Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Relação terminada

 

Edward Munch

 

 

Tenho 26 anos e o meu ex 28, namoramos 4 anos. Estamos a estudar em Londres, eu no 2o ano e ele esta a fazer o mestrado.
 
Vivemos 2 anos juntos no início, a experiência foi boa ate certo ponto, porque dividamos a casa dom amigos dele, então havia algumas discussões por causa das compras, pagamento de facturas e por ai fora...
 
Então, decidimos que era melhor viver com a minha irmã, ate terminamos o curso.
 
Entretanto, continuamos a namorar, mas as coisas começaram a mudar, passei a ser menos tolerante com ele, e de certa forma afastamo-nos, mas estou certa que o amo, e quero e sou capaz de faze-lo feliz.
 
Estive grávida dele no início, e decidimos que era melhor abortar, porque ainda estávamos a estudar.
 
Entretanto também tive alguns problemas com a mae dele, pois ele e' filho único, e e' super protegido por ela.
 
As discussões estavam a ser frequentes, e nesses momentos infelizmente, eu dizia que ele não me fazia feliz, e que era melhor acabarmos, mas ele sempre teve muita paciência, e dizia que era uma ma fase, que estamos quase a terminar os estudos, e a partir dai começamos a trabalhar e teremos capacidade de morar-mos juntos.
 
Entretanto fui de ferias para Lisboa, e ele ficou em Londres. Fez a sua formatura nesse verão, e eu senti-me muito ofendida por não ter sido "convidada", tudo isso porque ele ficou com receio porque a mãe dele também ia estar presente, e ele achava que ia ficar muito dividido e de certa maneira pressionado, mas ele depois arranjou-me um convite, mas ai eu já não quis ir.
 
Essa briga com a mãe, não e' coisa impossível de ultrapassar, e eu também estou disposta a conversar com ela, porque não adianta ter mau relacionamento com ela.
 
Acabamos por ficar 3 meses sem nos falarmos, por um orgulho estúpido da minha parte, e também imaturidade, porque tentei ligar para ele, e tinha o telefone desligado, eu estava muito carente nesse dia, queria muito dizer que precisava dele, que estava com saudades, e ele não estava disponível.
 
Infelizmente, acabei por mandar um e-mail para ele dizendo que fiquei zangada por não estar disponível quando mais preciso, e que não queria que ele me estragasse as ferias, terminei o e-mail dizendo "ADEUS".
 
Esse Adeus, ele interpretou como um ponto final, uma vez que varias vezes disse que ele não me fazia feliz, agora, ele diz que precisa de ficar sozinho, que não quer sofrer mais, e que acredita que foi incapaz de me fazer feliz. Mas isso e' mentira, nos fomos felizes, senão, n teríamos namorado tanto tempo, e ter planos de morar-mos juntos e constituir-mos família.
 
Ele acha melhor esperar um ano, porque agora esta a fazer o mestrado, e depois disso começara a trabalhar e aí já podemos morar juntos, mas por enquanto acha difícil voltar a namorar comigo.
 
Eu não concordo com essa decisão, porque em um ano muita coisa pode acontecer, e eu prefiro continuar com ele, e quero ser e faze-lo feliz.
 
O que nos aconselha a fazer?