Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Distúrbio do sono

 

 

 

Exma. Sra. Dra.,

 

Tenho uma filha que fez recentemente 7 anos, é autónoma, uma mulherzinha em ponto pequeno, mas esta desde sempre tem o hábito de me chamar durante a noite, para ir para junto dela, chega mesmo a acordar a chorar e a gritar por mim, sendo que mesmo em casa quando estamos em diferentes divisões ela chega a perguntar onde eu estou, o que estou a fazer.

 

Nunca dei muito valor a isso, e deitava-me com ela até voltar a adormecer e regressava à minha cama, sendo que acontecia uma vez por outra, e não era todos os dias. No entanto esta tem chamado cada vez mais, e quase não dorme descansada, pois está sempre com receio que eu saia de junto dela.

 

É filha única, não houve nada nas últimas semanas que pudesse vir a piorar este sentimento de insegurança  para a situação piorar, sendo que estivemos de férias e houve noites que me chamava 4 e 5 vezes...

 

 É verdade que ando extremamente cansada, pois não sei o que é dormir uma noite seguida e descansada há semanas, mas preocupa-me o facto de ela também não descansar e se haverá algum problema com ela. Falo abertamente com ela, e parece-me que não me esconda nada. A relação familiar é óptima, tanto com o pai como comigo, mas sinto-a um pouco obcecada por mim, sendo que só chama mesmo por mim, e quando o pai quer ficar junto dela, ou ela não sossega ou eu tenho de ir para junto dela mais tarde.

 

Será melhor recorrer a um psicólogo para tentar perceber o que de errado se passa? Tenho receio que isto a possa afectar de alguma forma...

 

Muito obrigada pela atenção dispensada. Sem outro assunto de momento. Atentamente.

S.

 

 

Fobia de dormir

 

 

 

Tenho muita dificuldade de dormir sozinho. Tenho distúrbio de ansiedade e também sofro de insónia a algum tempo. Tenho 24 anos, e é muito chato não conseguir dormir só. Isso me deixa muito desanimado às vezes. Às vezes quando fico muitos dias sem dormir bem, fico até com fobia de pegar no sono. Quando tem alguém dormindo comigo eu relaxo e durmo tranquilo. Já adquirir até gastrite nervosa.

 

O que pode ser feito?

 

Ouço meditações para relaxamento, tento acalmar minha mente antes de dormir, mudo a rotina a noite, mas nada.

 

Grato. R.

 

 

 

Caro R.

 

Para acostumar a dormir sozinho, vai precisar adormecer durante algum tempo, com  medicação para aliviar a ansiedade e o medo de adormecer sozinho.

 

O melhor é  procurar uma consulta numa clínica de terapia do sono para um diagnóstico e uma indicação correta que deverá ser completada com sessões de psicoterapia para tratar o problema de fundo.

 

Parece que existe algum trauma do passado relacionado com o adormecer sozinho, que aumenta a sua ansiedade que o impede dede dormir.

 

Manter rituais constantes antes de dormir, praticar meditação, fazer exercícios de relaxamento podem ajudar a tranquilizar para adormecer naturalmente.

 

O mais importante é a sua motivação por querer se "livrar" dessa "prisão".

 

 

Dormir pouco

 

 

 

 

Bom dia, ando há dias a dormir muito pouco, durmo o primeiro sono, 2h ou 3h, e depois é-me difícil voltar a adormecer. Já consultei um médico, e há uns 4 meses atrás, andei a tomar Buscalma 10mg , receitados por uma psiquiatra, e o médico ontem mandou voltar a tomar a mesma dose que a psiquiatra mandou.

Mas o meu problema é que eu tenho sono e não consigo dormir, esse medicamento foi-me receitado por eu ter medo de dormir, por pensar que poderia morrer durante a noite.

 

Isto está-se a apoderar de mim, e eu só tenho 18 anos, eu já não sei mais o que fazer, me ajude por favor. 

C.

 

Medo de não respirar

Salvador Dalí

 

Boa tarde, desde há dois anos para cá a minha vida é um inferno... Vi um vídeo de um menino que estava todo entubado, e que estava a respirar mal e desde aí comecei so a pensar em como eu respiraria com aqueles tubos. Desde ai a minha respiração (inspiração/expiração) parece que deixou de ser inata. E isso custa me, pois faz me ficar com falta de ar. Mas fui me controlando e me esquecendo disso, de vez em quando é que me lembrava disso e pronto lá tentava eu mudar o pensamento...
 
Mas desde há 4 dias que não faço se não outra coisa a não pensar na minha respiração. Tenho estado com falta de ar constante, e o pior é quando me eito pois aí não tenho nada em que pensar ou fazer para desviar o pensamento, e deitado sinto a minha respiração, o que me faz ficar com imensa falta de ar... Mas não se trata de ansiedade até porque eu estou muito calminho... E depois o problema é que as vezes já nem sinto mais vontade de respirar, pois já me sinto cansado de algo que me era inato, agora ter passado a algo que eu tenho de pensar para fazer... Isto é normal? Existe mais pessoas como eu? O que poderei fazer?
 
Cumprimentos,
C.C.