Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Falta de apetite sexual

Amedeo Modigliani

 

 

 

 

Gostaria de receber alguma orientação.

Eu tenho 17 anos de idade.
Perdi minha virgindade com 15. Desde então continuo com o mesmo parceiro. Temos um filho de 6 meses. No começo do namoro eu era bem animada para ter relações. Já há alguns meses perdi o apetite sexual.
 
Não tenho mais interesse algum em fazer.
Antes eu ficava assustada Só de pensar no assunto.
Tenho uma boa lubrificação.
Mais só fico com vontade depois que nós já estarmos deitados, prontos pra começar a relação.
 
As vezes finjo ter orgasmo, No momento da transa não consigo me concentrar fico com a cabeça longe.
 
Fico com um certo desconforto Já cheguei a sentir fadiga.
Geralmente as mulheres acordam felizes no dia seguinte. Eu não.
Amo o meu parceiro.
Não sei o que estar acontecendo comigo. Tenho medo do nosso casamento termina por causa disso.
Existe algum revigorante sexual que eu possa tomar? Por favor me ajude

 


Cara jovem mãe,

 
Acontece muitas vezes que após o nascimento do primeiro filho e, principalmente, durante a amamentação, haja uma diminuição do desejo sexual. Essa situação é fisiológica devido a mudanças hormonais.
 
Procure não dramatizar e tente ser o mais natural possível, sem fingir e nem se forçar. Fale com o seu parceiro e encontrem a melhor forma de fazer amor e sentir quais são as preferências de cada um. Verá que vai melhorar naturalmente.
 
Caso sinta que o tempo passa e não melhora, fale com o seu ginecologista para ver se está tudo bem consigo na parte física e se for o caso procure uma ajuda psicológica.
 
Confie em si própria, não fique ansiosa e não tenha medo de perder o seu casamento. Quando há amor, respeito e diálogo o casamento resulta.
 
Um abraço
Mariagrazia

 

 

 

1 comentário

Comentar post