Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Pensamentos obsessivos

106.jpg

Eu não estou a conseguir ter mentalidade para lidar com pessoas e sempre a levar reclamações. Ando a ter muitos pensamentos negativos, obsessivos, só penso que tudo vai dar errado e quando passo muito tempo sorrindo com as pessoas, por que no meu trabalho é preciso interagir, eu fico muito, mas depois disso sinto muito vontade de chorar um certo aperto no peito, vontade de nem se quer sair de casa paro o trabalho, a minha única vontade é de ficar presa no quarto ou então com o meu namorado.

Com ele também tenho muitos pensamentos obsessivos, insegurança, não sei dizer se é intuição ou não, mas eu já fui traída uma vez e isso mexeu muito com o meu psicológico e creio que não consigo ter a confiança que um dia já tive. Acho que tenho muito medo de ser trocada outra vez e isso acaba comigo.

Fico a metade do tempo só a pensar no mal que pode acontecer, a pensar que não vou conseguir e que vai dar tudo errado. Isso é terrível e eu infelizmente não sei mais o que fazer... Penso em deixar esse emprego, pois não estou tendo psicológico para lidar com pessoas nesse momento.

Cara leitora,

Deixar o seu emprego não é uma solução e ainda poderá trazer mais sofrimento.

Um fator que pode ser um facilitador de pensamentos negativos é a nossa tolerância às frustrações. Deceções com as pessoas, com o trabalho e outros fatores da vida acontecem, mas cada pessoa lida com isso à sua maneira. Pessoas com baixa tolerância a frustrações, ao se sentirem dececionadas tendem a generalizar os pensamentos negativos e acham que “tudo está mal”. E os pensamentos obsessivos podem ser uma consequência da baixa tolerância à frustração. 

O que pode fazer é procurar não dar tanta importância as reclamações e aos fatos negativos que acontecem no seu dia a dia. Procure sempre ver o lado bom das coisas e tente resolver os seus problemas da melhor maneira.

No caso que os seus pensamentos estejam a impedi-la de exercer atividades quotidianas, procure uma ajuda especializada.