Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Gémeas de pais separados

 

matisse23.jpg

 

 

Boa noite Dra.

Estou com um problema, que carrego desde que minhas filhas nasceram (são gémeas), e tenho duvidas a respeito. Desde que elas nasceram e começaram a ir para casa dos avos paternos, a avó começou a esconder as melhores roupas, sapatos, acessórios e até fralda descartável delas. Comecei a dar falta de certas roupinhas e sempre perguntava a ela, e ela sempre com a mesma resposta, dizia que não sabia, que era pra eu procurar na casa da minha mãe...

Comecei a desconfiar e então tive a oportunidade de estar sozinha na casa dela, e procurei, não demorei muito pra achar, e quando achei fiquei pasma, assustada, impressionada...uma bolsa enorme de coisas até que nem me lembrava mais. Na época estava com pai delas, conversei com ele, mais de nada adiantou. Hoje a situação é ainda pior, estamos separados a mais de 3anos e elas estão com 10anos, ganham seus presentes aqui, como também ganham lá, elas felizes querem poder se divertir, mais nada, nada, absolutamente nada do que elas ganham lá podem trazer pra cá. Nem mesmo por um dia. E os presentes daqui quando querem levam. Já tive problemas até com uniformes escolar pois elas vão pra casa do pai (que mora com os avos delas) no fim de semana depois da escola e voltam as vezes de roupa velha, que já não tem serventia mas pra eles, também seguram as meias e o que for do interesse deles, até brinquedos.

Desculpe Dra. Mas estou perdida, não sei o que fazer, já conversei com ele, disse que não há necessidade disso acontecer, elas já sofrem por nos terem separados, sei também que elas não gostam de ficar lá e cá (de ter duas casas)... Socorro, não sei se meu pensamento esta correto, não sei se a atitude dele esta certa, não sei se existe certo ou errado, só sei que sofro por elas, com elas...

Desde já obrigada!

 

Cara mãe,

 

O que me parece pelo que refere é que os avós tem um comportamento doentio que só vai prejudicar e não traz nada de positivo. Poderá ser uma forma de vingança ou uma doença mental de um dos avós.

O melhor é explicar o caso ao seu ex-marido, tentar não dar muita importância e viver esse problema como uma desventura e com paciência como fazemos com pessoas que tem pouca inteligência emocional. Penso que quanto mais se aborrecer mais vão acontecer esses desaforos.

Sei que não é fácil mas tente não fazer muito alarme com as suas filhas e assim quem sabe a situação vai poder se banalizar.

 

Frequentemente com a separação do casal  há grandes discordâncias entre famílias, mas procure que isso não prejudique o desenvolvimento das crianças.

 

Tudo de bom

 

Divorciada

Paula Rego

 

 

Sou divorciada a mais de 5 anos, depois de 40 anos de casamento.

O ex marido vive com outra mulher a mais de 4 anos, ela deu muitos aborrecimentos aos meus filhos que já são adultos. O rapaz tem 48 anos, casado, sem filhos, a moça tem 46 anos, casada, um filho de 22 anos. O pai deles quer forçar uma aproximação da actual esposa com meus filhos, eles não querem, mas o pai sempre volta a "forçar a barra", minha filha principalmente já deixou claro que não quer ter contacto com a mulher, ela esta deixando até mesmo de atender o telefonema dele para evitar o assunto. Meus filhos sofrem muito com isso, mas não querem que eu interfira e esclareça as coisas de forma definitiva. Eles aceitam o pai, ma não a nova mulher dele. Gostaria de receber sua orientação ou algum artigo que ele pudesse ler e entender que deve parar de agir assim, ou perderá os filhos também. Felizmente ele mora em outra cidade e quando diz que vem para cá, meus filhos entram em pânico.
Gostaria de receber algum artigo ou sua resposta relacionada a esta questão.
Obrigada, aguardo sua resposta o mais breve possível.
Um abraço

 

 

 

Separada e ex-marido

Estou separada e já faz dois anos, mas não consigo tirar meu ex-marido da cabeça. Sinto muito amor por ele, sei que não é feliz no seu relacionamento mas não tenho coragem de falar com ele sobre meus sentimentos, sofro muito por isso. O que devo fazer?

 

Ele diz pros amigos que foi a maior burrada que ele fez na vida, mas não sabe com resolver essa situação. Me de uma luz por favor, sou capaz de perdoa-lo se ele ainda me quiser, sei que o amo e muito.

 

Um abraço