Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Distante da namorada

27.jpg

Boa noite...
Espero que esteja tudo bem com você...
Eu vim por este meio pedir ajuda...
Estou num relacionamento há 4 meses quase 5, a nossa relação é a distância... Eu tenho 21 anos e ela tem 17... Eu tenho medo disso até, da nossa diferença de idades, que pensem errado, ou que pensem sobre pedofilia... Mas eu não sou assim e até sou muito contra isso... Pelo contrário, eu amo-a de verdade, ela faz me faz sentir único, desejável, faz-me sentir muito bem mesmo, o sorriso dela me encanta a toda a hora, mas a questão nisto nem é isso... Eu sinto falta dela perto de mim... Eu sou de Portugal... Moro perto de Setúbal... E ela é de Santiago, perto de Seia (Serra da Estrela)... Eu tenho pouco dinheiro, sem possibilidades de conseguir visitá-la e ela está na guarda dos pais e ainda é menor então ela também não me consegue vir visitar e também nem eu me sentiria bem que ela viesse sozinha ou mesmo que viesse gastar o dinheiro que necessita para os seus estudos, alimentação etc...
Eu preciso de uma solução para conseguir visitá-la, ter o nosso primeiro encontro... Sim nunca estive pessoalmente com ela e penso nisso a toda a hora... Já sofri muito no meu passado, já perdi muitas pessoas que amava no passado, maior parte pela distância e eu não quero perder ela também, ela é demasiado importante pra mim, eu quero estar com ela pessoalmente, nem que seja 1 vez por mês, mas quero poder abraça-la, dar-lhe mimos e carinho que ela bem merece e precisa, eu preciso de ajuda pra conseguir estar com ela, ou tenho medo que a nossa relação não resulte por conta da distância 😪 eu não quero perdê-la, por favor, me ajude a encontrar solução, eu não sei o que fazer 😪 ela é tudo pra mim 😪 preciso dela perto de mim, custa muito estar longe dela e não ter forma e nem dinheiro pra poder ir visitá-la me está a consumir e a matar aos poucos, eu tenho depressão e estou a começar até a me sentir pior, me ajude por favor 😭💔

 

Caro leitor,


Se quer encontrar essa jovem precisa encontrar uma solução viável. Se não consegue sozinho, peça ajuda a alguém, a um amigo, a alguém da sua família ou procure alguém que vá para Santiago e peça uma boleia ou guarde algum dinheiro para ir visitá-la, enfim encontre uma maneira de ir.
É preciso ter paciência e não se desesperar. Sem conhecer pessoalmente essa pessoa, não pode ter certeza que seja a sua alma gémea e pode ser que seja diferente da pessoa que imagina e portanto melhor manter a calma, não se precipitar e não ficar doente pois pode por tudo a perder.


Procure manter a sua sanidade mental, só assim vai conseguir encontrar maneira para encontrá-la. Entretanto pode sempre se comunicar com ela virtualmente.


Segundo o filósofo Zygmunt Bauman “Uma vez que damos prioridade a relacionamentos em "redes", as quais podem ser tecidas ou desmanchadas com igual facilidade — e frequentemente sem que isso envolva nenhum contato além do virtual —, não sabemos mais manter laços a longo prazo.
Fique bem

Namoro à distância

 

 

 

 

Olá, Doutora,

 

Eu tenho 22 anos (sou brasileira) meu namorado tem 24 anos. Namoramos desde a primeira semana na universidade  há 4 anos. Há um mês, meu namorado foi para a Europa, ele irá fazer um intercâmbio numa universidade por um ano. No começo estávamos ambos muito aflitos, entretanto após uns dias percebemos que estávamos lidando muito bem com a distância e conversamos todos os dias, várias vezes ao dia por mensagens, principalmente.

 

Sempre fomos muito sinceros um com o outro e sempre contamos tudo, mesmo quando sabemos que aquilo poderá deixar o outro chateado. Nunca desconfiei da fidelidade dele e nunca tive motivos para isso. 

 

Então, há dois dias ele veio conversar comigo. Disse que não estava conseguindo dormir e que me precisava contar algo. Três dias antes disso ele foi a um bar e uma garota tentou beijá-lo, ele me jurou que não me traiu e nem se quer conversou com ela, apenas disse que não e se afastou. Entretanto, ele disse que sentiu uma vontade muito forte de beijá-la e está se sentindo muito culpado desde então. Ele chegou a pensar em romper comigo por isso.

Eu conversei com ele, deixei meu ciúme de lado, fui muito racional. Perguntei a ele se havia algo de errado com a nossa relação, algo que ele me quisesse dizer, ele disse que não e era por isso que estava assustado com esse desejo por uma garota estranha e por isso estava se sentindo tão mal. 

 

Nós não rompemos, mas ele ainda está estranho, pensativo e distante, dizendo que precisa pensar e que não consegue não se sentir culpado por isso, que está com medo. 

Quero saber se é normal alguém sentir atração por outra pessoa fora do relacionamento sem que algo esteja errado no nosso namoro. Se isso é passageiro e se significa que o sentimento dele por mim mudou ou não.

 

Quero que ele tire esse peso das costas, pois acho que se ele não fez nada, isso não é tão ruim. Claro que não me sinto bem em saber que ele tem desejos por outras pessoas, mas acho que isso é efeito da distância, que é apenas algo carnal e que ele não devia se preocupar. Estou certa?

Esse desejo realmente quer dizer que ele quer me trair e/ou que o sentimento dele mudou?

 

Att,

B.