Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Medo do parto

 

 

 

 

 

Tenho 22 anos e namoro há 6, eu e o meu namorado estamos a pensar ir viver juntos e ele já fala em filhos. Eu sempre disse que queria ter filhos com ele, e quero, quero muito, desejo ser mãe com todas as minhas forças mas no entanto pensar no parto aterroriza-me! Tenho medo de morrer no parto. Meti na cabeça que não sou capaz de aguentar o esforço do parto e tenho medo de morrer e nunca chegar a ver o meu filho. Penso que seja normal e que todas as mulheres têm medo do parto mas eu ainda não estou grávida e tenho ataques de pânico quando penso no assunto, o meu medo é tanto que quando ele fala em termos um bebé nem consigo desfaçar o que sinto.

 

O meu medo está se a tornar maior à minha vontade de ser mãe e não posso deixar que isso aconteça.

O que devo fazer? Estou mesmo desesperada.

Obrigada desde já.

 

Cara Leitora,

 

O parto representa um marco na vida da mulher, repercutindo profundamente nos seus planos físico, emocional e social. O medo do parto pode gerar ansiedade principalmente ao se incluir ao medo da morte e ao medo da dor. Esse cenário pode ser minimizado com informação e preparação para a gravidez e nascimento do filho.

 

Quanto mais preparada estiver a mulher, se ela entender a fisiologia do corpo humano no processo, as fases do trabalho de parto, e o que esperar, ela vai passar pelo processo com muito mais facilidade.

Para isso é importante a educação: muita leitura, informação, troca de ideias com outras mulheres, médicos e especialistas.

 

No caso de mulheres mais sensíveis, é essencial um trabalho de psicoterapia, para aprender a lidar com esse medo e impedir que se torne uma ideia excessiva.

Procure trabalhar o seu medo seguindo esses parâmetros e vai ver que quando estiver na altura tudo vai correr muito bem. É importante não sofrer por antecipação.

 

 

 

 

Medo de ser mãe

 

Paula Rego

 

Cara Doutora,
 
Chamo-me S. e tenho 25 anos, recentemente deparei-me com a palavra gravidez queria muito ser mãe mas tenho um medo terrível ao parto em si, às vezes, sinto-me a pessoa mais estúpida do mundo por duas razões: A primeira porque ainda nem sequer estou grávida e a segunda porque devo ser a única mulher do mundo a pensar assim, sei que toda a gente tem esse receio mas daí a sonhar com isso e dar por mim a pensar no horrível que pode ser o momento é angustiante.
 
Gostaria de saber a sua opinião sobre estes meus devaneios ou não quem sabe.
Obrigada.