Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Passado do companheiro

 

Cara Dr.ª Mariagrazia,

 

Tive a oportunidade de ver o seu site, e vi da possibilidade de resposta a questões colocadas.

 

Agradecia a sua ajuda no seguinte: tenho graves problemas em conseguir desligar-me do passado do meu companheiro.

Tanto eu quanto ele somos divorciados, e tivemos filhos dessa anterior relação. Quando começamos a nos envolver, ele estava em processo de divórcio (que foi bastante conturbado, pois eles sempre se mantiveram a viver na mesma casa, dividindo a mesma cama, supostamente para não afectar os 2 filhos). Esse período foi bastante complicado para mim, mas sempre me mantive à margem, pois entendia que era um assunto que me era alheio, apesar de me machucar e prejudicar em certa parte.

 

Depois de sair o divórcio, ele deixou de viver na mesma casa que ela e os filhos; mas o problema é sempre o mesmo, pois ela faz chantagem com ele com os filhos e ele acata tudo aquilo que ela quer.

 

A minha questão é que eu não consigo viver o presente com ele em harmonia, pois estou sempre ligada no passado (por exemplo, nós estamos a viver juntos e quando os seus filhos estão connosco, a sua ex-mulher faz questão de estar a ligar a toda a hora para falar com os filhos; comenta pela negativa o que lhes damos de comer, uma série de coisas), e de facto o seu passado afecta o nosso relacionamento, pois não consigo deixar de me sentir como a 2ª...

 

Como poderei resolver esta questão na minha cabeça?

 

Obrigado e muito grata, R.

 

Confusa

 

 

Paula Rego

Olá,

 

Ao passear pela net descobri que havia o consultório on-line. Não sei bem o que pretendo com esta mensagem, talvez uma esperança de que ainda haja alguma esperança para mim.

 

O meu nome é Lara e aos 13 anos fui violada. Hoje tento a todo o custo esquecer, ou pelo menos minimizar na minha cabeça o que aconteceu e simplesmente não consigo. Não sou capaz de contar isto a ninguém, a não ser na net em que não tenho que revelar quem eu sou. Tenho muita vergonha...

 

Para além disso um ano depois de tudo isso ter acontecido conheci um rapaz por quem me apaixonei. Estávamos os dois muito apaixonados, vivendo um amor muito intenso, quando eu engravidei. Não entramos em acordo quanto a um possível aborto e acabámos por nos separar. Eu quis abortar... não sei se fiz bem ou mal, mas naquele momento eu tinha que tomar uma decisão e sinceramente não me arrependo. Eu era muito nova e a minha família nem sabia que eu namorava. Não lhes contei porque ele é 11 anos mais velho que eu. Enfim, o facto é que ele já tinha perdido um filho no antigo relacionamento e não aceitou que isso acontecesse outra vez.

 

Isto tudo paira na minha cabeça como se tivesse acontecido hoje! Agora com 20 anos não consigo manter uma relação... por diversos motivos: procuro aquele homem que amei em todos os homens, sabendo que nunca vai ser o mesmo; não consigo ter relações sexuais, morro de medo que algum homem me toque, aliás só ainda tive prazer com o único homem que amei! Lutámos muito os dois para que eu conseguisse, pois com ele acontecia-me o mesmo, sempre que estávamos mais juntos eu fugia e em vez de o ver a ele, via o homem que me violou. Com o tempo ele conquistou a minha confiança e ensinou-me a amá-lo e a sentir prazer com a nossa relação. Agora que não o tenho apenas está ali o meu corpo enquanto aquilo acontece. Sujeito-me a sexo para tentar manter as relações que vou tentando ter. Já gostei de alguns rapazes (apesar de nunca ter amado nenhum deles como amo aquele que já referi), mas simplesmente afasto-os sem querer...

 

A minha cabeça está uma confusão...

 

 

Ciúme de relacionamentos anteriores

 

Olá Doutora!

 

Tenho 24 anos e minha namorada tem 22.

 

A questão e que estamos namorando a seis meses e não consigo aceitar o fato de minha namorada ter tido relações sexuais com seus quatro namorados anteriores. Quando passei a amar ela, pensar e conviver com esta realidade e incrivelmente incomodo, isto não sai um segundo da minha cabeça, acho que vou terminar o meu relacionamento e procurar uma garota que ainda não teve relações para que eu possa viver a minha vida em paz.

 

O problema e que estou apaixonado demais e ela também.

 

Não sei o que faço.

 

 


  

Ciúme do passado

Boa noite cara Doutora,
 
Sou a K. tenho 23 anos recém-formada em direito a minha história e o seguinte: comecei a namorar com 20 anos estou com o meu namorado há 3 anos. Ele é o meu primeiro namorado.
 
Cada dia que passa eu gosto mas dele e tenho medo de perde-lo. Eu também não duvido dos sentimentos dele porque ele quer já fazer o noivado, mas a questão é que ele já viveu com alguém com quem acabou já há 4 anos mas ele não larga do passado.
A ex dele tem 2 filhos que não são dele mas as crianças vão passar todos os fins-de-semana com ele, eu não acho normal e a mãe da ex dele ainda liga para ele e falam.
Será normal? Eu não aguento ele estar assim preso no passado.
Aquele abraço.