Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Muita ansiedade

37.jpg

Olá Boa tarde,

Preciso de ajuda por favor. Eu sempre fui muito ansiosa, mas desde a minha gravidez eu piorei comecei mesmo a ter sintomas físicos.

Neste momento há um que me atormenta muito e sinceramente, tenho medo que possa ser algo de grave, sinto um gelo saindo de mim. É como se estive se sempre com o corpo dentro de um ar condicionado, ataca muito a cabeça, olhos, braços e pernas não é tudo ao mesmo tempo. O que poderá ser? Se poder ajudar-me agradeço muito  obrigada

 

Cara Leitora,

Tal como acontece com os pensamentos negativos, por vezes também nos debatemos com sensações físicas, sentimentos e emoções negativas e desconfortáveis. Esta luta pode por vezes deixar-nos abatidos, com receios, desanimados, contribuindo assim para um maior sofrimento emocional e psicológico.

Cada emoção que sentimos prepara o nosso corpo para uma reação específica. O fato de experienciarmos emoções desagradáveis não significa ausência de saúde mental ou que algo de errado se passa connosco.

Nunca é demais reforçar que não há emoções positivas ou negativas, todas têm um papel fundamental na nossa adaptação. O que prejudica o nosso funcionamento é o excesso emocional. As emoções têm uma manifestação corporal intensa, a energia da emoção espalha-se pelo corpo e produz diversos movimentos. Estas sensações físicas e sinais corporais são coerentes com o que estamos a sentir e é através deles que podemos identificar qual a emoção que sentimos.

 

Na tristeza e no medo há como uma sensação de frio que nos invade. Este “arrefecimento” implica uma falta de mobilização que se traduz na perda de interesse nas atividades e ao estarmos tristes nos recolhermos. Precisamos desse tempo para recuperar energia e avaliar as consequências de uma perda, para depois nos redirecionarmos para outras emoções e ações.

Esse sentimento de gelo que arrefece o seu corpo pode estar relacionado com a sua ansiedade e um sentimentos de tristeza, talvez relacionados com pensamentos inconscientes de medo relacionados com a perda da sua independência e aumento de responsabilidade vividos após a sua gravidez.

Procure ter pensamentos positivos e quando sente esses sintomas físicos dedique-se a trabalhos manuais como: costuras, desenhos, escritos, limpezas, tricô, arrumação, culinária, etc.

Ter mais responsabilidade pode-se resumir numa grande alegria e prazer de nos sentirmos úteis e importantes para a nossa família.

Fique bem

 

 

 

1 comentário

Comentar post