Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Consultório de Psicologia

Espaço de transformação com a finalidade de orientar, ajudar, esclarecer dúvidas e inquietações. Encontre equilíbrio, use sua criatividade e deixe fluir sua energia. Mariagrazia Marini Luwisch

Vídeo pornográfico

 

105.jpg

Boa noite Mariagrazia, 

Há alguns dias, utilizei o tablet do meu noivo e encontrei um vídeo pornográfico com práticas de zoofilia, as praticas no vídeo, eram com um homem praticando sexo oral num cavalo. Meu noivo faz sexo sem problemas, mas desde o início do relacionamento, embora não tenha nenhuma disfunção, notei que sexo para ele é indiferente, quando questionado sobre sua indiferença ele altera-se e por vezes xingou-me dizendo que o estava ofendendo com perguntas muito inconvenientes.

Mas depois de encontrar esse vídeo no tablet dele, vi que realmente há algo de errado e não era questionamento infundados que eu tinha, achei que poderia ser curiosidade, mas também achei estanho o fato de ser com um homem fazendo a pratica, seria um lado homossexual também além de atração por animais? Mesmo que ele não pratique, acho algo doentio achar normal ou excitante, fico no seu aguardo, obrigada

Cara leitora,

Descobrir que o seu noivo assiste conteúdos pornográficos poderá deixá-la triste, irritada, insegura e até mesmo com a sensação de ter sido traída. São sentimentos normais. Muitas mulheres tentam entender o motivo que leva seus companheiros a buscarem filmes eróticos. 

O seu companheiro é a única pessoa que realmente poderá explicar por qual razão assiste pornografia. Converse com ele, pode ser simples curiosidade e sem relação com excitação sexual. Especialistas estimam que 60 a 70% dos homens assistem pornografia com regularidade.

Caso se sinta à vontade, vejam pornografia juntos. A vida sexual pode melhorar e ser um bom ponto de acordo.

Não há como forçar alguém a mudar, mas seus sentimentos são importantes. Se não chegarem a um acordo que deixe ambos contentes, o relacionamento não vai progredir.