Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Muita ansiedade

37.jpg

Olá Boa tarde,

Preciso de ajuda por favor. Eu sempre fui muito ansiosa, mas desde a minha gravidez eu piorei comecei mesmo a ter sintomas físicos.

Neste momento há um que me atormenta muito e sinceramente, tenho medo que possa ser algo de grave, sinto um gelo saindo de mim. É como se estive se sempre com o corpo dentro de um ar condicionado, ataca muito a cabeça, olhos, braços e pernas não é tudo ao mesmo tempo. O que poderá ser? Se poder ajudar-me agradeço muito  obrigada

 

Cara Leitora,

Tal como acontece com os pensamentos negativos, por vezes também nos debatemos com sensações físicas, sentimentos e emoções negativas e desconfortáveis. Esta luta pode por vezes deixar-nos abatidos, com receios, desanimados, contribuindo assim para um maior sofrimento emocional e psicológico.

Cada emoção que sentimos prepara o nosso corpo para uma reação específica. O fato de experienciarmos emoções desagradáveis não significa ausência de saúde mental ou que algo de errado se passa connosco.

Nunca é demais reforçar que não há emoções positivas ou negativas, todas têm um papel fundamental na nossa adaptação. O que prejudica o nosso funcionamento é o excesso emocional. As emoções têm uma manifestação corporal intensa, a energia da emoção espalha-se pelo corpo e produz diversos movimentos. Estas sensações físicas e sinais corporais são coerentes com o que estamos a sentir e é através deles que podemos identificar qual a emoção que sentimos.

 

Na tristeza e no medo há como uma sensação de frio que nos invade. Este “arrefecimento” implica uma falta de mobilização que se traduz na perda de interesse nas atividades e ao estarmos tristes nos recolhermos. Precisamos desse tempo para recuperar energia e avaliar as consequências de uma perda, para depois nos redirecionarmos para outras emoções e ações.

Esse sentimento de gelo que arrefece o seu corpo pode estar relacionado com a sua ansiedade e um sentimentos de tristeza, talvez relacionados com pensamentos inconscientes de medo relacionados com a perda da sua independência e aumento de responsabilidade vividos após a sua gravidez.

Procure ter pensamentos positivos e quando sente esses sintomas físicos dedique-se a trabalhos manuais como: costuras, desenhos, escritos, limpezas, tricô, arrumação, culinária, etc.

Ter mais responsabilidade pode-se resumir numa grande alegria e prazer de nos sentirmos úteis e importantes para a nossa família.

Fique bem

 

 

 

Namoro complicado

guell1.jpgNome: E

Olha, estou precisando de ajuda... Tenho relacionamento a 2 anos e 7 meses não é de hoje que nosso relacionamento está muito frio, caiu na rotina. Temos brigas, sem compreensão, não temos mais nossas intimidades está tudo frio. Há um mês nós demos um tempo de 1 semana para ver o que queríamos, mas eu não consegui ficar sem ela. Liguei para ela todos os dias e não respeitei o tempo dela. No domingo quando íamos resolver ela me disse que não sabia mais o que queria ... Que não conseguiu pensar... E que estava confusa, se me amava mesmo. Sempre tivemos planos juntos para casar, crescemos juntos e ela ainda esta comigo, mas não sei se ela empurrando esse relacionamento com a barriga ultimamente ela anda muito stressada com a faculdade e coisas familiares...

Ela as vezes me diz coisas que me magoam, mas eu fico na minha, não retruco e tento entender...

Mas isso está me machucando a cada dia que passa, eu não sei o que fazer estou precisando de ajuda....

Caro E.,

Se gosta dela precisa ter paciência e seguir em frente para ver no que vai dar, embora sem permitir que ela o magoe. Use a sua razão para retrucar quando for o caso disso. Ninguém gosta de um namorado que não toma posições e que não defenda seu ponto de vista. Pode ser que ela já não goste mais de si ou que a relação tenha esfriado, ou que ela sinta a necessidade de ter novas experiências. Se for assim não tem jeito, é preciso se conformar e procurar esquecê-la, nada que não possa superar.

 

Se entretanto continuar a se sentir muito confuso pode procurar ajuda especializada. A psicoterapia vai ajudá-lo a se conhecer melhor, a agir com assertividade e a ser capaz de usar as suas próprias possibilidades de existir.

 

Fique bem

 

 

 

Relacionamento frio

 

Andrew Wyeth

 

Dr. Mari me ajude por favor, me chamo A, tenho 22 anos, namoro há 3 anos e a diferencia de idade entre meu namorado e eu é de 15 anos. Nosso relacionamento deu uma esfriada, de ambas as partes estou cansada embora ele não trabalha, vive de bico e isso acaba atrapalhando. Pois, estou a nesse chove e não molha a muito tempo. Bom! Na verdade não é só isso ele perdeu completamente a minha confiança, meus carinhos, atenção.
Enfim tudo de bom que eu podia dar . Foi então que tudo começou quando alugou um barzinho tudo mudou uma vez que não o conhecia quando ganhava seu próprio dinheiro era completamente diferente: arrogante; incompreensivo; bruto e principalmente achava que não precisaria mais de ninguém.
 
Com influências mudou ainda mais e percebi que ele tinha outra, não queria acreditar apesar de minhas amigas me falarem estava completamente apaixonada até que um certo dia peguei o seu celular e vi uma ligação diferente, e resolvi ligar e acabei descobrindo que se tratava de outra mulher. Enfim, nunca esqueci apesar dele falar que tudo passava de engano. Depois de tudo esses acontecimento mudei virei uma nova mulher não ligo mais, ajuda só o necessário ele percebeu e pergunta que eu não o amo mais disfarço e falo que é frescura.
 
Portanto não sei até onde vai levar as vezes penso que estou empurrando com a barriga esperando só um momento de conhecer alguém ou sei lá não querer mais. Mas por outro lado o convívio deixa muito a desejar. Pois, sinto muito a falta dele e quando esquecemos de tudo voltamos a ser com um lindo par romântico. Estou muito confusa com tudo isso, só sei que até hoje não consigo imaginar que posso ficar sozinha dependo muito de carinho, não consigo. ME AJUDE!
 
Beijos A.