Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Medo e pânico

renoir34.jpg

 

 

Eu tenho 12 anos e passo por medo e pânico. Sou muito ansiosa, tenho dores de cabeça frequentes, tenho medo de tudo e à noite eu não durmo sem minha avó.

Maria Fernanda

 

Cara Maria Fernanda,

O medo é um sentimento intrínseco ao ser humano, tal como a alegria ou a desilusão, por isso é normal todas as pessoas terem medo. O medo faz parte da aprendizagem, e constitui uma parte importante do desenvolvimento da pessoa.

 

O medo de dormir sozinha está relacionado com um sentimento de desprotecção e com fantasias erradas que no escuro criaturas estranhas estejam no seu quarto para te assustar.

 

Se até agora não aprendeste a enfrentar esse medo e não te sentes segura na tua cama é hora de começar. Para tal a melhor maneira é, criar a desejável habituação e usar algumas técnicas de adaptação. Para começar é importante teres um ritual para ir para a cama que te acalme, que te deixe tranquila, segura e autoconfiante.

 

Pensa que embora os medos sejam reais os monstros não existem. Ajuda-te criando alguns mecanismos de defesa e técnicas de relaxamento.

 

A coragem não é a ausência de medo: é sim saber enfrentá-lo. Partilha com teus pais os teus medos e discuta as possibilidades para ultrapassá-los.

 

Com algumas técnicas de relaxamento os medos não se apoderarão dos teus pensamentos. Na hora de ir dormir procura visualizar uma cena relaxante, como estar na praia, assistir a um pôr-do-sol ou a observar as estrelas. Isso vai ajudar-te a ter a mente ocupada afastando os pensamentos que te inquietam. Além disso é fisicamente impossível estar relaxada e assustada ao mesmo tempo.

 

Evitar excesso de televisão e aparelhos electrónicos durante o dia e manter-te desligada depois da hora de jantar é uma boa aposta.

 

No quarto deixa as portas e gavetas dos armários fechadas, para não dar azo à imaginação.

 

Começa desde já a criar hábitos saudáveis de sono e de adormecer e vais ver como a ansiedade e as dores de cabeça consequentemente também melhorarão e essas mudanças irão te acompanhar durante a vida.

 

Lembra-te que tens dentro de ti todas as ferramentas necessárias para reinventar o teu presente. Não quer dizer que seja fácil. Vais encontrar resistência a mudar e vais ter de lutar contra as tuas limitações, mas é isso que vai tornar-te mais forte.

 

Começa hoje a reinventar-te!

Um dia fantástico!

 

Dormir pouco

 

 

 

 

Bom dia, ando há dias a dormir muito pouco, durmo o primeiro sono, 2h ou 3h, e depois é-me difícil voltar a adormecer. Já consultei um médico, e há uns 4 meses atrás, andei a tomar Buscalma 10mg , receitados por uma psiquiatra, e o médico ontem mandou voltar a tomar a mesma dose que a psiquiatra mandou.

Mas o meu problema é que eu tenho sono e não consigo dormir, esse medicamento foi-me receitado por eu ter medo de dormir, por pensar que poderia morrer durante a noite.

 

Isto está-se a apoderar de mim, e eu só tenho 18 anos, eu já não sei mais o que fazer, me ajude por favor. 

C.

 

Birra para dormir

 

 

 

 

Boa tarde.

Ando preocupada sem saber como lidar com a minha filha de seis anos. Ela entrou para a primária, e sempre foi uma criança muito ativa, nunca gostou muito de dormir, sempre foi um problema ir para a cama e ficar sozinha. Aliás não conseguimos fazer com que ela fique sozinha a dormir.

Desde que foi para a escola, e fica lá das 08 da manhã até às 18.30, começaram as birras mais constantes, revoluciona a casa. Ando cansada com tal comportamento, pois agora é o nosso dia-a-dia.

Como sou mais exigente com ela do que o pai, agora faz-me frente em tudo. Será normal? Que hei-de fazer? Estou a falhar como mãe?

Agradeço a sua ajuda.

P.

 

 

 

Dormir sozinha

 

Tenho 29 anos e agora me mudei para o meu apartamento novo. Antes morava com meus pais.

 

Tenho um problema que não consigo entender. Tenho muita dificuldade de dormir sozinha. Tenho medos sem explicação.

Meu coração bate forte e qualquer barulho que ouço é motivo para desespero. Preciso dormir com algodões nos ouvidos para não ouvir barulhos. Gostaria de resolver isso na minha vida, que daqui por diante será assim.

 

Obrigada.

 

Medo de dormir

 

Olá Dr.ª Mariagrazia

 

Tenho um filho de 8 anos, que já dorme no seu quarto desde os três anos.

Há coisa de três meses foi dormir a casa de um primo. Desde essa altura que não quer ir sozinho para o quarto pois diz que tem medo.

A muito custo consegui que me contasse o que se passava e então diz-me que viu um filme de terror na casa do primo e agora quando está na cama (antes de adormecer) não consegue pensar noutra coisa que não sejam as imagens do filme. Tentei lhe explicar que um filme é a fingir e enquanto não consegue adormecer, pode ler um livro, ver televisão ou cantar que logo o sono chega.

Foi uma tentativa falhada porque ele não se consegue controlar. Fica num pânico, começa a transpirar, a chorar, e até diz que lhe apetece vomitar. Diz que precisa que eu fique perto dele porque se sente seguro.

Não sei como resolver esta questão, por isso peço-lhe que me ajude a ultrapassá-la.

Ultimamente ele tem adormecido no sofá da sala e eu depois levo-o para a cama. Mas várias vezes ele acaba por acordar durante a noite (mais do que uma vez) e eu acabo por ficar perto dele, até adormecer.

Estou exausta porque não consigo descansar o suficiente e fico com pena do menino porque vejo pela carinha dele que é algo que não consegue controlar. Quando chega a hora de dormir as feições do seu rosto ficam completamente alterados e demora muito tempo para lavar os dentes, achando que consegue adiar o momento.

 

Antecipadamente agradeço toda a atenção que dispense ao meu caso. Aguardo com expectativa pela Vossa resposta.