Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Medo de amar

Edward Munch

 

Achei por bem falar com alguém para me darem alguma luz.
 
Sempre fui uma pessoa sofrida sem grande sorte no amor. Tive alguém de quem gostei muito e infelizmente faleceu. Andei 4 anos perdida sem rumo e sem saber muito bem o que pensar ou que fazer. Foi-me diagnosticada uma depressão. Com o tratamento melhorei e até conheci outra pessoa, mas essa desiludiu-me. Traiu-me! Mais uma vez fui-me abaixo pensando que não voltaria a ser feliz. Depois de mais alguns anos e mais umas quantas desilusões, chegou a minha vez. Em Novembro de 2006, jurei a mim mesma que durante um ano só iria estar para mim e para os meus amigos, para as minhas coisas. Não haveria espaço para mais ninguém! E assim foi!
 
Até que quando estava a desistir de tudo, aparece-me o meu príncipe! A pessoa que mais feliz me faz até hoje! Estamos juntos e queremos continuar assim! Já vai fazer um ano! Sou muito feliz com ele! É meu amigo, meu companheiro, meu amante, é tudo aquilo que sempre quis num homem! Não me desilude!
 
O problema sou eu! Por qualquer coisa começo por ficar insegura! Começo por dizer que ele já não gosta de mim, quando sei que não sinto aquilo que digo. E choro, muitas vezes não lhe digo nada para que não fique preocupado. Tenho noção de que se continuo assim um destes dias ele farta-se e desiste de mim! Ele diz que não! Os meus amigos e os nossos amigos dizem que ele nunca faria isso, pois quando se gosta nunca se desiste de ninguém! Eu também penso assim, mas como já fui muito magoada tenho sempre medo!
 
Já não sei como pensar nem o que fazer! Sei que tenho um medo terrível de o perder! E se isto continua assim sei que é o que vai acontecer!
 
O que posso eu fazer?
Pode-me ajudar!
M.
 

Cara M.,

 

Que sorte tem encontrado essa pessoa que a faz tão feliz! Agora é não ter medo de amar, investir na relação e desfrutar.

 

O passado é passado. Viva o presente sem sofrimento e aproveite a felicidade.

 

Procure confiar em si própria e no amor que desperta no seu parceiro. Sinta-se amada, especial e única. Preserve o seu relacionamento dando espaço e alimentando o respeito e a cumplicidade. Para isso precisa descontrair e não perturbar o seu parceiro com lamúrias infundadas.

Controle seu medo de sofrer, com pensamentos e investimentos positivos.

 

Procure construir uma relação com confiança. Confiar como "com” mais “fiar", ou seja, fiar junto, costurar junto. Como se nessa construção passassem o fio do amor, da sua mão para a dele e de volta para a sua, sempre construindo através do diálogo, de acções, para que resulte em uma relação sempre mais forte e madura.

 

Confie em si própria e no vosso amor.

 

Um abraço

Mariagrazia

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Mariagrazia 17.01.2012 18:23

    O importante é agir com prudência e ouvir a sua voz interior. Fazer acontecer faz parte da procura do próprio caminho.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.