Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

O amor acabou

 

Paul Cezanne

 

Tenho 40 anos casado a 18 com uma mulher de 44,temos dois filhos que são minha vida.
Há 5 anos descobri que ela me traiu com 02 pessoas do nosso convívio e num período em que tinha acabado de ter nosso filho menor.
 
Com essa decepção, não tenho mais nada que agregue na nossa relação. Não briguei, preferi a indiferença. Desde então ela, tenta à todo custo ter meu amor de volta, tem-me ameaçado com coisas absurdas. Já tentou por duas vezes se matar, chora o tempo todo, implora por minha complacência e meu perdão. Ela é uma pessoa manipuladora e possessiva e capaz de fazer qualquer coisa para virar o jogo a seu favor. É o tipo de pessoa que passa por cima de qualquer um para conseguir o que almeja. Sempre fui um homem muito apegado a família devido minha criação, e meus filhos são tudo na vida, e tenho medo que ela com seu desequilíbrio possa fazer algum mal a eles, pois se não valoriza a própria vida dela, o que dizer sobre a dos outros.
 
Só posso dizer que ela não é a pessoa que me importa, não tenho sentimento algum, só frieza e indiferença.
Tentei sair de casa e fiquei três meses fora, apenas dormindo, mas a falta da companhia das crianças me fizeram voltar, até porque eles precisavam da minha ajuda e companhia nas lições da escola, etc. Gostaria que ela me deixasse em paz e que fosse feliz porém longe de mim, mas ela não aceita isso em hipótese alguma.
 
Será que você tem alguma palavra que possa clarear um pouco mais nesse problema?
Obrigado.

 

 
Caro C.,
 
O problema que ocorreu na sua vida é grave mas não gravíssimo e acontece em muitos casamentos. Nenhum homem goste de admitir e perdoar traição.
Se o amor acabou, não vejo possibilidades de reconciliação. Mas se ainda existe algum amor entre vocês, é sempre possível rever e reconstituir a relação. Fale com ela, pergunte o que a levou a isso, talvez com o tempo consiga ”perdoar” e renovar a relação. Indiferença não resolve, o diálogo é sempre a melhor solução para o casal poder se entender.
 
Tudo de bom
Mariagrazia
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.