Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Problema sexual

18.jpgBom dia Doutora Mariagrazia, obrigado por ler meu e-mail eu gostaria de pedir uma orientação e conselho.

Eu tenho 21 anos e tenho muita vontade sexual por varias vezes por dia mas eu não quero fazer sexo só depois do casamento.

Eu tentei muitas formas de distrair e fazer outras coisas mas quando vem a vontade é algo imenso impossível de resistir. Eu só gostaria de diminuir essa louca vontade por que não quero praticar masturbação nunca.

A senhora teria algum conselho doutora, algum especialista ou principalmente um truque da psicologia de lavagem cerebral ou hipnose com profissional ou medicamento?

 

Obrigado pela atenção

ML

 

Caro LM,

A masturbação faz parte de uma vida sexual saudável, é totalmente segura e inofensiva, além de diminuir o stress e aumentar a autoestima.

 

Todavia, não se masturbar também pode trazer algumas vantagens científicas e pessoais, como por exemplo o aumento da produtividade e diminuição da procrastinação diária, devido ao aumento de energia, e também maior sensibilidade e energia sexual.

Abster-se da masturbação não constitui qualquer perigo, porém é uma privação desnecessária, pois o ato pode ser muito saudável para o organismo. No entanto, a decisão é pessoal. Cada pessoa possui o direito de fazer o que entender com o próprio corpo.

 

Quanto a procurar formas de escapar dos desejos momentâneos, procure uma distração, ou trabalhe a sua conscientização. Outra opção é usar o relaxamento ou meditação, como uma forma de lidar com o stresse em vez de deixá-lo se acumular. Se a libido estiver muito aumentada pode usar ervas e medicamentos para diminuir os níveis de testosterona e ainda fazer mudanças equilibradas no seu estilo de vida.

O meu conselho é que se dedique a algum trabalho muito exigente, que o satisfaça e que diminua o seu tempo para pensar em sexo. É o que Freud chamou de sublimação, ou seja dirigir a energia sexual para executar algum trabalho importante.

Outra coisa que pode ajudar é a prática regular de exercício físico.

Acontece que na sua idade não é fácil abster-se de pensar em sexo por estar numa fase onde os níveis hormonais estão no auge e agudizam o desejo sexual.

 

O melhor é procurar viver a sua sexualidade naturalmente sem grandes restrições e sem culpas.

Fique bem