto inveja, apenas me dá a sensação que as pessoas olham para mim, qdo cumprimento um colega em frente ao meu marido.. qdo estou mais segura eu não reborizo tanto e sinto-me tão bem! este pesadelo está cada vez pior, ultimamente sinto-me diariamente deprimida com isto, pq nós, acreditem sofremos mto e perdemos mta qualidade de vida! Mas hoje, descobrindo este site, fiquei mais acompanhada, pois não sou única.
    Essa tal operação para nós era o ideal, mas como é feita? e quais as consequências?

    Força amigos, estamos juntos no desabafo!
  • Sem imagem de perfil

    Carol 13.03.2015 17:10

    É, gente, passo pela mesma situação, mas os motivos são um pouco diferentes. Acontece principalmente no trabalho quando preciso me expor em reuniões ou em apresentações onde preciso falar, argumentar e apresentar. Em alguns momentos é tão forte, que sinto meu colo ferver, pois fica extremamente quente a ponto de se eu colocar o dedo, fica branco, como se tivesse acabado de sair da praia depois de ficar o dia inteiro exposta ao sol de verão.
    Às vezes consigo pensar um pouco e ficar super segura, pois aceito que sou assim e não tem jeito mesmo. É um fato que quanto mais as pessoas olham, ou quanto mais falam sobre isso ainda se for chamando atenção dos outros, o vermelidão aumenta e a gente fica cada vez mais tímida.
    Algumas vezes, quando falo para mim mesma, deixa é assim mesmo não tem jeito, faço a pessoa que está perto de mim ignorar o fato dizendo que é normal e mudo de assunto. Ajuda absurdamente! Mas, em público? Para 30 pessoas um assunto que você ainda está conhecendo? Impossível! Rs.
    Acho que o que podemos perceber disso tudo é que estamos inseguras de alguma forma e temos medo do que os outros vão pensar de nós. E a extrema cobrança de que precisamos ser perfeitos! Uma curiosidade, pois já vi que esse signo sofre disso apesar de querer ser o centro das atenções.. Algum de vocês são leoninos? Ah, esqueci de falar, tenho 32 anos. :) Desabafem gente, a gente precisa resolver isso! hehe.
  • Sem imagem de perfil

    Sabrina 31.05.2015 21:20

    Nossa como e bom saber que nao sou a unica . Li todos os comentarios e me indentifico muito , mais acho que sou a mais novas de todas , Me chamo Sabrina e tenho 14 anos , sou de BH . Bom sempre fui muito timida mais ao passar do tempo so esta piorando . Tentei me abrir com minha mae , mais ela vive falando que nao e nada , que quando ela era mais nova ela tbm fica assim e passou . Mais no meu caso nao esta pasando esta e piorando cada dia mais . Nao tenho mais vontade de sair pq sei que vou ficar vermelha . O pior e na escola , pois todo mundo fica fazendo piadinhas sem graça , pelo semples fato de falar com alguem ja começo a ficar muito vermelha , pior que um tomate . Nao me vejo em uma uma entrevista de emprego , ate desistir da minha festa de 15 anos . Ja pesquisei varias coisas uma delas e controlar a respiraçao e esvaziar a mente , mais nao da certo comigo , acabo ficando mais vermelha ainda . Nao aguento mais , isso ta me prejudicando demais , queria saber mais tipo se existe alguma cirurgia , remedio , tratamento , se um psicologo ajuda qualquer coisa . Se alguem tiver feito um grupo no face , ou wpp , entre em contato comigo -> sabrina.marques.da.silva@gmail.com . Estou prescisando muito de ajuda , ja estou me vendo sem sair de casa pra sempre !
  • Sem imagem de perfil

    Flávia 07.03.2016 00:17

    Estava lendo os comentários e me identifiquei muito, tenho 16 anos e evito sair de casa porque sei que qualquer coisinha meu rosto fica todo vermelho, sinto um calor subindo nas minhas costas e no meu rosto dai começo a suar. Apresentar trabalho no colégio na frente da turma nem pensar, quase nem saio de casa por vergonha.
    Festa de 15 anos nem fiz, odeio que cante PARABÉNS pra mim porque não sei se bato palma e me sinto a otária do ano, ou se não bato palma e fico olhando com cara de idiota pros convidados (dúvida cruel kkk). Não queria ser assim.
    Resumindo já tentei relaxar, respirar fundo não funcionou, até comprei Maracujina pra ver se me acalmava, mas nada adiantou. A questão é será que com o tempo melhora?
  • Sem imagem de perfil

    Heloísa 25.03.2016 19:54

    Eu tenho 16 anos e fico vermelha ao me tornar o "centro das atenções" rsrs
    Quando é primeiro dia de aula e tem professores novos que perguntam o nome, o que gosta de fazer, na frente de todo mundo então? Meu Deus, parece que meu coração vai sair pela boca. Sem contar que é um saco quando as pessoas olham para você e fala: "nossa, fulano ta vermelha!" E começa a rir. Aff!
    O pior de tudo é que tenho trabalho para apresentar semana que vem, sozinha, na frente de todos. Estou até pensando em faltar, pois tem várias pessoas que não vão com minha cara na sala de aula, e com certeza vão falar: "A Heloísa ta vermelha" e rir.
    Estou tentando parar com essa timidez, mas ta difícil! Mas, vamos lá né, não custa tentar.
    Abraços!
  • Perfil Facebook

    Lucia Carlin 14.05.2018 22:55

    Quando eu tinha que apresentar trabalho na faculdade eu apagava a luz e conseguia falar melhor. Mas se a luz estivesse acesa eu corava tanto que até perdia o foco do que estava falando. É horrível, mas após inúmeras apresentações eu melhorei um pouco nesse aspecto. Mas as vezes tem alguma recaída, principalmente quando sou o centro das atenções por algum momento ou quando sou pega de surpresa em alguma situação contrangedora ou por nada as vezes. O jeito é enfrentar e nao fugir corando ou não. Mesmo com o rosto e pescoço queimando temos que treinar a mente para não perder o foco do assunto e nao se importar com o que os outros vão pensar. Se virar motivo de piada é só ignorar, afinal ninguém paga suas contas e se vc cora é sinal que é humano, assim como todos tem defeitos, e independente qual seja o motivo de sua cor vermelha vc não precisa se justificar, afinal tem dias que a gente nem sabe pq muda de cor. Acredito ser psicológico, mas se controlar o psicológico fosse fácil não teria tantos psicólogos e psiquiatras. Um Conselho que posso dar é : não deixe de fazer nada por causa disso, não deixe de apresentar um trabalho, fazer uma entrevista, conhecer pessoas, afinal essas coisas podem ajudar vc a superar isso ou pelo ao menos diminuir.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 26.05.2018 01:55

    Excelente conselho Lucia, eu também já passei por várias situações, mas nunca fugi. No começo fiquei um bom tempo recluso, mas comecei a enfrentar. Tenho momentos de extrema confiança e outros (como agora) de recaídas, mas enfrentar é sempre melhor.
    Abraços
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.